Premios Ig Nobel 2011

LuisaoCS

Premios Ig Nobel 2011

Já temos a edição 2011 dos prêmios Ig Nobel, os prêmios outorgados anualmente pela revista Annals of Improbable Research àquelas pesquisas e estudos que, apesar de sérias, têm temáticas e assuntos tão improváveis quanto absurdos e que despertam mais o riso do que a curiosidade.

Este anos os realizadores decidiram inovar e corrigiram uma injustiça histórica premiando todos os profetas do apocalipse. Os (in) felizes ganhadores deste ano você confere depois do ig nobel salto:


  • Fisiologia: para Anna Wilkinson, Natalie Sebanz, Isabella Mandl e Ludwig Huber por seu estudo "Ausência de evidência de contágio do bocejo na tartaruga terrestre de patas vermelhas".

  • Química: para Makoto Imai, Naoki Urushihata, Hideki Tanemura, Yukinobu Tajima, Hideaki Goto, Koichiro Mizoguchi e Junichi Murakami por determinar a intensidade ideal dowasabi em forma de aerossol para despertar às pessoas em caso de incêndio ou outra emergência, e por aplicar esta informação ao desenho de um alarme com wasabi.

  • Medicina: para Mirjam Tuk, Debra Trampe e Luk Warlop compartilhado com Matthew Lewis, Peter Snyder e Robert Feldman, Robert Pietrzak, David Darby, e Paul Maruff, por demonstrar que as pessoas tomam melhores decisões a respeito de algumas coisas, mas piores a respeito a outras, quando estão com grande vontade urinar.

  • Psicologia: para Karl Halvor Teigen da Universidade de Oslo por tentar compreender por que as pessoas suspiram no dia a dia.

  • Literatura: para John Perry, da Universidade de Stanford, por sua Teoria da Procrastinação Estruturada, que diz:"Para conseguir grandes resultados, trabalhe sempre em algo importante, usando-o como forma de evitar fazer algo que seja ainda mais importante".

  • Biologia: para Darryl Gwynne e David Rentz por descobrir que certo tipo de escaravelho se emparelha com um certo tipo de garrafa de cerveja australiana.

  • Física: Philippe Perrin, Cyril Perrot, Dominique Deviterne, Bruno Ragaru e Herman Kingma por determinar por que os lançadores de disco ficam tontos no momento do lançamento enquanto não acontece nada com os de martelo.

  • Matemática: para Dorothy Martin (que predisse que o mundo acabaria em 1954), Pat Robertson (que predisse que o mundo acabaria em 1982), Elizabeth Clare Prophet (que predisse que o mundo acabaria em 1990), Lee Jang Rim (que predisse que o mundo acabaria em 1992), Credonia Mwerinde (que predisse que o mundo acabaria em 1999), e Harold Camping (que predisse que o mundo acabaria o 6 de setembro de 1994 e mais tarde disse que acabaria em 21 de outubro de 2011) por ensinar a todo mundo a ser cuidadoso à hora de fazer prognósticos baseados em cálculos matemáticos.

  • Paz: para Arturas Zuokas, o prefeito de Vilna, por demonstrar que o problema dos carros de luxo mal estacionados pode ser solucionado esmagando-os com um trator.

  • Segurança pública: para John Senders da Universidade de Toronto, Canadá, por realizar uma série de experimentos nos quais uma pessoa conduzia um carro por uma rodovia enquanto um visor se baixava e subia na frente de seu rosto, lhe impedindo de ver.

Via |Annals of Improbable Research.


Notícias relacionadas:

 

Comentários

Vilna não, mas sim Vilnius, capital da Lituânia.

Isso é que é viver as custas do dinheiro de fundo perdido para pesquisa.
Provar a "ausencia de algo", é o mesmo que provar que deus existe, ou melhor que ele existe.

Hã...
Bom...
É...
Impressionante mesmo foi a primeira.

Deixe um comentário sobre o artigo