Instagram pretende explorar comercialmente as fotos de seus usuários

LuisaoCS

Instagram pretende explorar comercialmente as fotos de seus usuários

A partir de 16 de janeiro Instagram reserva-se o direito de usar as imagens de seus usuários, e também outras formas de interação com a aplicação, com fins comerciais, sem compensá-los; o anúncio foi qualificado de suicida e para alguns pressagia o fim desta empresa já que deverá acontecer uma fuga em massa desta rede social, a mais popular da atualidade no compartilhamento de imagens, talvez só menos usada que o Facebook, mas com um imenso potencial de difusão.

Talvez por isto a companhia decidiu realizar uma mudança em seus termos de uso, que possivelmente reportem enormes benefícios econômicos a custa da atividade de seus usuários.

De acordo com o anúncio realizado hoje, todas as imagens postadas a partir de 16 de janeiro poderão ser utilizadas por Instagram com fins comerciais sem nenhum tipo de compensação para o usuário a que pertencia originalmente. Ao pé da letra, a nova norma diz assim:

"Para ajudar-nos a oferecer promoções ou conteúdo pago ou patrocinado de interesse, está de acordo em que uma empresa ou qualquer outra entidade possa nos pagar por empregar seu nick, seus gostos, suas fotos (com qualquer associação de metadados), e/ou qualquer coisa que faça, para conteúdos pagos patrocinados ou promoções, sem nenhuma compensação para você."

O anúncio foi qualificado pela maioria da blogosfera como um tiro no pé, pois a injusta apropriação da interação de um usuário com a aplicação -como o Facebook vem fazendo na calada da noite- pressagia, como já disse, uma debanda em massa.

Via | NY Times.



Notícias relacionadas:

 

Comentários

Nenhum comentário ainda!

Deixe um comentário sobre o artigo