23 sinais inconfundíveis de uma pessoa introvertida

LuisaoCS

23 sinais inconfundíveis de uma pessoa introvertida

A dualidade introversão/extroversão sempre foi uma das mais recorrentes nas explorações da psique humana, talvez porque se consideram polos opostos e irreconciliáveis, dois extremos mutuamente incompreensíveis que, no entanto, não existem de maneira pura no mundo: todos temos algo de cada um, apesar do bando para o qual nos inclinemos.

Logo depois do introvertido salto compartilhamos 23 sinais que distinguem inconfundivelmente uma pessoa introvertida, ao menos segundo a consideração de Sophia Dembling e Laurie Helgoe, autoras de vários livros sobre o assunto.

Porque, curiosamente, essa pretensa extravagância dos introvertidos cobre os de um halo fazendo com que se pareçam incompreendidos sociais.


  1. As conversas banais parecem incômodas.
    Introvertidos não gostam de conversa fiada por ser uma fonte de ansiedade e de aborrecimento. Isso, lógico, não se deve ao fato de que eles detestem as pessoas, senão porque odeiam as barreiras que este tipo de conversa cria entre pessoas.
  2. Vão a festas, mas não para conhecer pessoas.
    Para os introvertidos, uma festa é mais uma ocasião de encontrar-se com os amigos, conhecidos e sentir-se a vontade com eles, do que uma oportunidade para conhecer novas pessoas.
  3. Usualmente sentem-se sozinhos em uma multidão.
    Apesar do contraditório que possa parecer, é usual que uma pessoa introvertida se sinta sozinha no meio de muitas pessoas.
  4. A autopromoção faz com que se sintam falsos.
    Essas conversas que têm por objetivo apenas se autopromover como pessoa ou profissional adoecem de autenticidade, pelo qual preferem não tê-las.
  5. Intensos é um qualificativo usual.
    - "Os introvertidos gostam de saltar no profundo", diz Sophia Dembling em alusão às práticas sobre o sentido da vida, a natureza do amor, a pertinência do governo estabelecido ou qualquer outro assunto sobre o qual os introvertidos encontram especial interesse em falar, com paixão, a respeito.
  6. Distraem-se facilmente (ou pelo menos parece).
    A distração dos introvertidos é consequência da capacidade para aborrecer se facilmente em ambientes onde há estímulos em excesso, como música barulhenta, muita gente falando ao mesmo tempo ou várias fontes de informação que não podem ser filtradas.
  7. O lazer não é improdutivo.
    Uma tarde a sós, decorrida com nada mais que uma bebida e, digamos, uma série de televisão, não é considerada entre os introvertidos uma perda de tempo, pelo contrário, é vista como uma necessidade para juntar energia para voltar ao mundo.
  8. Falar ante 500 pessoas é mais fácil do que fazer com uma só.
    Não é raro que pessoas públicas ou que detenham algum tipo de liderança sejam também introvertidas. Curiosamente, para elas é menos angustiante falar ante grandes audiências do que estabelecer uma conversa com apenas uma.
  9. Quando usam o transporte público, usam os últimos assentos.
    Gostam de sentar nos lugares onde seja mais fácil descer quando chegar ao destino.
  10. Começam a se fechar após ficar ativos por muito tempo.
    Para os introvertidos a energia vital é coisa séria e ao que parece incorrem em comportamentos que revelam um alto grau de preocupação para conservá-la. Assim, após passar um bom tempo ativos, se fecham e ativam uma dinâmica para reabastecer suas energias em um ambiente tranquilo.
  11. Estabelecem relações amorosas com pessoas extrovertidas.
    O casal introvertido-extrovertido pode funcionar porque os extrovertidos obrigam os primeiros a divertir-se e não se levar tão a sério e isso acaba dando certo, um completa o outro em suas faltas e excessos.
  12. Preferem ser especialistas em algo do que em muitas coisas ao mesmo tempo
    De acordo com uma pesquisa realizada recentemente, os padrões mentais preferidos pelos introvertidos faz com que se enfoquem em apenas uma coisa, à qual se dedicam, deixando voluntariamente outras nas quais também poderiam intervir.
  13. Conscientemente evitam espetáculos que requeiram participação pública.
    Nada mais terrível.
  14. Ignoram chamadas telefônicas, inclusive de amigos.
    O celular toca, olha para ver quem é e, ao final, escolhe ignorar a chamada, ao menos até que esteja verdadeiramente com vontade de falar.
  15. Vê detalhes que outras pessoas não.
    Se os introvertidos sentem-se superados pelos muitos estímulos deve-se em parte porque têm especial habilidade para se deter nos detalhes e notar coisas que os outros não percebem.
  16. O monólogo interior não cessa.
    Os introvertidos pensam mais do que falam, e talvez por isso precisam pensar bem antes de poder dizer algo.
  17. Padecem de hipotensão.
    Uma pesquisa da Universidade Médica de Shiga, no Japão, encontrou uma relação entre a introversão e uma tendência a padecer de pressão sanguínea baixa.
  18. Qualificados como velhos, ainda em sua juventude.
    A inclinação ao pensamento analítico e reflexivo pode criar certa impressão de sabedoria em torno de um introvertido, o que por sua vez pode fazer com que se pareça com mais idade da que em verdade tem.
  19. O prazer da recompensa não está no entorno.
    Um experimento realizado por neurobiólogos da Universidade de Cornell descobriu que o centro de recompensa do cérebro responde de maneiras diferentes em pessoas introvertidas e extrovertidas, ao menos no caso do lugar onde esta possa estar. Para os extrovertidos a recompensa está sobretudo no exterior, no entorno, prazer não compartilhado pelos introvertidos.
  20. Olham o quadro completo.
    O gosto pelo pensamento abstrato desenvolve certa facilidade entre os introvertidos para descobrir logo o "panorama completo" de uma situação.
  21. Vivem pedindo para que saia da concha.
    A tendência ao silêncio e ao isolamento provoca petições frequentes para que os introvertidos saiam e participem mais do mundo em que vivem, inclusive gerando preocupações familiares.
  22. Escrevem muito.
    Uns dos hábitos mais comuns entre introvertidos é a escrita, esse meio que permite se comunicar sem estabelecer um contato imediato e pessoal, além de que, por sua natureza, requer da solidão, o silêncio, a introspecção e outras condições afins.
  23. Alternam temporadas de trabalho e solidão com outras de atividade social.
    A busca do balanço entre o exterior e o interior em ocasiões se expressa em alternar períodos de intenso trabalho solitário com outros de intensa vida social.

