O rentável negócio de compra e venda de seguidores no Twitter

LuisaoCS

O rentável negócio de compra e venda de seguidores no Twitter

Creio que a existência de perfis falsos no Twitter já não é surpresa para ninguém. O que sim talvez chame a atenção é a crescente economia que há por trás deles, com compra e venda de seguidores, para fazer parecer um personagem mais influente do que em realidade é (tem mais followers), ou então para fazer parecer que um tema ou campanha seja mais populares do que efetivamente são.

A companhia de segurança Barracuda Labs realizou um estudo sobre os perfis fakes no Twitter e o comércio que existe com eles. A organização criou três contas falsas e nem, precisou mergulhar na "deep web" para adquirir entre 20.000 e 70.000 seguidores no eBay e outros sites que encontraram através do Google fazendo a busca "Buy Twitter Followers".

Com esta informação, identificaram 20 vendedores no eBay e 58 através de sites. A compra é feita simplesmente dizendo a qual conta do Twitter os seguidores devem ser acrescentados com um preço médio de 18 dólares por 1000 seguidores. 2.000 retweets custam ao redor de 10 reais.


Segundo a Barracuda Labs, um vendedor pode coletar até 800 dólares por semana, se conseguir controlar 20.000 contas falsas, o que aparentemente conseguem fazer alguns deles.

A investigação também revela informação sobre as pessoas que se dedicam a comprar followers fakes para se tornarem mais populares. Identificaram 11.283 pessoas -apelidados de abusadores-, que tinham em média 48.885 seguidores. A maioria destes abusadores tinha um link em seu perfil, o que implicaria em uma intenção de vender ou promover algo. Em conjunto identificaram 72.212 contas falsas. 55% delas tinha ao redor de 2.000 seguidores.

Os vendedores controlam a velocidade com que as contas falsas começam a seguir alguém, de modo a evitar que sejam descobertos pelo Twitter, que proíbe a criação de contas falsas e a venda de followers.

Segundo Barracuda Labs, os preços dos seguidores e os retweets variam segundo o cuidado que vendedor tem em não ser descoberto. Deste modo, quanto mais caro o follower, mais real parecerá, por exemplo, seguindo gente famosa e gente normal a esmo, ou tuitando comentários cotidianos ou copiados para outros usuários normais, que tornam mais difícil detectar a falsificação.

Este assunto não é exclusivo nos Estados Unidos ou do marketing em inglês. Uma busca por "comprar seguidores no Twitter" retorna uma longa lista de resultados em português com preços variados. O interessante é que esta prática –ainda que seja totalmente contrária aos termos de uso da rede social– não é ilegal em nenhum país. No entanto, o que faz é tentar distorcer a realidade, dando a impressão de que algo é mais popular/importante/comentado do que verdadeiramente é, e um usuário corrente não conseguirá descobrir facilmente o engano.

Algo que precisa ser relatado e que me levou a escrever este post, é que na América Latina isto se tornou muito evidente em campanhas políticas recentes, no México, Argentina e Chile, com a intenção de melhorar a imagem de políticos dentro da rede social. Lógico que os gatunos da nossa política já devem estar usando o mesmo expediente para angariar votos na eleição que se aproxima.

Há que se levar em conta também que com certeza existem companhias se aproveitando destas "ofertas" para inflar sua importância ou a de clientes dentro do Twitter, que conquanto segue sendo utilizado de forma recreativa e marginal por mais de 90% dos tuiteiros, se converteu em uma ferramenta e imprescindível e importante ferramenta de publicidade e informação.

Via | Barracuda Labs.


 

Comentários

Nenhum comentário ainda!

Deixe um comentário sobre o artigo