«Prev || 1 | 2 | 3 |...| 225 | 226 | 227 |...| 567 | 568 | 569 || Next»

A estupidez da multidão à hora de tomar decisões

LuisaoCS

A estupidez dá multidão à hora de tomar decisões

Plataformas de informação como Wikipédia ou sistemas democráticos de governo se baseiam na "sabedoria dá multidão" como premissa máxima. E isto é acertado na maioria dos casos: decisões tomadas por muitos são usualmente melhores que aquelas tomadas por poucos ou um. Não entanto, um novo estudo realizado pela Universidade do Estado do Arizona (EUA) revela uma interessante vertente disto.

Os resultados revelam que, enquanto as multidões podem sim ser sábias quando se trata de tomar decisões difíceis ou arriscadas, são muito piores quando os indivíduos devem escolher entre duas opções nas quais uma delas é vastamente superior à outra. Em outras palavras: quando a decisão é fácil, os grupos podem ser bastante estúpidos.


“O Zumbido”, som ultrasônico ou hipocondria coletiva?

LuisaoCS

Um persistente som conhecido como "O Zumbido" ("Hum") está afetando populações de certas áreas da Grã-Bretanha e Escócia, além de outras partes do mundo. Onde se origina ou quem o produz, são perguntas que permanecem em um mistério, mas alguns pesquisadores estão convencidos de que os relatos sobre o zumbido desde 1950 -e que se intensificaram durante os últimos anos- são prova de que o som é real e não uma estendida forma de histeria coletiva.

O zumbido nem pode ser, em verdade, caracterizado como som: é um rumor de baixa freqüência que pode se tornar incômodo depois de certo tempo. As pessoas que reclamam, dizem que em geral ouvem dentro de suas casas, e em ocasiões é mais forte durante a noite do que durante o dia. Só 2% da população que vive em zonas de reconhecida incidência do zumbido dizem ser capazes da escutá-lo, e a faixa etária das testemunhas vai de 55 aos 70 anos, segundo relatórios de 2003.

Algumas especulações afirmam que poderia se tratar de radiação eletromagnética de baixa freqüência, que resulta audível somente para algumas pessoas; outras teorias incluem atividade sísmica ou microsísimica gerados pelas ondas do oceano, experimentos militares, comunicações submarinas ou simplesmente motores diesel. De qualquer forma o fenômeno continua sendo fonte de especulações em diferentes campos.

Com um pouco de atenção o zumbido pode ser escutado em vídeos como o que encabeça este post.

Via | Yahoo! News.


A fidelidade do macho é fruto evolutivo para evitar os infanticídios

LuisaoCS

A fidelidade do macho é fruto evolutivo para evitar os infanticídios

Reprodução e comida são os principais motores evolutivos. Mas onde encaixa a monogamia, ou o fato de que um macho se sinta vinculado a uma ou um grupo de fêmeas neste processo? Pesquisadores das universidades de Londres, Manchester, Oxford e Auckland estudaram os comportamentos de 239 espécies de primatas -humanos incluídos- e chegaram a uma surpreendente conclusão: a fidelidade do macho serve para proteger às crianças dos infanticídios na mãos de outros exemplares.

A razão desta proteção está em que as crianças e sobretudo em espécies que devem dedicar muito tempo a sua criação, são um obstáculo para um novo processo reprodutivo.


O Pantanal

LuisaoCS

Nosso Pantanal, localizado principalmente no interior do Mato Grosso do Sul, é uma das maiores áreas úmidas tropicais do mundo, mas também estende-se em partes da Bolívia e do Paraguai. Ali podemos encontrar vários ecossistemas sub-regionais, cada um com características hidrológicas, geológicas e ecológicas distintas.

Cerca de 80% das planícies do local ficam submersas durante as estações chuvosas, nutrindo uma coleção surpreendente de diversidade biológica de plantas aquáticas e ajudando a sustentar uma densa variedade de espécies animais. Este curta incrível foi realizado durante uma destas estações de inundação pela Amprods.


Universidades japonesas instalam mesas anti-socialização nos seus refeitórios

LuisaoCS

Universidades japonesas instalam mesas anti-socialização nos seus refeitórios

Na maioria das culturas, ir almoçar com os amigos ou colegas de trabalho é uma ótima maneira para arejar a mente fora do trabalho e relaxar, mas parece que é exatamente o que os estudantes na Universidade de Kyoto estão tentando evitar.

