«Prev || 1 | 2 | 3 |...| 113 | 114 | 115 |...| 118 | 119 | 120 || Next»

Os restos da supernova Tycho: Sendo testemunhas de uma explosão espacial

LuisaoCS

restos da supernova Tycho
Crédito: NASA, JPL, Observatório Calar Alto

Estes são os restos da supernova Tycho da constelação Cassiopeia. A imagem combina observações feitas via Raios X a partir do telescópio espacial Spitzer, do telescópio espacial Chandra e do observatório Calar Alto em Espanha.

O que vemos na imagem aconteceu 400 anos após a explosão brilhante que Tycho Brahe e outros astrônomos da época observaram. O que resta é uma imensa nuvem quente de restos em expansão. A zona azul é a onda expansiva resultante do evento.


O que aconteceria se a Terra parasse de girar?

LuisaoCS

Mega Continente da Terra sem Girar
Clique na imagem para vê-la em maior resolução.

A ideia não é parte do roteiro do próximo filme conspiracionista e espalhador do caos de Hollywood, tampouco uma das possíveis catástrofes que nos açoitarão em 2012. Trata-se tão somente de uma suposição para simplesmente saber o que aconteceria no estranho e infinitamente hipotético caso de que a Terra deixasse de girar sobre seu eixo.

O mais notável é que os dias durariam um ano, o que suporia mudanças drásticas no clima e ajustes geológicos de consequências desastrosas. Mas, talvez, o mais curioso seria que a falta da força centrífuga faria com que os oceanos passassem a estar submetidos essencialmente força gravitacional terrestre.

Desta maneira a água dos oceanos iria toda para os polos formando então um novo mega-continente sobre a linha do equador interligando todos os continentes como pode ser visto na imagem que acompanha este artigo.

Witold Fraczek é o autor deste estudo catastrófico, cujos resultados foram calculados e modelados usando o ArcGIS.

Via | esri.


Dione e Titã

LuisaoCS

Quem diz que os científicos observadores da NASA não podem fazer arte com a câmera de fotos da sonda Cassini? No primeiro plano da imagem está a lua Dione, uma das nuvens de Saturno com Titã de fundo, estando a uns 1,8 milhões de quilômetros da primeira e 2,7 milhões de quilômetros da segunda.

A imagem foi feita com a câmera de ângulo curto da Cassini no passado 10 de abril usando luz azul visível. Dione foi descoberta por Giovanni Cassini em 1684. O satélite é composto principalmente de água congelada.

Na verdade, Dione tem dois satélites, Helena e Pollux. Ainda que o primeiro foi descoberto em 1980, o segundo satélite foi descoberto em 2004 também pela sonda Cassini.


Mapa completo de todo o Universo conhecido

LuisaoCS

Mapa completo de todo o Universo conhecido

Sem dúvida dentre todas as missões espaciais atuais que estão estudando nosso vasto universo, uma que causa grandes expectativas é a Planck Surveyor, o telescópio de ultimíssima geração que a Agência Espacial Européia lançou em 14 de maio de 2009, junto ao Observatório Espacial Herschel, para conhecer melhor como se o Universo se formou. O Planck já rendeu seus primeiros frutos, concretamente a imagem que você vê sobre estas linhas.


Uma aurora austral vista desde o espaço

LuisaoCS

Aurora austral vista desde o espaço
Crédito: Expedição 23 da Estação Espacial Internacional, ISAL, NASA.

A aurora polar é o resultado do impacto de partículas de vento solar e a poeira espacial encontrada na via Láctea com a alta atmosfera da Terra, canalizadas pelo campo magnético terrestre. Quando essas partículas chocam-se com os átomos de oxigênio e nitrogênio, parte da energia da colisão excita os átomos de forma que a energia se torne luz visível gerando um fenômeno óptico composto de um brilho observado nos céus noturnos em regiões próximas a zonas polares.

