«Prev || 1 | 2 | 3 |...| 51 | 52 | 53 || Next»

Google agora permitirá baixar todo nosso vergonhoso histórico de buscas

LuisaoCS

Google agora permitirá baixar todo nosso vergonhoso histórico de buscas

Há um piadinha que frequentemente é repetida em todo o mundo desde aproximadamente a mudança de século que reza: - "Se eu morrer repentinamente, apague meu histórico de buscas pelo amor de Deus!".

A piada recolhe o temor que todos temos de que o mundo se inteire das coisas mais vergonhosas que buscamos no Google, e conquanto antes a gente podia acessar esse histórico on-line, agora o gigante de Mountain View habilitou a opção para fazer o download de nosso histórico de buscas completo no Google.

Para baixar o arquivo você seve acessar o site do Histórico do Google, pressionar no ícone com forma de engrenagem e selecionar a opção para descarregar os dados.

Uma vez que você selecionar a opção, aparecerá uma advertência que avisando que não faça o download desse arquivo em um computador de uso público, e que Google enviará um e-mail quando o arquivo esteja pronto. O histórico estará comprimido em um arquivo ZIP, que conterá arquivos em formato JSON separado por trimestres.

Via | Google OS.


Facebook enfrenta demanda coletiva que já soma 55.000 registrados

LuisaoCS

Facebook enfrenta demanda coletiva que já soma 55.000 registrados

Facebook, a maior rede social do mundo, está enfrentando uma demanda coletiva liderada por Max Schrems, advogado austríaco de 27 anos. Uma reportagem da AFP indica que Schrems deu entrada no processo em um tribunal europeu, alegando que a rede social está fazendo rastreamento ilegal de dados. E como se trata de um problema coletivo, a ideia inicial era que 25.000 assinassem pedindo uma compensação de 530 dólares (1.600 reais), ainda que o total de pessoas registradas já alcança os 55.000.

Basicamente estão solicitando que Facebook pare com a vigilância em massa e que adote também uma política de privacidade que as pessoas possam entender e que não siga coletando dados de pessoas que nem sequer são usuários da rede social.

A maioria dos registrados na demanda são europeus, mas também existem pessoas de outras partes do mundo, inclusive do Brasil, que se juntaram a causa no site oficial da demanda.

Note-se também que por questões legais, os residentes nos Estados Unidos e Canadá não podem fazer parte do litígio.

A primeira audiência foi realizada em 9 de abril e Schrems diz que -desde seu ponto de vista- tudo saiu bem.

- "O Facebook tentou disputar minha condição de consumidor e acho que posso dizer que falharam. Agora espero a decisão escrita". Em todo caso, um representante do Facebook ainda tem que comparecer em frente aos juízes.

Agora vêm as apelações e outras questões que seguramente levarão uns quantos meses mais.


Goste ou não, o Facebook vai etiquetar todas as suas fotos

LuisaoCS

Goste ou não, o Facebook vai etiquetar todas as suas fotos

Desde seu começo, o Facebook caracterizou-se pelas poucas considerações que tem ante a privacidade ou segurança de seus usuários, algo que nos diz bastante sobre o caráter, a falta, de seu dono. E fiel a esta filosofia, agora parece que Zuckerberg e companhia estão implementando um sistema de reconhecimento facial que eventualmente etiquetará, goste ou não, todas as suas fotos que circulam nesta rede.

Para comprovar a eficiência do algoritmo de reconhecimento facial que o Facebook está ativando gradualmente, o articulista do site Daily Dot, Taylor Hatmaker, subiu 15 imagens inéditas de igual número de amigos. Como resultado notou que oito das imagens foram automaticamente tagueadas com os nomes das pessoas que figuravam nas imagens, sem que ele interviesse nesse processo e sem que ninguém lhe perguntasse.

Mas isso não foi tudo, senão que esse álbum ficou como visível para aquelas pessoas que foram automaticamente etiquetadas, apesar de que Taylor tenha especificado nas preferências de privacidade que essas imagens só deveriam estar visíveis para ele.

Ao que parece esta nova função de Facebook está ainda em uma espécie de fase beta, mas tudo aponta a que logo tuas fotos poderiam ser auto-etiquetadas, o que, afinal de contas, se trata de uma mudança a mais que confirma a natureza invasiva desta rede ou, em todos os casos, o pouco que em realidade importa sua privacidade para o Facebook, desde que as medidas que adota estejam em sintonia com sua agenda comercial.


Homem passa anos corrigindo 47 mil vezes o mesmo erro gramatical em páginas da Wikipedia

LuisaoCS

Homem passa anos corrigindo 47 mil vezes o mesmo erro gramatical em páginas da Wikipedia

Para algumas pessoas severamente partidárias da ortografia e da gramática é um herói; para a maioria das demais pessoas é pedante e ridículo. O engenheiro de sistemas Bryan Henderson, conhecido como Giraffedata por seu nome de editor na Wikipedia, corrigiu desde 2007 quarenta e sete mil vezes a frase "comprised of" de páginas da enciclopédia on-line, dedicando algumas horas diárias a este trabalho digno de um moderno Sisifo.

Num ensaio de 6 mil palavras explicou por que o termo "comprised of" é tão profusamente mal usado, argumentando que se confunde a palavra "comprised" com a frase "composed of". Incrivelmente, argumenta este artigo de The Guardian, as correções de Giraffedata parecem estar equivocadas, fazendo de seu trabalho um titânico absurdo. A neurose não é boa conselheira.

Giraffedata é um dos mil editores mais prolíficos da Wikipedia, parte da polícia da verdade. Inclusive criou um programa para registrar as páginas que contêm a frase que tanto lhe perturba.

Sua cruzada gramatical encontrou alguns inimigos que apagam suas correções, talvez por pura sacanagem, mas com o argumento plausível de que "comprised of" em realidade é correto. Seguramente estas correções são uma fonte de enxaqueca perene para Giraffedata, que considera seu trabalho um serviço público e não planeja abandoná-lo.


Jovem de 17 anos se suicida após receber um ransomware

LuisaoCS

Jovem de 17 anos se suicida após receber um ransomware

Joseph Edwards, um jovem de 17 anos da cidade de Windsor em Berkshire, Inglaterra, suicidou-se após receber um ransomware em seu computador. O malware que apareceu em sua tela o acusava de ter navegado em páginas ilegais, motivo pelo qual devia pagar a quantidade de 100 libras ou em caso contrário a polícia ia começar uma investigação sobre sua vida.

Edwards padecia de autismo. Segundo as autoridades e a própria mãe do jovem, a doença ajudou a que Joseph não distinguisse que esse malware se tratava de algo inventado e por isso entrou em pânico ao ver que teria que lidar com a situação.


Robô compra drogas e obtém passaporte falso na Deep Web

LuisaoCS

ciencia

Dois artistas/programadores fizeram um bot desenhado para realizar compras aleatórias na Undernet com um orçamento de 100 dólares em bitcoins à semana. As compras foram reunidas para a exposição "The Darknet: From Memes to Onionland". Entre os objetos adquiridos por este Random Darknet Shopper estão uma carga de 10 pastilhas de ecstasy e um passaporte húngaro falso (que parece, evidentemente, verdadeiro). As compras deste bot geraram polêmica sobre quem é responsável por seus atos ilegais e se no futuro deveremos castigar os programadores (ou até os próprios bots) por atos que violem a lei.

«Prev || 1 | 2 | 3 |...| 51 | 52 | 53 || Next»