«Prev || 1 | 2 | 3 |...| 5 | 6 | 7 |...| 18 | 19 | 20 || Next»

Baidu, maior buscador chinês deve aportar no Brasil

LuisaoCS

Baidu, maior buscador chinês deve aportar no Brasil

O buscador mais popular da China, Baidu, dono de 80% de usuários daquele país, decidiu levantar vôo a nível internacional e começar a mostrar presença nos mercados com maior futuro da internet. Segundo o critério de seus diretores, os mercados emergentes latino-americanos, sobretudo o Brasil, têm as maiores taxas de crescimento e perspectivas no futuro para a realização de bons negócios.

O responsável pelas operações para a América Latina, Wesley Barbosa, afirma que ainda não têm uma data oficial de chegada ao Brasil do buscador, mas confirmou sim que seu objetivo principal é competir de cara a cara com o Google.

Os escritórios Baidu Brasil estarão localizadas na Avenida Paulista, em São Paulo e entre os planos de sua chegada existe a previsão do lançamento de uma enciclopédia virtual ao estilo da Wikipédia como um de seus primeiros produtos adicionais do buscador.

Via | Olhar Digital.


Microsoft foi eleita como a melhor multinacional para trabalhar do mundo

LuisaoCS

Microsoft foi eleita como a melhor multinacional para trabalhar do mundo

Microsoft, por anos rodeada de um aura de escritório de cubículos cinzas e homens com gravata sentados a frente de igualmente cinzas computadores, foi indicada este ano no primeiro posto da lista "Great Place to Work" como a melhor multinacional para trabalhar do mundo. Ao que parece as aparências enganam.

Great Place to Work pesquisou 2,5 milhões de empregados de grandes empresas com respeito de como é trabalhar nessa companhia. Três empresas tecnológicas seguiram a Microsoft no ranking: o fabricante de software SAS, a empresa de armazenamento de dados NetApp, e Google no quarto lugar.


Google estaria pensando em comprar Yahoo

LuisaoCS

Google estaria pensando em comprar Yahoo

Segundo uma nota do Wall Street Journal, Google estaria em contato com dois grupos de investidores para discutir uma possível compra do Yahoo. Não está claro quais "angels investors" foram contatados pelos executivos do Google.

Como é sabido, Google não é a única empresa interessada em uma possível aquisição do Yahoo. Após a oferta frustrada em 2008, Microsoft também estaria considerando a compra, que inclusive já foi comentada publicamente por Steve Ballmer.

Segundo o jornal, qualquer indício de uma compra do Yahoo por parte do Google alertaria às instituições anti-monopólio. De fato, em 2008 estas mesmas organizações frearam um acordo para que ambas empresas compartilhassem resultados de buscas. Um ano depois, Yahoo assinou um acordo similar com Microsoft quando o Bing estava recém decolando.

As razões de Google para a compra seriam várias: primeiro, vender publicidade nos sites do Yahoo. Em segundo lugar, ampliar o público do Google+ e em terceiro lugar, ainda que não consiga comprar, vai fazer com que o preço de venda do Yahoo! suba, obrigando a Microsoft enfiar a mão no bolso com vontade se quiser completar a aquisição.

Via | WSJ.


Netflix enfim estreia no Brasil

LuisaoCS

Netflix enfim estreia no Brasil

Netflix, o serviço de streaming de filmes e seriados, enfim estreou na última segunda no Brasil. Ainda que um serviço de streaming ilimitado de vídeos não seja nenhuma novidade no nosso país, já que diversas empresas brasileiras já notaram que existe um público ávido por acesso a vídeos on-demand.

Por enquanto, o catálogo oferecido, fruto dos acordos de licença com grandes estúdios, parece pequeno, porém variado e com o diferencial de permitir o acesso via consoles e dispositivos móveis.

Para assinar o serviço é necessário ter um endereço de e-mail, que será usado como login, e um cartão de crédito Visa ou Mastercard. O processo de inscrição é simples e é possível testá-lo durante um mês sem pagar nada.

Durante a coletiva de imprensa de seu lançamento, o CEO da empresa, Reed Hastings, informou que tem um contrato para fornecer o conteúdo da Rede Globo, só que, de forma curiosa, a distribuição desse conteúdo é válida para a operação da companhia na América Latina, menos no Brasil.


Google compra a divisão de celulares da Motorola por 12,6 bilhões de dólares

LuisaoCS

Google compra a divisão de celulares da Motorola por 12,6 bilhões de dólares

A notícia do dia: o anúncio de que Google adquiriu a Motorola Mobility (a divisão de celulares) por 12,5 bilhões de dólares. Isto proporciona a Google e sua plataforma Android acesso a toda a tecnologia móvel de um gigante das telecomunicações e também umas 14.600 patentes que a companhia acumulou ao longo de décadas, além de 6.700 que estão pendentes de aprovação.

A nota oficial de Google: Supercharging Android: Google to Acquire Motorola Mobility e uma rápida análise de TechCrunch: Google Buys Motorola Mobility For $12.5B, Says "Android Will Stay Open".

A ideia de Google segundo explicam é aumentar o potencial de Android; ademais o movimento serve para proteger Android de seus competidores, algo que estava começando a ser um problema para a companhia precisamente por diversos problemas relacionados com as patentes e licenças tecnológicas.


Apple converteu-se na maior companhia do mundo em valor de mercado

LuisaoCS

Apple converteu-se na maior companhia do mundo em valor de mercado

No meio dos problemas financeiros derivados das dívidas dos Estados Unidos, a grande maioria das empresas estão entrando em colapso na bolsa, mas a Apple conseguiu resistir os embates e por isso hoje superou pela primeira vez em sua história a Exxon Mobil (ao menos de maneira transitória) como a empresa com o maior valor de mercado no mundo.

Na divulgação dos últimos resultados trimestrais de 19 de julho, a empresa de dispositivos eletrônicos tinha reduzido a brecha em relação ao gigante petroleiro em US$50 bilhões, mas a queda do mercado depreciou o valor do barril de petróleo, afetando de forma dura às ações da Exxon, enquanto a companhia de Steve Jobs segue firme. Assim, na jornada desta terça-feira finalmente a empresa da maçã mordida sentou no trono.

Durante o dia, os papéis da Apple subiram 4% em Wall Street, atingindo uma capitalização de US$487,5 bilhões, pouca coisa a frente dos US$ 487,4 bilhões da petroleira.

Esta elevação a primeiro lugar, com certeza não será definitivo devido à enorme instabilidade financeira nos Estados Unidos, mas os analistas reconhecem que a Apple ainda tem muito para crescer nos próximos anos, mas ainda assim os aparelhos de Jobs não são a força dos motores que, pelo menos por enquanto, movem o mundo.

Via | The Washington Post.


«Prev || 1 | 2 | 3 |...| 5 | 6 | 7 |...| 18 | 19 | 20 || Next»