«Prev || 1 | 2 | 3 |...| 50 | 51 | 52 || Next»

Jovem de 17 anos se suicida após receber um ransomware

LuisaoCS

Jovem de 17 anos se suicida após receber um ransomware

Joseph Edwards, um jovem de 17 anos da cidade de Windsor em Berkshire, Inglaterra, suicidou-se após receber um ransomware em seu computador. O malware que apareceu em sua tela o acusava de ter navegado em páginas ilegais, motivo pelo qual devia pagar a quantidade de 100 libras ou em caso contrário a polícia ia começar uma investigação sobre sua vida.

Edwards padecia de autismo. Segundo as autoridades e a própria mãe do jovem, a doença ajudou a que Joseph não distinguisse que esse malware se tratava de algo inventado e por isso entrou em pânico ao ver que teria que lidar com a situação.


Robô compra drogas e obtém passaporte falso na Deep Web

LuisaoCS

ciencia

Dois artistas/programadores fizeram um bot desenhado para realizar compras aleatórias na Undernet com um orçamento de 100 dólares em bitcoins à semana. As compras foram reunidas para a exposição "The Darknet: From Memes to Onionland". Entre os objetos adquiridos por este Random Darknet Shopper estão uma carga de 10 pastilhas de ecstasy e um passaporte húngaro falso (que parece, evidentemente, verdadeiro). As compras deste bot geraram polêmica sobre quem é responsável por seus atos ilegais e se no futuro deveremos castigar os programadores (ou até os próprios bots) por atos que violem a lei.

Anonymous toma o controle da conta de Twitter do Ku Klux Klan

LuisaoCS

Hackers do Anonymous conseguiram obter o controle da conta principal de Twitter do Ku Klux Klan, isto como parte da Operação KKK (#OpKKK) do grupo ativista, que busca deter o racismo e a violência enquanto promove a liberdade e o respeito. A tomada da conta do Twitter do KKK aconteceu pouco tempo depois que o grupo racista desafiou o grupo a que fizesse algo contra eles; agora, o perfil tem uma imagem do Anonymous.


Estados Unidos declara que pode hackear servidores fora de seu país sem uma ordem judicial

LuisaoCS

EStados Unidos declara que pode hackear servidores fora de seu país sem uma ordem judicial

Durante o julgamento de Ross Ulbricht -responsável pelo Silk Road, o site que vendia artigos ilegais na deep web- o ministério da Justiça dos Estados Unidos declarou que o governo americano pode hackear servidores fora das fronteiras do país sem uma ordem judicial.

Ulbricht assegurou no julgamento na semana passada que eram "impossíveis" as explicações oficiais de como o governo encontrou os servidores do Silk Road na Islândia (supostamente seu IP foi filtrado através de um captcha para identificar o site), e assegurou que o governo teria hackeado ilegalmente o site para descobrir onde estava localizado fisicamente.


Armações esquerdistas na rede são levadas ao nível da barbárie

LuisaoCS

Armações esquerdistas na rede são levadas ao nível da barbárie

No dia de ontem, matérias baseadas na imagem acima se tornaram viral na Internet. Ela mostra comentários xenófobos contra nordestinos, supostamente proferidos por eleitores de Aécio Neves. Muito provavelmente, neste momento você já saiba que se trata de um ardil tão baixo, chulo, grosseiro, imoral, indecente, indecoroso, obsceno, sórdido e vulgar quanto o caráter de quem o criou.

Ao analisar os perfis de todos os envolvidos nesta baixaria, logo descobriremos que apenas um deles tem histórico de busca no Google. Isso nos permite inferir de forma inequívoca que estas contas foram criados apenas para espalhar o caos na Internet, ou seja, pessoas mal intencionadas criaram perfis falsos, simularam comportamento racista e apagaram a conta como forma de imputar culpa nos eleitores de Aécio Neves.


Conheça onde vivem os 4,4 bilhões de pessoas que ainda não têm acesso a Internet

LuisaoCS

Conheça onde vivem os 4,4 bilhões de pessoas que ainda não têm acesso a Internet

Um exaustivo e recente estudo dos analistas da McKinsey & Company sobre as barreiras da adoção da Internet no mundo assegura que há pelo menos 4,4 bilhões de pessoas no mundo que ainda não têm conexão com a Internet. Destes, 3,2 bilhões vivem em apenas 20 países.

Os números são bem surpreendentes. Por exemplo na Índia encontra-se um quarto da população sem acesso a Internet no mundo, na China há 736 milhões, Indonésia 210 milhões, Brasil com 97 milhões de pessoas e México 69 milhões. De fato, nos Estados Unidos ao redor de 50 milhões de pessoas não se conectam a Internet e não há dados quantos são por decisão própria, quantos não podem pagar e quantos porque residem em áreas muito remotas ou sem cobertura.


«Prev || 1 | 2 | 3 |...| 50 | 51 | 52 || Next»