Velocidade da luz: entenda porque nada pode ultrapassá-la

LeoSalgado

Velocidade da luz

Nada consegue ultrapassar 1 079 252 849 de km/h, ou, mais simplesmente, 300 milhões de metros por segundo. Esses números correspondem à velocidade da luz no vácuo, e, quebrar essa barreira é fisicamente impossível. Tudo se deve a uma observação feita por Albert Einstein, em 1905: massa e energia estão intimamente ligadas. Esse legado resultou em uma das fórmulas mais conhecidas do grande gênio, e uma das mais importantes da física: E=mc², uma das fórmulas da misteriosa e famosa Teoria da Relatividade.

É bom observar que é impossível quebrar a velocidade da luz no vácuo. Em outros meios, como vidro, água ou até mesmo o ar, a luz adquire uma velocidade menor, que pode ser quebrada sem grandes problemas.

Primeiramente, para entender como tudo funciona, temos que entender o que é inércia. Inércia é uma propriedade física, uma espécie de “resistência” que os corpos apresentam para mudar o seu estado atual. Isto é: parar um objeto que esteja em movimento, acelerar um objeto que esteja parado, ou fazer uma curva em um objeto que esteja viajando em linha reta. Um objeto em movimento retilíneo tende a permanecer, por inércia, eternamente naquele movimento, a não ser que alguma força o faça brecar. Um objeto parado tende a permanecer eternamente parado, a não ser que alguma força o mova. Vamos a um exemplo prático: existe uma competição mundial conhecida como “World’s strongest man”, em que o vencedor é eleito o homem mais forte do mundo. Uma das provas é o truck pull, na qual o competidor deve arrastar, com a ajuda de uma corda, um caminhão de 30 toneladas por 30 metros. Ao contrário do que muitos pensam, a grande dificuldade do competidor está em vencer a inércia do caminhão, pois este está inicialmente em repouso. Uma vez que o caminhão é posto em movimento, a força que o competidor exerce diminui consideravelmente, pois o caminhão tende a permanecer naquele movimento, a não ser que alguma força resista ao seu movimento, porém, as forças que se opõe ao movimento do caminhão são muito pequenas (atrito das rodas com o solo, resistência do ar, etc.) e, de acordo com a Lei de Newton, quando as forças que se opõe a um movimento são desprezíveis, qualquer força, por menor que seja, pode deslocar o objeto. É lógico que, quanto maior a massa de um corpo, maior a inércia. É mais difícil parar um caminhão do que uma bicicleta.

Acontece que, até 1905, acreditava-se que a inércia era algo restrito à matéria. Foi quando Einstein chegou a conclusão que surpreendeu cientistas do mundo todo: não só a matéria, mas como a energia também tem inércia. Ou seja, segundo essa teoria, é mais difícil empurrar um corpo quente do que um corpo frio, pois o corpo quente tem mais energia (térmica). Em outras palavras, um corpo fica mais pesado conforme for maior sua quantidade de energia. Fica claro, então, que quanto maior a velocidade de um corpo, maior sua massa vai ficando, pois quanto maior sua velocidade, maior sua energia cinética. Mas, não adianta sair igual um louco correndo pelas ruas com uma balança amarrada nos pés. Esse efeito só é observado com energias muito grandes e com velocidades muito, muito, muito altas. Por isso não é possível percebermos essa diferença sem a ajuda de aparelhos sofisticados. Um desses aparelhos é o acelerador de partículas, em que os físicos observam o comportamento de partículas subatômicas fazendo-as chocar com velocidades muito próximas a da luz. Mas, digamos que um corpo de 80 kg possa viajar a 99,9% da velocidade da luz. Nessa velocidade, a massa do corpo aumentaria cerca de 25 vezes, pulando de 80kg para 2 toneladas. Se pudesse viajar a 99, 999% da velocidade da luz, ficaria 224 vezes mais pesado, chegando a aproximadamente 18 toneladas. E se pudesse viajar a 99, 99999999% da velocidade da luz, ficaria 70 mil vezes mais pesado, chegando a pesar 5600 toneladas. Observa-se que a massa do corpo tende ao infinito conforme sua rapidez se aproxima da velocidade da luz. E, se atingisse a velocidade da luz, teria massa infinita. Porém, para acelerar um objeto de massa infinita, seria necessária uma quantidade de energia igualmente infinita, e nem o Universo inteiro tem tanta energia assim. A luz, claro, só alcança sua grandiosa velocidade porque não tem massa. Portanto, para todos os objetos de nosso mundo, a massa nunca deixará que ultrapassem a velocidade da luz.



 

Comentários

temos q nos transformar em luz
kkkk

Valeu! Me respondeu uma pergunta que eu pensei que morreria sem ter a resposta. Nessa nem o Beakman me ajudou rs

Existem ao menos dois experimentos, um do conceituado instituto Fraunhoffer da Alemanha, em que se obteve emissões eletromagneticas acima da velocidade da luz o superluminal.Como isto faz desmonorar todo um castelo de cartas feito sobre o limite da velocidade da luz estas experiencias circulam mais no campo academico da alta pesquisa atualmente

Acho que já ultrapassaram, pelo menos foi o que li no metamorfose digital...
Usaram algo parecido com Efeito Tunel

Oh! Me Deus!

Agora descobrí porque a mulher dá a luz e à luz...e aos outros também, seres nem tão luminosos assim. A mulher dá mais que "juj na serra..."

Tudo é produto de modelos matemáticos que nem sempre se confirmam na prática. O fenômeno em sua inteireza è uma coisa; a fórmula matemática que o pretende demonstrar é outra.

Talvez seja o caso de avaliar se a Luz ( que tem massa ) atinge essa velocidade porque perde a sua massa ao atingir o apice. Isto poderia explicar a energia escura, nada mais seria que uma massa sem energia, contrariando o postulado de Eisnten E=mc2.

Existe sim um experimento realizado com um feixe de luz superando a velocidade da luz mas foi feito em princeton com gas cesio.
a verdade é que nao existe teoria para explicar isso

mas o interessante é que a teoria das cordas preve uma particula chamada taquion que viaja acima da velocidade da luz mas precisaria de 26 dimensoes

Um pequeno detalhe:
A Luz tem massa sim!!!

muito interesante parabens pelo otimo trabalho

robson larga de ser mané

Essa é razão pela qual nenhum ET, em uma nave especial, já esteve por aqui. De onde tirariam energia? E, viagens interestelares, a menos que levem centenas de milhares de anos, sómente à velocidade da luz.

De acordo com E=mc², nem toda a energia do universo, aceleraria uma pulga à velocidade da luz porque nessa velocidade ela teria massa infinita e, para mover massa infinita precisaríamos de energia infinita.

Estou vendo muito disso na internet "uma massa tende ao infinito ao se aproximar da velocidade da luz", não consigo ver isso na formula E=mc2. A massa não é igual a força dividida pela aceleração? Aceleração não é igual a variação da velocidade dividida pela variação do tempo? Então m = F / (v / t) = (F . t) / v, ou seja, se aumentar a velocidade a massa diminui não? A formula de Einstein não quer dizer que massa se converte em energia e vice-versa não? Se eu acumular energia sem gastá-la, ai sim a massa aumenta não? Mas aplicando a energia para acelerar o objeto, não vai aumentar a massa dele, pelo menos eu acho né, já que essa energia estará sendo gasta para movimentá-lo. E se o objeto usa a própria energia para se acelerar, a massa tende a zero se transformando toda em energia.

Bruno, o que tende ao infinito é a velocidade do objeto quando esta se aproxima da velocidade da luz, e não sua massa. Pela fórmula E=mc2 isto esta bastante claro.
Se E = mc2, entao c2 = E/m, ou seja, a divisão da energia do corpo pela sua massa será sempre uma constante c2. Logo, se aumento a velocidade de um corpo, aumento sua energia, e pela fórmula se percebe que energia e massa são grandezas diretamente proporcionais, logo, auumentou a energia, aumentou a massa. No caso de m = F / (v / t) = (F . t) / v, a mesma coisa se observa, pois (F . t)/v será sempre uma constante m. Para aumentar a velocidade, será preciso aumentar a força sobre o objeto na mesma proporçao, nao? E isso manterá a massa sempre constante, nao? E no caso da aceleraçao de um objeto, a energia cinetica nao é a que está sendo utilizada para movimentar o objeto. O que está movimentando o objeto será a açao de forças externas. Um objeto em movimento possui energia cinetica, e esta nao esta sendo convertida em energia.

convertida em movimento*

Gostaria de saber o quanto de luz é posível colocar num ambiente qualquer. Exemplo numa sala de 4x4m. Seria infinito?

e_e

é possivel que na matematica ha uma lus que pisca e pode segar um homem streang

Oi galera, está aqui, um dinossauro, tentando entender este limite imposto, pelo universo, à velocidade. O que entendi é que não passaremos de tartarugas se quisermos viajar no espaço.
Lá pelo início do sec.XIX, um tal doutor afirmou que o corpo humano sofreria sérias modificações se passássemos dos 40Km/h!!!! Espero que não estejamos passando por isso de novo.

se a luz viaja à velocidade da luz (vácuo) e tem natureza corpuscular, a massa não teria que ser infinita? Mas não é.
Então....?

Mesmo que fosse possível atingir ou ultrapassar a velocidade da luz deveríamos levar em conta que tipo de força propulsora usaríamos em uma nave para viajar a tão longas distancias pelo espaço a fora. Como viajar em uma velocidade tão alta sem ter o azar de colidir com um asteróide ou uma estrêla etc? E se pelo menos conseguirmos a velocidade da luz esta não é suficiennte para grandes viagens espaciais, pois a estrela mais próxima de nosso sistema solar está a mais ou menos quatro anos-luz. Isso em quilômetros é coisa prá caramba!

Nem vou ler esse texto pois ja quebraram.

mais rapido do ke a velocidade da luz é uma caganeira, num da tempo nem de ascender a luz!

Ter massa infinita não causaria um buraco negro por causa da gravidade ? e nesse caso um buraco negro de massa infinita não atrairia toda a massa do universo ?

respondendo a pergunta do Ulisses, quando se viaja proximo a velocidade da luz, o tempo passa mais devagar, ou seja, passaria 4 anos para quem ficaria na terra... se estivessemos dentro de uma espaçonave o tempo seria reduzido a bem menos de 4 anos

da sim nunca viu star wars

Precisa fazer uma correção: a velocidade da luz é de 300.000 km por segundo.

Fica muito difícil imaginar um número tão grande. Melhor passar para km.

BELEZA TIROU TODAS AS MINHAS DUVIDAS A ESPEITO CONTINUO COM ALBERT NÃO A POSSIBILIDADES DE HAVER VELOCIDADE SUPERIOR A VELOCIDADE DA LUZ .

Superior à velocidade da luz é sim impossível, se a teoria estiver correta, até porque não existe nada mais que o infinito não é? Porém acredito que seja sim possível atingir a velocidade na luz já que ao se movimentar à essa velocidade, um produtor de energia movido à energia cinética geraria energia infinita.

Deixe um comentário sobre o artigo











Comentários devem ser aprovados antes de serem publicados. Obrigado!