Eles são pessoas ocupadas que nem sempre têm tempo para sentar e jogar conversa fora com os seus pares, por isso, para evitar este tipo de situações desconfortáveis, eles pediram a universidade que adotasse uma solução prática.

Há mesas sempre vazias, onde eles poderiam fazer as suas refeições em paz, mas de acordo com um estudante de engenharia de 22 anos de idade:


O homem é, por natureza, pacífico

LuisaoCS

O homem é, por natureza, pacífico

A crença em que a guerra é parte da natureza do homem é sustentada por sociobiólogos, antropólogos e outros pesquisadores do comportamento humano. Inclusive Edward Wilson, o inventor do campo de sociobiología, certa vez apontou que "a guerra está incrustada em nossa natureza". Isto se baseia não somente na propensão do homem moderno a ir à guerra com seus vizinhos, senão também no comportamento daqueles que ainda vivem uma vida de pré-agricultura (caçadores e coletores).

Mas um ensaio de Douglas Fry e Patrik Sodeberg na mais recente edição da revista Science questiona tudo isto. Os doutores Fry e Sodeberg revisaram tudo o que se sabe a respeito dos caçadores e coletores modernos e sugerem que, ainda que estas pessoas estão longe de ter uma natureza pacífica, também estão longe de ser bélicas. A maioria dos que morrem violentamente em suas sociedades é vitima de pessoas de sua própria tribo, não de "estrangeiros". O estudo sugere que os humanos poderiam ser chamados "assassinos", mas não guerreiros sangrentos como guarda o folclore antropológico.


Fotógrafo tira mesma foto há 13 anos para ver seu envelhecimento

LuisaoCS

Fotógrafo tira mesma foto há 13 anos para ver seu envelhecimento

O fotógrafo norte-americano Noah Kalina criou um projeto que denominou "Everyday" ("a cada dia", em sua tradução em português) para o qual há 13 anos tira um auto-retrato de seu rosto todos os dias e as publica em seu blog. A ideia é mostrar a passagem do tempo em seus traços.

Para dar viralidade a sua ideia, Kalina organizou as fotografias em uma sucessão cronológica e editou em um vídeo publicado em seu perfil do YouTube e outras redes sociais. A primeira vez que fez isso foi em 2006 e seu sucesso foi tão grande que foi incluído na programação de diversos canais de TV na gringolândia. Até Os Simpsons se inspiraram na ideia para em um de seus capítulos mostrar os 39 anos de Homer.


9 truques de baixo orçamento que vão tornar sua vida melhor

LuisaoCS

Hoje em dia, a criação de novos itens tecnológicos chega ao limite do injusto. Muitas vezes acabamos de comprar um aparelho bacana e amanhã a fábrica lança um novo modelo, fazendo nos sentir uns tolos que rasgam dinheiro. Se você é mais um mergulhado neste mundo das novidades e já está cansado de comprar acessórios caros para seus dispositivos ainda mais caros. Aqui estão alguns hacks "comofaz" rápidos que você pode usar para poupar seu pobre dinheirinho.


O que os ursos canadenses fazem quando não tem ninguém olhando?

LuisaoCS

Você já se perguntou o que tem que quando não estamos olhando? Estas imagens foram capturadas por uma câmera de vida selvagem remota instalada no parque Kananaskis Country, que fica bem em frente do sopé das Montanhas Rochosas ao oeste de Calgary, em Alberta, no Canadá.

No vídeo podemos ver como várias espécies fazem uma espécie de "comunicação" se esfregando nas árvores do parque. Assim marcam seu território deixando seu cheiro como se tivesse dando um recado para outros ursos e animais de que esteve por ali.

Os dados estão sendo coletados como parte de um estudo colaborativo que visam conhecer como várias espécies se beneficiam no habitat dentro da paisagem montanhosa.


As mulheres passam quase um ano de sua vida decidindo o que vão vestir

LuisaoCS

As mulheres passam quase um ano de sua vida decidindo o que vão vestir

Um grupo de especialistas afirmou que em média uma mulher passa pelas manhãs no mínimo 16 minutos pensando que roupa vai usar durante esse dia, enquanto curiosamente nos fins de semana essa atividade só lhes toma ao redor de 14 minutos. A mulher perde o maior tempo quando têm que decidir o que usará para ir a uma festa.

Acumulando os minutos, e fazendo as contas no final perdem um total de 287 dias em média ao longo da suas vidas.

Um porta-voz da empresa de roupas Matalan, que compilou os resultados, disse:


«Prev || 1 | 2 | 3 |...| 225 | 226 | 227 |...| 567 | 568 | 569 || Next»

Links: