«Prev || 1 | 2 | 3 |...| 30 | 31 | 32 || Next»

SPARK: Geração de energia elétrica através da música

LuisaoCS

Quando eu era criança pensava em como a eletricidade seria gerada no futuro, um futuro que já chegou. Envolvia calçadas que transformariam o peso de uma passada em energia. Na escola técnica até ganhei prêmios com este projeto. Só que isto não aconteceu, o mundo preferiu a energia nuclear e nós estamos bem próximos do apagão por depender de hidrelétricas construídas no período militar, mas esta aqui é uma idéia nova, que me pareceu bem legal.

Sudha, uma percussionista britânica, inventou o SPARK, um chacoalho que converte a energia da percussão em eletricidade -um imã agitado através do centro de uma bobina-. Embora, lógico, não ilumine as ruas, permite que as pessoas, por exemplo, carreguem um telefone celular ou acendam lâmpadas LED por um par de horas, facilitando assim o estudo e leitura nas horas de escuridão.

Isso pode não parecer muito para nós que temos a energia elétrica ao alcance de um interruptor ou tomada na parede, mas em países como o Quênia, onde três quartos da população ainda vivem sem energia elétrica, poderia ser algo que mudaria a vida das pessoas. Para saber mais sobre este excelente projeto, visite a página do financiamento Kickstarter. Se isso soar como uma ótima idéia para você, então talvez poderia ajudar Sudha a alcançar seu objetivo.


Ultraskiff, o barco de pesca do futuro?

LuisaoCS

Estes dias, os nossos smartphones, carros e relógios são todos de alta tecnologia, por que não também os nossos barcos de pesca? Foi pensando nisso que a Ultraskiff tentou reinventara o barco de pesca como conhecemos. O Ultraskiff Angler 360 é um barco inteligente circular para tornar a pesca mais fácil, mais segura e mais agradável. Pese que o design seja realmente muito esquisito e a gente perca aquele jeitão de confraternização de meia dúzia de marmanjo tomando cerveja no barco, sol na cabeça e molhando minhoca ou camarão, a não deixa de ser bem legal. Basta verificar o seu novo comercial.


Assim é um robô inspirado no velociraptor e é muito rápido

LuisaoCS

Nos últimos meses conhecemos diversos trabalhos com respeito a robôs que tratam de levar o trono de "o mais rápido do mundo". O último a ser publicado é o do Instituto de Ciência e Tecnologia Avançadas da Coreia: um robô bípede inspirado no velociraptor.

Este robô, ainda que não possa ser catalogado como o mais rápido do mundo, é digno de menção devido à interessante inspiração que toma. Segundo seus criadores dotaram-no de uma rabo que funciona como contrapeso -assim como no guepardo- ajudando-o a manter seu equilíbrio ao topar com algum obstáculo.

Ele pode se mover a uns 46 quilômetros por hora, pelo qual ainda fica abaixo do famoso Cheetah -que atinge 47 km/h-, mas mesmo assim é interessante conhecer a velocidade que consegue atingir como, em vez de basear seu movimento em múltiplos atuadores, só utiliza um motor por perna.

Via | IEEE Spectrum.


IBM desenvolve um novo polímero que se repara sozinho

LuisaoCS

IBM desenvolve um novo polímero que se repara sozinho

Pesquisadores de IBM criaram um novo polímero sintético que possui qualidades que sem dúvida ajudarão no desenvolvimento de melhores tecnologia, já que é mais resistente que seus pares e ademais possui a propriedade de auto consertar-se quando sofre algum tipo de dano, sendo necessário só juntar ambas partes separadas para vê-las unidas tempo depois.

Esta nova família de polímeros permite a criação de plásticos que em vez de serem moldados com calor reagem ao ácido para que sejam reciclados, o que parece mau, mas que é compensado com o fato de que o material regenera-se por si só, o que em aplicações práticas poderia resultar na diminuição de dejetos e da necessidade de reciclagem.


O vídeo do robô ultra rápido que pega objetos no ar em milissegundos

LuisaoCS

Este braço robótico, que mede 1,5 metros de comprimento e conta com três articulações e vários sensores e câmeras que captam toda a informação necessária, é capaz de pegar objetos no ar em 2 milissegundos.

Ademais o faz de forma inteligente: graças a que é capaz de calcular e predizer a trajetória de um objeto que se aproxima no ar. Foi feito por pesquisadores da Escola Politécnica Federal de Laussane (EPFL), na Suíça. A principal aplicação deste aparelho poderia ser no espaço, por exemplo, recolhendo lixo espacial.

Contudo, até o momento, o robô aprendeu a recolher 5 objetos: uma bolinha, uma garrafa vazia, outra meio cheia, um martelo e uma raquete de tênis.

O modo em que o braço robótica aprende a apanhar os objetos é através da tentativa e erro, a chamada programação por demonstração.


Esta perturbadora e sensual boneca animatrônica te perseguirá até em teus sonhos

LuisaoCS

Esta perturbadora e sensual boneca animatrônica te perseguirá até em teus sonhos

Há algo ao mesmo fascinante e perturbador nos movimentos e no jeito deste robô: sua cadencia provocante resulta hipnótica. Como se fosse uma bruxa de um conto de fadas que decidiu se converter em bailarina exótica e tomou muitos esteroides. Ou, como sugere o site Dangerous Minds, se trata da futura substituição de Lady Gaga.

O fembot dançante, sem nome até o momento, é o resultado da imaginação do artista Jordan Wolfson e a depurada técnica animatrônica do estudo Spectral Motion. Atualmente está sendo exibido na Galeria David Zwirner em Nova Iorque. A figura incorpora tecnologia de reconhecimento facial o que faz que seu olhar persiga incessantemente às pessoas que a observam, dotando de uma qualidade animista.


«Prev || 1 | 2 | 3 |...| 30 | 31 | 32 || Next»