Rede expressa seu apoio para avó restauradora do Ecce Homo

LuisaoCS

Rede expressa seu apoio para avó restauradora do Ecce Homo

Hoje o mundo conheceu Dona Cecília Giménez, a doce senhorinha espanhola octogenária que espontaneamente se dispôs a "restaurar" o quadro do "Ecce Homo" em uma igreja de Borja (Zaragoza, Espanha), e fez com que uma imagem de valor sentimental e histórico se transformasse numa das maiores trollagens do momento.

Claramente as boas intenções de Dona Cecília, que começou por conta própria o processo de restauração da obra porque queria -ao notar que ninguém, nenhuma autoridade fazia nada para- melhorar a Igreja de seu povoado, não foram suficientes para que a obra tivesse uma melhor aparência, ainda que muitos já dizem que sim.


Na rede, como de costume, o caso despertou toda a classe de críticas, boas e más, e serviu de inspiração a um monte de piadinhas, brincadeiras e críticas vorazes ao combalido sistema econômico e social espanhol.

Dona Cecília não esperava tal repercussão e teve um ataque de ansiedade que necessitou de atendimento médico. Não é fácil: a mídia é cruel. Os blogueiros somos crueis. Os internautas somos crueis e esta senhora não tinha mais que uma boa e sincera intenção que lhe escapou das mãos.

No site Change.org há uma petição onde os internautas solicitam que a imagem do Ecce Homo se mantenha como a deixada por Dona Cecília. A razão que argumentam nesta petição diz:

"O ousado trabalho realizado pela espontânea artista no Ecce Homo do Santuário da Misericórdia de Borja, supõe além de um entranhável ato de amor, um inteligente reflexo da situação política e social de nosso tempo. Este manifesto supõe uma sutil crítica às teorias criacionistas da Igreja, ao mesmo tempo que questiona o surgimento de novos ídolos. O resultado da intervenção combina inteligentemente o expressionismo primitivo de Francisco de Goya, com figuras como Ensor, Munch, Modigliani ou o grupo Die Brücke, pertencente à corrente artística do expressionismo alemão."

Sem brincadeira, a verdade é que Dona Cecília não causou dano ao Ecce Homo, senão que o restaurou como queria: estava ali, deteriorando em uma parede velha, de uma igreja velha e nem o padre que sabia da restauração estava se importando com a história, porque afinal ela não fez esta coisa da noite para o dia; e será que ele não viu nada?

Mas o melhor de tudo, na minha forma de ver, é que a atitude de Dona Cecília deve servir de exemplo a todos nós. Sim, mesmo que seu sentido artístico não tenha se mostrado grande coisa -ainda que arte seja subjetiva- o novo aspecto do Ecce Homo, que parece ter nascido em um fórum de memes do 4chan, é melhor do que o original.

Afinal, agora, graças a sua ação, a Prefeitura e diversas instituições dispuseram mil especialistas em restauração para recuperar o quadro. Dona Cecília cumpriu brilhantemente seu objetivo além de realizar um sonho de mocinha: ela queria ser uma pintora famosa e hoje o mundo inteiro a conhece. ;-)

A vontade e o espírito desta senhora, com mais de oitenta anos, deveria servir de exemplo para políticos vadios e cidadãos por igual: saia de sua zona de conforto, tire a bunda da cadeira e corra atrás das suas necessidades e/ou as da sua comunidade se quiser ver as coisas mudarem.

Via | MDig.


Notícias relacionadas:

 

Comentários

Quão moderna e atual ficou a restauraçåo de D.Cecilia. adoravel!

Já ouviu falar de silepse nobody?

Os blogueiros somos? Os internautas somos? really?

Parabens, D. Cecilia pelo seu talento. Numca é tarde para começar...........

"Dona Cecília cumpriu brilhantemente seu objetivo além de realizar um sonho de mocinha: ela queria ser uma pintora famosa e hoje o mundo inteiro a conhece."

kkkkkkkkkkkkk...

Assim como li hoje. De qualquer maneira... Ficou bom. Tanto a obra quanto o texto.

Ficou bom.

Deixe um comentário sobre o artigo