«Prev || 1 | 2 | 3 |...| 47 | 48 | 49 || Next»

Lembra qual foi seu primeiro tweet?

LuisaoCS

Lembra qual foi seu primeiro tweet?

Twitter converteu-se rapidamente em uma das redes sociais mais utilizadas do mundo. Ainda que não tenha sido a criadora do conceito "microblogging", Twitter sim foi o responsável por criar uma forma simples de comunicação entre pessoas de todo mundo, com uma grande presença no mundo celular.

A facilidade e simplicidade do Twitter permitiu que seja usado para o melhor e para o pior. Muitas catástrofes naturais foram contadas mediante a rede social, convertendo-se em uma ferramenta rápida para saber o que está acontecendo a cada momento em diferentes lugares do mundo. Também marcou metas e recordes, ainda que sem dúvida, o uso principal que a maioria de usuários lhe dá é contar seu dia a dia e sobretudo, publicar as coisas interessantes que encontra pela internet.

Agora o Twitter publicou uma ferramenta para conhecer qual foi seu primeiro tweet, ou o de qualquer usuário com uma conta aberta. Simplesmente deve inserir o nome do usuário e será mostrado a sua primeira mensagem.


Berners-Lee conclama a criação de uma carta de direitos para a Internet

LuisaoCS

Berners-Lee conclama a criação de uma carta de direitos para a Internet

Após 25 anos da invenção da World Wide Web, Tim Berners-Lee assegura que é necessária uma "Carta Magna" para proteger a independência da rede e os direitos de seus usuários.

- "Precisamos de uma constituição global: uma carta de direitos", afirmou.

O plano é criar esta Carta Magna através de uma iniciativa chamada "a web que queremos", que pede a colaboração das pessoas para criar esta declaração de princípios, que espera seja apoiada por governos, instituições públicas e empresas.

- "A não ser que tenhamos uma Internet aberta, neutra na qual possamos confiar sem nos preocupar sobre o que está ocorrendo na porta traseira, não poderemos ter um governo aberto, boa democracia, bom sistema de saúde, comunidades ligadas e diversidade de cultura. Não é inocente pensar que podemos ter isso, o que sim é inocente é pensar que podemos simplesmente nos sentar e obtê-lo", assegurou.


2 milhões de usuários do Facebook cedem à tentação de ver amigos pelados e recebem um vírus

LuisaoCS

2 milhões de usuários do Facebook cedem à tentação de ver amigos pelados e recebem um vírus

Entre o karma instantâneo e uma lição de moral, assim poderia ser encarada a infecção em massa de computadores através de um vírus liberado no Facebook. Trata-se de um trojan que convida o usuário a ver um vídeo no qual um amigo ou amiga aparece pelado. Assim que o usuário cede à tentação de comprovar a nudez do amigo ou amiga é dirigido ao que parece ser um vídeo do YouTube que solicita baixar uma atualização do Flash. Se pressionar o botão Update, então parabéns! Seu computador já está infectado.

Este sexy malware, que ao mesmo tempo é uma espécie de poético justiceiro, escaneia e rouba todas as fotos que o usuário tem armazenadas em seu computador (sim, inclusive aquelas nas quais aparece sem nenhuma roupa). Aparentemente o trojan está funcionando a níveis alarmantes, e talvez no momento em que ler esta nota terá já milhões de computadores infectados, motivo pelo qual para além da simpatia deste vírus, recomendamos seriamente não clicar em nenhuma mensagem que te ofereçam um pouco de pornô protagonizado por um (a) de seus amigos.


Internet organiza-se para protestar em 11 de fevereiro contra os programas de espionagem

LuisaoCS

Internet organiza-se para protestar em 11 de fevereiro contra os programas de espionagem

No marco do primeiro aniversário do suicídio de Aaron Swartz em 11 de janeiro de 2013, e o segundo aniversário do apagão em massa da Internet em protesto contra a lei SOPA, diversas organizações de ativistas, companhias e plataformas da Internet se organizaram para realizar um grande protesto contra os programas de vigilância da NSA.

A iniciativa é chamada "No dia que contraatacamos" (The Day We Fight Back), e busca também comemorar a trágica morte de Swartz e a vitória sobre a lei SOPA (Stop On-line Piracy Act).

Entre as organizações participantes encontram-se a Electronic Frontier Foundation (EFF), Reddit, Mozilla, Demand Progress, Free Press, BoingBoing, entre outras.

Segundo David Segal, diretor executivo da Demand Progress, organização que fundou em conjunto com Swartz:

- "Hoje em dia a maior ameaça para uma Internet livre e uma sociedade mais aberta é o grande regime de espionagem da Agência de Segurança Nacional dos EUA. Se Aaron estivesse vivo certamente estaria à frente dos protestos, lutando contra estas práticas que causam dano a nossa capacidade de nos relacionarmos uns com os outros como genuínos homens livres."

Via | The Day We Fight Back.


The Pirate Bay lançará navegador baseado em P2P para evadir censura

LuisaoCS

The Pirate Bay lançará navegador baseado em P2P para evadir censura

O site The Pirate Bay anunciou que prepara um novo navegador web para evitar as tentativas de provedores de Internet, especialmente na Europa, de bloquear o acesso a diversos sites de download de conteúdo, incluindo o seu. O navegador será baseado no protocolo P2P (peer-to-peer), e já que os dados compartilhados virão de outros usuários, não existirá uma direção IP central que possa ser bloqueada pelos provedores da Internet.

- "A meta", segundo um insider do lugar, - "será criar um cliente para navegar que possa evadir a censura, incluindo bloqueio de domínio, confiscação de domínio e bloqueio de IP. Isto será conseguido ao compartilhar todos os dados indexados do site como pacotes que podem ser baixados via P2P, que depois serão navegáveis e armazenados localmente".


Sabia que Facebook escaneia suas mensagens particulares?

LuisaoCS

Sabia que Facebook escaneia suas mensagens particulares?

Novamente a falta de ética no manejo da informação e privacidade de seus usuários é notícia. Agora se trata de uma demanda coletiva, interposta contra esta rede social, por escanear as mensagens que são enviadas pelos usuários entre si, e que supostamente são de caráter privado.

De acordo com a BBC, a acusação argumenta que quando um usuário compartilha um link através de mensagem privada, o Facebook incorpora a sua base para enriquecer os dados sobre a atividade on-line que tem esse usuário. Isso implicaria em que o conteúdo de nossas mensagens são escaneadas "com fins não relacionados a facilitar a transmissão da mensagem", e portanto a suposta privacidade de comunicação é, em realidade, fictícia.

O processo exige que o Facebook indenize cada usuário com $100 dólares por cada dia que este tenha utilizado a plataforma ou com $10.000 dólares. E ainda que será difícil que esta, como muitas outras demandas iniciadas contra a empresa de Mark Zuckerberg, procedam, ao menos considere a próxima vez que queira compartilhar informação confidencial por esta via, que não necessariamente serão você e o destinatário, os únicos que estarão acessando o conteúdo.


«Prev || 1 | 2 | 3 |...| 47 | 48 | 49 || Next»