«Prev || 1 | 2 | 3 |...| 20 | 21 | 22 || Next»

Empresas chinesas contratam animadoras para motivar seus trabalhadores

LuisaoCS

Empresas chinesas contratam animadoras para motivar seus trabalhadores

Manter motivados aos trabalhadores deve ser uma das premissas de toda grande empresa. Pese a que uma elevação salarial sempre é o melhor dos reforços, há décadas que os departamentos de RH buscam testar diferentes técnicas motivacionais tentando melhorar a produtividade.

No lado mais conservador encontramos salas de jogos, zonas de sonecas' ou jornadas de convivência e esporte de aventura. Por outro lado, não isento de polêmica, chega desde a China um novo posto no escritório: "As Cheerleaders de programação".

Segundo informa o "Trending in China", várias empresas informáticas começaram processos de seleção em busca da animadora perfeita para motivar seus trabalhadores. Seu objetivo não é outro que conseguir um bom ambiente de trabalho e ajudar os programadores em tudo o que seja necessário. Estas tarefas podem ir desde servir o café manhã como ser adversárias na áreade lazer, por exemplo jogando ping-pong.

As empresas que implantaram esta nova técnica motivacional asseguram que a produtividade de seus trabalhadores aumentou notavelmente, mas isto não significa que não tenha desatado polêmica nas redes sociais, onde foi muito criticada pelo papel outorgado às jovens escolhidas para o posto.

♪♫ Iu iu iu... o programador é nota mil!
Se dá um bug no programa o usuário faz bibiu! ♪♫

Via | Trending in China.


Netflix oferecerá licença indefinida de maternidade e paternidade a seus empregados

LuisaoCS

Netflix oferecerá licença indefinida de maternidade e paternidade a seus empregados

Na Netflix não querem que seus empregados se estressem ou que sofram por questões cotidianas ou pessoais como por exemplo, os período depois de que nascem seus filhos. Por isso, acabam de anunciar que desde hoje terão a seguinte política: as mamães e papais com filhos recém nascidos poderão tirar todo o tempo de licença que queiram.

- "Queremos que nossos empregados tenham a confiança e a flexibilidade para equilibrar as necessidades de suas famílias sem preocupação com trabalho ou dinheiro", explicam no blog da Netflix.

Os trabalhadores poderão ser reintegrado à companhia seja em trabalhos parciais ou integrais. Ou seja, podem ir e voltar de seu trabalho em caso que seja necessário. O salário no fim de mês?

- "Vamos seguir pagando de forma normal e integral e assim eliminamos a dor de cabeça de pensar em conseguir pensões estatais".

Para a Netflix, esta nova política serve simplesmente para que as pessoas não percam o foco quando tenham mudanças em suas vidas e assim depois possam voltar mais focados e dedicados às suas funções na empresa. O sucesso da companhia baseia-se em "competir e manter aos melhores trabalhadores em suas áreas respectivas".

Em um mundo ideal, medidas como a da Netflix seriam mais frequentes ou melhor ainda, a norma. A empresa aposta por papais e mamães felizes e isso merece aplausos.


O escritório espetacular dos criadores de Candy Crush

LuisaoCS

Com os características cores do jogo, além de mesas tipo carrossel e cadeiras de trampolim, a King Digital Entertainment, empresa por trás deste jogo, estreou novos escritórios que buscam oferecer um ambiente de trabalho ameno, para dizer o mínimo.

Candy Crush Saga, o popular videogame para celulares, com milhões de usuários ativos ao mês, abriu seu capital na bolsa de valores de Nova Iorque há quase um ano. Isto poderia ter feito com que se transformasse em uma empresa séria e quadrada, mas seus novos escritórios parecem demonstrar o contrário.

O escritório, de dois andares, conta com 6.500 metros quadrados e hospeda 430 estações de trabalho, 42 salas de reuniões, um parque interior, lanchonete, centro de distrações, e outros elementos. Os espaços estão divididos por zonas temáticas em torno de diferentes paisagens, que incorporam os personagens e desenhos do videogame.

