Arquivo do mês de julho 2014

«Prev || 1 | 2 | 3 |...| 10 | 11 | 12 || Next»

Quer ser mais feliz? Então converse mais com estranhos

LuisaoCS

Quer ser mais feliz? Então converse mais com estranhos

Quando não é um ato invasivo, entabular espontaneamente uma conversa com estranhos que encontra em seu caminho pode representar múltiplos benefícios. Para além das gratas surpresas que esta prática pode, potencialmente, implicar, ao que parece pode ajudar a que sejamos mais felizes.

Depois de um experimento realizado em estações de metrôs e ônibus em Homewood, Illinois, os psiclógos Nicholas Epley e Juliana Schroeder demonstraram que a maioria de nós, quando estamos sozinhos em, por exemplo, um café ou um parque, se deve a que supomos que as pessoas que nos rodeiam não querem interagir. Isto é, no fundo a maioria dos solitários que coexistem em algum lugar veriam com bons olhos que alguém se aproximasse, mas não tomam a iniciativa pois pensam que o outro prefere manter à margem -e a outra pessoa pensa a mesma coisa também-; corroborando a opinião de Henry Thoreau, que certa vez disse que "As cidades são lugares em que milhões de pessoas se reúnem para ficarem sozinhas".

Outra das descobertas reportadas pelos cientistas, é que aquelas pessoas que iniciavam uma conversa com algum desconhecido terminavam por perceber sua experiência como mais grata e inclusive mais produtiva, em contraste com os que mantinham sua barreira.

De modo que se estiver lendo este artigo, talvez seja um sinal para que na próxima vez que saia sozinho e esteja em algum lugar público, considere romper essa círculo vicioso que favorece o isolamento e faça novos amigos.

Via | Business Insider.


Isso vai fazer você chorar. Você não está chorando ainda? Chore já!

LuisaoCS

Eu adoro os conteúdos emocionais que nos fazem chorar e que visam despertar a compaixão e a empatia nas pessoas, mas desprezo com todas as forças o sentimentalismo barato do tipo desencadeado pelo Upworthy, o site de maior crescimento na historia da internet. Um verdadeiro lixo que criou tendência como podemos notar no Facebook com diversos sites indo na mesma linha e implorando a atenção do leitor com títulos extensos no estilo:

  • "O que este homem fez, vai mudar a forma com que você vê a vida", o conteúdo mostra um vídeo de um sujeito que perdeu 12 kg;
  • "O que este pai fez por seu filho é uma das coisas mais sublimes que você já viu", o conteúdo mostra um vídeo de um pai alimentando seu filho que não tem braços;
  • "Um homem filmou o paraíso por 7 dias e o que ele flagrou é de tirar o fôlego", o conteúdo mostra um vídeo em time-lapse bem antigo. Belo, porém no Vimeo há milhares de vídeos com conteúdo igual e com melhor qualidade.

Ou seja, depois que o UpWorthy assumiu o Facebook usando essas iscas emocionais que parecem nunca falhar com gente mediana, vários outros surgiram na mesma linha e inclusive os próprios leitores começaram a criar este tipo de conteúdo raso, com fotos de bebês cotocos que pedem "Likes" ou "Amém". Mas o pior não é o estúpido que posta uma fotografia como esta, o pior é que estes posts tem milhares de compartilhamentos e curtidas. Agora me diga, quem é que diz "Amém" ("Assim seja") para a imagem de um bebê que teve a desgraçada sina de nascer sem os membros? Aff!

Mas depois de um tempo, estes truques em demasia começam a perder o efeito. E foi assim que o pessoal do Cracked decidiu zombar da fórmula viral do UpWorthy neste vídeo. Quase não há exagero aqui...


Os melhores cosplayers na San Diego Comic Con 2014

LuisaoCS

A popular convenção nerd anual Comic-Con 2014, que ocorre anualmente durante quatro dias no verão em San Diego, Califórnia, Estados Unidos, já veio e já foi. Caso você tenha perdido a festa,Sneaky Zebra cobriu o evento e capturou todos os melhores cosplayers e fantasias na sua câmera. O vídeo ficou bem bacana e divertido.


Contação de histórias: uma vantagem evolutiva do ser humano

LuisaoCS

Contar histórias: uma vantagem evolutiva do ser humano

Imagine que você é um cavernícola de 45 mil anos atrás, reunido com um clã ao redor do fogo: todos usam roupa feita de couro dos animais que caçaram, e os caçadores contam ao clã sobre as lidas do dia. Abriram um buraco na terra e depois cobriram de folhas; isto atraiu um enorme mamute que caiu lá dentro. Uma presa fácil, uma besta imóvel. A espera paciente dos caçadores, o arranjo da armadilha, a chuva que dificultava a visão, tudo isso faz parte de um relato que nossos ancestrais aprenderam a escutar e esperar com avidez.

Nesse contexto, e como bem se assinala um artigo no Atlantic, intitulado "The Evolutionary Case for Great Fiction", contar histórias podia ser uma vantagem com respeito a outros grupos rivais ou em frente aos elementos naturais: relatar uma experiência de vida ou morte podia significar, efetivamente, a vida ou a morte de alguém do grupo. A narrativa preparava os novos integrantes do clã (ou da família) para enfrentar sua própria sobrevivência.


Isto é o que acontece quando dão LSD a soldados no campo de batalha

LuisaoCS

Como parte de um experiência militar realizada em 1963, um grupo de soldados britânicos consumiu LSD quando se encontravam no campo de batalha. Este védeo mostra o que os oficiais descobriram.

Cinquenta minutos após ter provado a droga, os soldados encontram dificuldades para comunicar-se. Ainda são capazes de realizar grandes esforços físicos; no entanto, nem todos são capazes de se concentrar para fazer as sua tarefas. Alguns tentam manter o senso da responsabilidade, mas não é fácil.

Uma hora e dez minutos após a droga, há um homem trepado em uma árvore tentando alimentar às aves. O comandante renuncia; ele não consegue se mater sob controle e muito menos a seus homens. Já não aguenta mais, precisa se soltar e começar a rir.

Foi assim que rompeu-se o mito de que o LSD tornava as tropas em sanguinários assassinos.


Tudo indica que São Pedro odeia selfies

LuisaoCS

Um jovem casal quase foi atingido por um raio enquanto tentava tirar uma selfie. Eles estavam mergulhando na Lagoa Yal-Ku, em Akumal, no México, quando os salva-vidas pediram qeu saíssem da água por causa da tempestade que se aproximava. Antes de sair, eles decidiram fazer uma última selfie, mas parece que São Pedro não gosta muito disso não.


Um incrível rali de tênis de mesa

LuisaoCS

Segun Toriola, da Nigéria, assume uma posição defensiva incrível para vencer um rali contra o singapurense Ning Gao durante o torneio de tênis de mesa nos Jogos da Commonwealth de 2014, em Glasgow, na Escócia. Mais tarde a Singapura derrotou a Inglaterra para ficar com a medalha de ouro, enquanto o nigeriano venceu o mesatenista indiano na busca do bronze.


«Prev || 1 | 2 | 3 |...| 10 | 11 | 12 || Next»