«Prev || 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 || Next»

Decifram a misteriosa origem dos gigantescos buracos na Sibéria e as notícias não são boas

LuisaoCS

Decifram a misteriosa origem dos gigantescos buracos na Sibéria e as notícias não são boas

Um par de semanas após reportarem o primeiro fosso gigante, cuja descoberta por um par de pilotos que sobrevoavam certa região siberiana surpreendesse a todos, a misteriosa origem destas cavidades poderia ter sido já decifrada. Recordemos que há alguns dias foram relatados outros dois buracos, um deles na mesma zona, enquanto outro foi achado por pastores de renas a centenas de quilômetros do original.


O homem que plantou uma floresta maior que o Central Park

LuisaoCS

O homem que plantou uma floresta maior que o Central Park

Situado no nordeste da Índia ao lado do rio Brahmaputra está a ilha Majuli, um banco de areia gigante que é a maior ilha fluvial do mundo, lar de aproximadamente 150.000 pessoas. É também o local da floresta Molai de 1.360 hectares, uma das florestas mais incomuns do mundo pelo incrível fato de que foi plantada por um único homem. Desde 1979, o trabalhador rural Jadav Payeng dedicou sua vida para o plantio de árvores na ilha, criando uma floresta que já ultrapassou a escala do Central Park de Nova Iorque.


Que tal seguirmos um grupo de ursos polares a nado?

LuisaoCS

Minha proposta de hoje é acompanhar uma pequena manada de ursos polares em sua busca por gelo. O artista Adam Ravetch, do Arctic Bear Productions, capturou estas imagens com uma câmera conectada a um destes grandes mamíferos.

Suas grandes patas, o sol no horizonte ou ver como nadam por debaixo da água são algumas das coisas que poderemos contemplar neste vídeo. Ainda que este trabalho também sirva para refletirmos a respeito do complexo que é para os ursos encontrar zonas geladas pelo incremento do degelo. Estas zonas são muito necessárias para sua sobrevivência e a cada dia é mais difícil para eles encontrá-las.

Por esta razão, as populações de ursos polares estão-se adaptando a nadar longas distâncias e caçar outro tipo de animais ou outros alimentos como frutas e ovos de aves. Cada vez mais temos mais motivos para pensar que a raça humana não merece estar aqui, sem dúvida foi pior erro, o maior glitch da natureza.


Diferentes maneiras de reciclar uma garrafa de Coca-Cola

LuisaoCS

As garrafas de plástico são muito convenientes, mas elas se tornaram um problema sério para a Mãe Natureza. Para ajudar a combater o desperdício de garrafas PET, a Coca-Cola lançou uma linha de tampas inovadoras para transformar uma garrafa vazia em algo novo. Precisa de um frasco de spray? Que tal um pincel recarregável? Tente uma Coca-Cola! è o tipo de propaganda que a gente faz de graça com gosto.


Sexismo meteorológico: os furacões com nome de mulher matam mais porque achamos que são menos perigosos

LuisaoCS

Sexismo meteorológico: os furacões com nome de mulher matam mais porque achamos que são menos perigosos

O sexismo vaza em todas as fissuras de nosso comportamento até níveis tão infinitesimais que mal e parcamente somos conscientes disso. Inclusive o mais equânime com o outro sexo provavelmente tropeçará em alguma classe de distorção sexual.

Agora descobrimos que inclusive batizar um furacão com nome de mulher influi no número de vítimas: ao chamar com um nome doce de mulher (Erika, por exemplo) em vez de um contundente de homem, as pessoas tomam menos precauções porque consideram que é menos perigoso, segundo um estudo que foi publicado recentemente na revista PNAS por pesquisadores da Universidade de Illinois, no Arizona (EUA).


O degelo dos glaciares da Antártida chegaram a um ponto que não tem volta

LuisaoCS

O degelo dos glaciares da Antártida chegaram a um ponto que não tem volta

Parece que não há forma de deter a fusão dos glaciares da Antártida. Segundo os últimos estudos publicados pela NASA, o degelo chegou a tal ponto que não é possível mais que volte. Se o degelo continuar assim, o nível do mar poderia aumentar em mais de três metros.

Depois de 40 anos de estudos dos técnicos da NASA e da Universidade Irvine da Califórnia, o resultado é que a mudança climática produzida pela atividade humana e o aumento da temperatura global são os principais fatores da diminuição das camadas de gelo. O estudo será publicado na revista Geophysical Research Letters.


«Prev || 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 || Next»