Segundo seu CEO, o escritório foi criado colorido, cheia de energia, humor e soluções inteligentes, exatamente para refletir a King, sobre o que eles criaram e o que eles crêem.

Via | Dezeen.


Cumpre sua promessa e paga 229 milhões de dólares a seu parceiro

LuisaoCS

Cumpre sua promessa e paga 229 milhões de dólares a seu parceiro

O milionário surfista Nick Woodman, fundador da conhecida GoPro, devolveu 4,7 milhões em participações da empresa a um colega de alojamento universitário. Este poderá fazer um efetivo de 229 milhões de dólares com essas participações.

Ao que parece, Nick, de 39 anos, cujo patrimônio líquido é de aproximadamente 2,3 bilhões dólares, comprometeu-se a dar a seu colega, Neil Dana, 10% de qualquer rendimento recebido da venda de ações da companhia há 10 anos, durante a fase de desenvolvimento da empresa e quando ninguém sabia o que era uma GoPro.

Neil Dana, que foi à Universidade da Califórnia em San Diego junto com Woodman foi o primeiro empregado da GoPro. Atualmente, é diretor de música e vendas especiais na mesma empresa.

Nick fundou a GoPro em 2004 para a produção de munhequeiras para pequenas câmeras e mais tarde decidiu criar suas próprias máquinas fotográficas.

Via | ABC.


Funcionária é despedida por desativar aplicativo com GPS que a seguia 24 horas

LuisaoCS

Funcionária é despedida por desativar aplicativo com GPS que a seguia 24 horas

O tema da privacidade é algo delicado que dá o que pensar e que, com os avanços da tecnologia, consegue romper essa frágil barreira entre o público e o privado, muitas vezes contra nossa vontade ou sem sabermos.

No caso desta mulher do sul de Califórnia, ela sabia que estava sendo rastreada e foi despedida de seu trabalho depois de remover uma app de seu celular que havia sido imposta por seus empregadores para seguir seus movimentos, supostamente, em suas horas trabalhistas. O problema é que o aplicativo, chamado Xora, seguia seus movimentos 24 horas do dia, incluindo os fins de semana.

Myrna Arias interpôs uma demanda por sua demissão, sustentada no fato de ter sido removida de seu cargo pela Intermex, logo após ter desinstalado a app de seu telefone. Ela alega que em suas horas livres e fins de semana, a app estava invadindo sua privacidade ao segui-la por todas as partes e fazer um registro dos lugares que frequentava e inclusive detalhes como a velocidade de direção, entro outros dados.

No processo (veja o PDF) é possível notar que Myrna não tinha problemas de produtividade, atingindo sua cota de vendas nos últimos meses e o problema radica exclusivamente na invasão que era feita em sua vida privada.

É um caso onde o mau uso da tecnologia resulta invasivo e, se a informação for mal manejada, então as repercussões para as pessoas poderiam ter terríveis consequências. Algo similar acontece com serviços como os de Google e Facebook, com a diferença que é nossa escolha usá-los ou não.

Via | ArsTechnica.


Microsoft lançou programa para contratar pessoas com autismo

LuisaoCS

Microsoft lançou programa para contratar pessoas com autismo

A Microsoft anunciou no último 3 de abril, através de sua vice-presidente corporativa de operações globais, Mary Ellen Smith, um programa piloto para o recrutamento de pessoas com autismo com o objetivo de que se juntem às filas da companhia em diversos âmbitos.

A executiva, mãe de um jovem de 19 anos com autismo diagnosticado, sublinhou o papel produtivo que podem ter os pacientes de autismo na sociedade e a abertura da Microsoft para eles.

Este programa será feito em conjunto com a companhia Specialisterne, cujo objetivo é encaminhar pacientes com autismo a se inserir em indústrias onde suas capacidades de retenção de informação, pensamento a nível de detalhes e profundidades específicas, podem ser aproveitadas ao máximo.

Este fato constitui uma oportunidade para que outras companhias ao redor do mundo comecem a dar oportunidade a pessoas que sofrem desta condição neurológica.

Via | Blog Microsoft.


«Prev || 1 | 2 | 3 |...| 20 | 21 | 22 || Next»