«Prev || 1 | 2 | 3 |...| 48 | 49 | 50 || Next»

O criador das pop-ups pede desculpas por seu invento

LuisaoCS

O criador das pop-ups pede desculpas por seu invento

Dificilmente há algo mais inoportuno na Internet do que encontrar com estas chatas janelas que emergem do nada e ficam pipocando na tela. Tanto faz se é publicidade ou qualquer outra coisa, é muito chato batalhar com as pop-ups, sobretudo quando não se dão por vencidas e parecem desafiar sua paciência de propósito. Felizmente, existem muitas soluções para evitá-las, independentemente do navegador que você utilize.

Seu criador, Ethan Zuckerman, parece estar consciente do dano que provocou e pediu desculpas públicas, de acordo com The Verge. O ensaio em o que Zuckerman busca se reivindicar foi publicado por The Atlantic e oferece uma análise interessante em torno da publicidade na Internet.


Facebook não é internet: atacando a neutralidade da rede

LuisaoCS

Se tem uma coisa que me deixa fulo da vida são os ataques incessantes a neutralidade da rede. Já escrevi muitos artigos sobre o assunto, porque aqui respiramos internet. Por isso quando vemos ataques, é nossa obrigação comentar, defender e denunciar o que está acontecendo.

O Facebook, com as melhores das intenções -monetárias evidentemente-, está criando um problema nos países pobres com o Internet.org, um ataque à neutralidade da rede mascarada em "boa ação".

O Internet.org, projeto do Facebook para dar conectividade em zonas pobres, apresentou sua aplicação junto a uma interessante oferta para os cidadãos da Zâmbia; por agora só para os usuários da operadora Airtel, darão mediante esta aplicação acesso a internet de forma gratuita. Airtel tem 3,5 milhões de usuários em dito país.


Deputados chilenos propuseram uma lei contra memes

LuisaoCS

Deputados chilenos propuseram uma lei contra memes

Ao que parece não é só no Brasil que os políticos tem ideias sem pé e nem cabeça para acabar com a neutralidade da rede. Todos sabemos que um dos recursos mais populares na internet e em particular nas redes sociais são os memes. Há tantos, que podem ser utilizados para fins muito diversos, incluindo o deboche descarado a alguns políticos. Conquanto este último uso possa ser incômodo para os aludidos, faz parte da liberdade de expressão dentro de certos limites.

No Chile, um grupo de 7 deputados do Partido Democrata Cristão (tinha que ser) apresentou uma iniciativa que buscava modificar o Código Penal do país "para aperfeiçoar a proteção da dignidade das autoridades". De maneira específica, a referência aos memes encontrava-se na proposta de acrescentar um terceiro parágrafo a um artigo existente:


Rússia mandará para a prisão todo mundo que incitar a violência na internet

LuisaoCS

Rússia mandará para a prisão todo mundo que incitar a violência na internet

Durante os últimos meses a Rússia se manteve no olho do furacão graças a Snowden, os problemas políticos com a Ucrânia e a pouca tolerância existente no país. Parece que as coisas estão longe de melhorar já que hoje entra em vigor uma lei que sancionará a todo aquele que incite a realizar atividades extremistas pela internet.

O governo de Putin imporá sanções de até cinco anos de prisão e o confisco de seu equipamento todos aqueles que façam um chamado público a realizar atividades extremistas. No caso de organizações políticas ou religiosas as sanções serão mais severas podendo atingir oito anos de prisão mais sua respectiva multa. As atividades extremistas ou aquelas que busquem humilhar às pessoas são parte da nova estratégia do Kremlin.


A Internet comprou uma vagina para esta mulher

LuisaoCS

A Internet comprou uma vagina para esta mulher

A Internet é o mais parecido a um espaço utópico: um lugar fora de todos os mapas onde todos os tempos se encontram, e onde todas as subjetividades podem ser manifestadas para encontrar afinidades. Mas a maioria dos grandes lugares convocam também o mais cultivado da hipocrisia heteropatriarcal e as práticas de exclusão mais intolerantes. Essa é a Internet que pessoas como Samantha Allen conhecem diariamente.

Samantha é uma mulher transgênera, o que quer dizer que nasceu com sexo masculino, mas se identifica como mulher. Ela faz doutorado no departamento de estudos de gênero da Universidade de Emory e é uma determinada blogueira em temas de feminismo e videogames. Mas foi quando decidiu submeter-se a uma cirurgia de redesignação de sexo que Samantha entendeu realmente a força da Internet.

Uma vagina, em nossos dias, tem um preço de instalação -por assim dizer- de uns 20 mil dólares (44 mil reais). O sistema de previdência poderia cobrir parte da cirurgia, mas ainda precisavam de bem mais. Samantha e sua esposa decidiram tornar pública esta situação e criaram uma página na IndieGoGo para financiar a operação. Criaram a campanha que explicava a situação de Samantha e o uso que ela destinaria ao dinheiro; depois, como se joga uma garrafa no oceano, pressionaram o botão Publicar.


Lembra qual foi seu primeiro tweet?

LuisaoCS

Lembra qual foi seu primeiro tweet?

Twitter converteu-se rapidamente em uma das redes sociais mais utilizadas do mundo. Ainda que não tenha sido a criadora do conceito "microblogging", Twitter sim foi o responsável por criar uma forma simples de comunicação entre pessoas de todo mundo, com uma grande presença no mundo celular.

A facilidade e simplicidade do Twitter permitiu que seja usado para o melhor e para o pior. Muitas catástrofes naturais foram contadas mediante a rede social, convertendo-se em uma ferramenta rápida para saber o que está acontecendo a cada momento em diferentes lugares do mundo. Também marcou metas e recordes, ainda que sem dúvida, o uso principal que a maioria de usuários lhe dá é contar seu dia a dia e sobretudo, publicar as coisas interessantes que encontra pela internet.

Agora o Twitter publicou uma ferramenta para conhecer qual foi seu primeiro tweet, ou o de qualquer usuário com uma conta aberta. Simplesmente deve inserir o nome do usuário e será mostrado a sua primeira mensagem.


«Prev || 1 | 2 | 3 |...| 48 | 49 | 50 || Next»