«Prev || 1 | 2 | 3 |...| 17 | 18 | 19 || Next»

Triste: vírus do Ebola matou um terço dos gorilas e chimpanzés

LuisaoCS

Triste: vírus do Ebola matou um terço dos gorilas e chimpanzés

O vírus do Ebola converteu-se desgraçadamente em notícia nos últimos meses devido à epidemia que afetou países da África Ocidental como Libéria, Serra Leoa, Nigéria, Senegal e Mali e que inclusive chegou a Espanha e Estados Unidos, deixando mais de 5 mil mortos no caminho.

Mas o Ebola não só afetou o ser humano, senão também outras espécies de animais. É o caso dos gorilas e chimpanzés, cujas populações estão sendo dizimadas de maneira drástica por este terrível vírus, que tem nestas espécies uma incidência inclusive maior do que nas pessoas.


Homem pedia carona na estrada... e foi atendido pelo presidente Mujica

LuisaoCS

Homem pedia carona na estrada... e foi atendido pelo presidente Mujica

José Mujica, presidente do Uruguai, está construindo uma mítica aprovação ao redor de seu estilo de vida e decisões. Chamado de "o presidente mais pobre do mundo" por ter-se negado a receber o salário estabelecido, Mujica se caracteriza por uma enorme simplicidades. Contribuindo a este mito de homem humilde do campo temos esta história publicada pela diário El Observador, na qual um homem conta como Mujica lhe deu carona quando este acenava o dedão na beira da estrada.

Gerhald Acosta estava indo trabalhar como todos os dias em uma fábrica de celulose em Montes del Plata, mas teve que retornar a sua casa porque sua carteira estava vencida. Acrescentando dramatismo à história, o diário narra que Gerhald estava esperando na estrada sob um forte sol do verão austral quando, por fim, alguém foi em sua ajuda.


A epidemia do Ébola começou com uma árvore oca, um menino e alguns morcegos

LuisaoCS

A epidemia do ébola começou com uma árvore oca, um menino e alguns morcegos

As investigações sobre a epidemia de Ebola na África desde o ano passado continuam e agora parece que começaram a esclarecer o mistério a respeito de sua origem. O paciente zero, um menino de dois anos, parece ter-se infectado em uma árvore oca onde habitava um grupo de morcegos. A vila de onde o menino Emile Oumauno era originário se encontra em Guiné, uma comunidade pequena de aproximadamente 31 casas dentro da região arborizada do país, uma região que atrai os morcegos da fruta, os megaquirópteros.

Os resultados da investigação foram publicados por um grupo de cientistas liderados por Almudean Marí Saéz. Em princípio, o estudo considerou um grupo possível de animais que teria sido capaz de contaminar o paciente, mas a evidência descartou a todos menos os morcegos: nenhuma outra espécie teve uma baixa significativa na população. Isso, somado ao costume em Guiné de caçar morcegos pode ter levado a uma transmissão uma variante específica do vírus do Ebola: o zaire.

A variante zaire é uma das cinco espécies do vírus do Ebola conhecidas, descoberta em 1976, é a causadora da epidemia que afetou Serra Leoa, Guiné e Libéria, e é a mais letal conhecida do vírus.

Via | Embolmed.


A pedra lunar que Armstrong presenteou os Países Baixos é falsa

LuisaoCS

A pedra lunar que Armstrong presenteou os Países Baixos é falsa

Há 45 anos, Neil Armstrong e Buzz Aldrin estavam fazendo uma turnê mundial após atingir o status de grandes estrelas do rock por ter ido, e regressado, à Lua. Durante uma dessas apresentações, nos Países Baixos, Neil entregou uma pedra lunar ao líder holandês Willem Drees. Isto não foi um fato isolado: durante a década de 70, presentearam perto de 100 pedras lunares a diferentes nações como presentes da NASA.

Pois resulta que o presente de boa vontade era falso. A "pedra" não é mais do que um pedaço de madeira fossilizado sem nenhum valor. Esta foi a conclusão de uma pesquisa realizado logo após um grupo de acadêmicos da Universidade Livre de Amsterdã visitar o Rijksmuseum, museu no qual a peça é exibida, e se deram conta de que a pedra era, claramente, algo que não tinha vindo da Lua.

O objeto foi doado em 1988 ao Rijksmuseum após a morte de Drees e ficou em exposição o tempo todo. Em certa ocasião foi avaliada em quase 400.000 euros (1,3 milhões reais). O valor atual é meramente histórico e por essa razão a pedra seguirá em exibição apenas como "uma curiosidade". Por outro lado, a embaixada dos EUA em Haya afirmou ter iniciado uma investigação a respeito.

Via | Telegraph.


Sony distribuirá o filme “The Interview” hoje mesmo

LuisaoCS

Sony distribuirá o filme “The Interview” hoje mesmo

Depois de um grande alvoroço por causa de ataques, roubo de dados sensíveis e vazamentos de filmes no site da Sony por hackers que tem laços com a Coreia do Norte, em função do filme parodiar o piada-pronta Kim Jong-un, a Sony anunciou, primeiro, que ia cancelar o filme The Interview, e, depois, que estrearia em salas de cinema seletas nos Estados Unidos neste 25 de dezembro, mas agora se sabe que ela distribuirá on-line este filme protagonizado por Seth Rogen e James Franco.

A CNN reportou que o YouTube teria aceitado publicar o filme desde manhã m sua plataforma, mas o site Recode assegura que The Interview também estará disponível na plataforma Crackle, o próprio serviço de vídeo da Sony e no Google Play.

Estas notícias surgem um dia após que o New York Times confirmasse que a Sony Pictures pediu a Apple que usasse sua plataforma on-line para a distribuição do filme. Sabe-se que inclusive a revendedora pediu à Casa Branca que intercedesse por ela para que a empresa liderada por Tim Cook aceitasse. As negociações não renderam frutos ao final.

Agora há pouco, Brian Selter da CNN confirmou que a Sony distribuirá The Interview no Crackle, Google Play, YouTube e Xbox Video, com um custo de 6 dólares e poderá ser adquirido por 15.


Apple: a verdadeira história e custo por trás de seu sucesso

LuisaoCS

A BBC divulgou recentemente uma reportagem que está causando alvoroço a nível internacional; um documentário no qual pode ser visto o verdadeiro processo de produção e fabricação que faz da Apple uma das marcas mais caras do mundo.

A BBC realizou a investigação em uma fábrica de produtos Apple na China e na Indonésia, revelando condições extremas e subumanas de emprego, sobretudo dos jovens que põem suas vidas em risco. Segundo a reportagem, na Indonésia os menores de idade retiram estanho de poços de barro, onde os deslizamentos de terra podem cobrar suas vidas.

O documentário também mostra cadáveres de mineiros que trabalhavam para a Apple no país. Enquanto extraíam estanho de profundos poços, muitos pereceram por deslizamentos de terra.

Ao que parece, a Apple tem ilhas artificiais ilegais na Indonésia, onde os trabalhadores devem rastrear a areia e o coral do fundo do mar para conseguir estanho.

Em segredo, a equipe que realizou a investigação, filmou empregados da fábrica na China e descobriu que a Apple de forma rotineira viola os direitos dos trabalhadores. O repórter viu como os operários tinham que trabalhar 18 horas ao dia sem descanso, muitos deles foram gravados dormindo em seus postos de trabalho.

Desta forma é como o iPhone chega a suas mãos.


«Prev || 1 | 2 | 3 |...| 17 | 18 | 19 || Next»