No passado 29 de maio a uns 350 quilômetros acima do Oceano Índico os astronautas na Estação Espacial Internacional foram testemunhas de tal colisão de energias que desencadeou uma aurora austral (produzida no hemisfério sul) imensa, evidenciada na fotografia que acompanha este artigo.

A aurora austral muito provavelmente foi iniciada pela liberação de energia do Sol que aconteceu no passado 24 de maio.

Via | APOD.


A face (menos) oculta da Lua

LuisaoCS

A face (menos) oculta da Lua

A face da Lua que conhecemos é, apesar de extremamente bela, sempre a mesma, tudo em função das órbitas celestes que fazem com que a duração do movimento de rotação terrestre coincida com a órbita lunar. Mas se Pink Floyd cantava à face oculta da Lua, hoje nós mostramos a imagem que poderia muito bem ter inspirado Roger Waters e companhia.


Cientistas de Harvard recriam um pulmão humano em um microchip

LuisaoCS

Pulmão humano em um microchip

Ótima notícia para quem gosta de engenharia biônica: um grupo de cientistas da Universidade de Harvard conseguiu criar um pulmão em miniatura que resulta completamente funcional graças à ajuda de um microchip, células pulmonares humanas, vasos sanguíneos e um pedaço de plástico poroso.

A curiosa "engenhoca" tem um tamanho similar a uma borracha de apagar e obviamente é bem mais simples que um natural, mas parece estar cumprindo seu papel com perfeição.


Orion vista do Spitzer

LuisaoCS

Orion vista do Spitzer
Crédito: NASA, JPL-Caltech, J. Stauffer

Surpreende bastante esta nova imagem da Nebulosa de Orion feita com o Telescópio Espacial Spitzer. Orion está há 1500 anos luz de nosso planeta e está cheia de estrelas muito jovens ou que ainda estão em formação. A nebulosa foi descoberta pelo astrônomo francês Nicolas-Claude Fabri de Peiresc segundo seus escritos de 1610. Anos mais tarde outros astrônomos conhecidos foram descobrindo a nebulosa de forma independente. Huygens em 1658 e Messier em 1769. Em 1865 William Huggins confirmou o caráter gasoso da nebulosa.

Orion é um dos objetos mais fotografados e estudados no céu. De fato já em 1885 Henry Draper realizou a primeira astrofotografia da nebulosa. Por meio da observação contínua de Orion coletamos informações bem mais exatas a respeito da formação dos planetas a partir de nuvens de pó e gás em colisão.

Via | APOD.


Ratos se mostram felizes com anticoncepcional para homens

LuisaoCS

Haim Breitbart

O senhor na foto acima parece com o doutor Mario, mas na realidade não é. Trata-se de Haim Breitbart, professor da Universidade Car-Ilan, em Tel Aviv, especialista em bioquímica na busca de conseguir a pílula anticoncepcional para homens. Se Bill Gates falhar no seu intento de temporariamente esterilizar os homens do planeta com ultra-sons já temos um plano B.


O ocaso a partir da Estação Espacial Internacional

LuisaoCS

O ocaso a partir da Estação Espacial Internacional
Clique na imagem para vê-la em maior resolução.

Maravilhosa fotografia realizada pela Expedition 23 a bordo da Estação Espacial Internacional onde é possível observar claramente as diferentes camadas da atmosfera terrestre.

A faixa escura em diagonal na borda inferior mostra parte do planeta durante a noite, logo acima vemos a troposfera em cor laranja onde está 80% da massa atmosférica e quase todas as nuvens do céu. A posterior camada azul é a estratosfera por onde trafegam a maioria dos aviões. Por último, o bleu do espaço profundo.

Os habitantes da Estação Espacial Internacional veem o entardecer, ou seja, esta maravilhosa imagem, 16 vezes ao dia.

Via | APOD.


«Prev || 1 | 2 | 3 |...| 113 | 114 | 115 |...| 118 | 119 | 120 || Next»

Links: