Larry Sanger - Histórias de co-fundadores esquecidos I

LuisaoCS

Larry Sanger - Histórias de co-fundadores esquecidos I

No seu início as empresas costumam ser desordenadas. Às vezes foi só uma ideia surgida em uma reunião com amigos no meio de cervejas, outras vezes entre colegas no trabalho ou de colegas de aula. Mas nem sempre os que começam em uma companhia, ficam nela, ou ganham notoriedade pela mesma.

Assim, em muitos casos, aparece um que fica com o protagonismo enquanto os demais ficam para trás. Por exemplo, temos Paul Allen com Bill Gates na Microsoft, ou Steve Wozniak com Steve Jobs na Apple. Allen e Wozniak não têm, nem de perto, a notoriedade de Gates e Jobs, ainda que ambos são bastante famosos. Mas, você sabia que a Apple teve um terceiro fundador? Ou que Facebook não foi criado só por Mark Zuckerberg? A partir de hoje iniciamos uma série contando algumas dessas histórias de desconhecidos, que inicia com Larry Sanger. Sabem quem é?


Larry Sanger é um filósofo, e cofundador da Wikipédia junto a Jimmy Wales. @Sanger conheceu Wales quando este o contratou como editor da Nupedia, uma enciclopédia on-line cujos artigos eram escritos só por especialistas e publicados de forma gratuita na internet.

Sanger desenvolveu um processo para avaliar os artigos e realizou o trabalho de contatar editores. O problema é que este sistema era muito arrastado e lento, por isso Sanger conversou com Wales e propôs usar um sistema wiki para incentivar a escrita de artigos. E com essa sugestão nasceu a Wikipédia, em 15 de janeiro de 2001.

No princípio a ideia era que as pessoas escrevessem artigos de forma colaborativa, que seriam depois revisados pela Nupedia para só então serem publicados na rede. No entanto, os especialistas que participavam da Nupedia torceram o nariz para a iniciativa, não queriam ver seus nomes relacionados a este projeto que vaticinavam que seria um fracasso. De maneira que Sanger decidiu criar um novo site separado chamado Wikipédia.

Para surpresa de Sanger e de Wales, a Wikipédia superou a Nupedia em tamanho e acessos em poucos dias e se formou uma pequena comunidade de editores constantes. Sanger encabeçou o desenvolvimento de Wikipédia e formulou a maioria dos termos de uso do site, incluindo a característica de que os artigos deveriam ter um ponto de vista neutro e a verificação da veracidade da informação a entrada.

A Wikipédia tornou-se rapidamente popular, mas poucos meses depois Sanger e Wales toparam com um problema muito conhecido e indesejado: a invasão dos trolls e "anarquistas", que "se opõem à ideia de que alguém deveria ter um tipo de autoridade que os outros não têm", segundo descreveu Sanger certa vez.

Sanger então quis dar mais autoridade aos editores que fossem experientes, lhes delegando o poder para dirimir disputas e reforçar as regras. No entanto, com o tempo cansou-se das eternas batalhas contra os trolls e sentindo que não tinha apoio de Jimmy Wales, retirou-se do projeto. Wales, nessa época, estava mais concentrado em sua empresa Bomis, que consistia em um buscador da internet.

Sanger era o único editor pago de Nupedia, algo que terminou em 2002 após que a bolha das .com causasse estragos no financiamento do projeto. Sanger renunciou em março a seu cargo de editor chefe da Nupedia e organizador chefe da Wikipédia. Nupedia deixou de funcionar em 2003.

A Wikipédia se tornou, como todos sabemos, o maior projeto colaborativo da atualidade e Sanger começou a trabalhar como professor de filosofia na Universidade de Ohio, mas desde sua saída da Wikipédia se manteve crítico à mesma pela quantidade de trolls que insistem em vandalizar a Wikipédia on-line. Em 2006, começou a trabalhar em um projeto chamado "Citizendium", que funciona como um fork da Wikipédia em inglês e que pretende melhorar os problemas que tem a primeira e criar uma enciclopédia que seja livre dos malditos trolls, algo que no momento parece impossível.


Notícias relacionadas:

 

Comentários

Nenhum comentário ainda!

Deixe um comentário sobre o artigo