Via | Huff Post.


Notícias relacionadas:

 

Comentários

Página 1 de 2 (53 comentários)
« Ant. | Primeira | 1 | 2 | | Última | Prox. »

Acabei d descobrir q sou tímida e extrovertida, n vou mentir eu gosto d ser assim !

Guilherme escreveu: (02/09 22:56:08)

Isso me pareceu uma postagem de uma pessoa introvertida querendo atribuir todas as suas peculiaridades à isso, e não um texto veridico...
Pamela escreveu: (12/10 13:01:03)

O item 13 contradiz o item 8.

Não confundam introversão com Síndrome de Asperger. A introversão é um tipo de personalidade, totalmente normal, sem necessidade de terapia ou ajuda profissional. Síndrome de Asperger faz parte dos Transtornos do Espectro Autista e é um transtorno psiquiátrico, que precisa de tratamento. Em casos mais graves da síndrome o indivíduo é incapaz de se comunicar (não aprende a falar) e pode depender totalmente de outra pessoa (em casos mais graves). O autismo tem características próprias como, por exemplo, comportamento repetitivo (andar em círculos por vários minutos), separar coisas por cores, enfileirar objetos, o indivíduo aprende a falar bem mais tarde, as vezes aos 4-5 anos... Asperger NADA tem a ver com introspecção. Sou introvertida e meu sobrinho tem Síndrome de Asperger. Dá pra ver muito bem a diferença....

Eu adorei li quem sou e concordo plenamente, sou casada 24 anos com alguém extrovertido é o único ser que compreendo bem a extroversão luto com veemência para ser diferente mas estou meio cansada estou tentando me aceitar tenho sucesso na vida por um todo à menos esse meu jeito que parece imutável: PLN CURSOS E MAIS CURSOS TERAPIA ETC CANSEI

Os gestores deveriam valorizar mais esses profissionais, tendem a ser mais organizados, tem senso de responsabilidade, são mais criativos, e por serem mais observadores, sabem exatamente sobre tudo que acontece em volta, são detalhista e extremamente discretos.
Falam pouco, mas nem por isso deixa de ter uma opinião, as vezes economiza nos comentários, pois são mais realistas e criticos; a maioria nào gosta de ouvir seus pontos fracos, mas supervalorizam o que fazem.

Me idntifiquei com algumas citações, porém, gostaria de acrescentar: não gostamos de perder tempo com bobagens, pois valorizamos e fazemos questão de apreciar um bom papo com quem tem algo pra acrescentar, a observação é uma ferramenta de aprendizado; somos sim indiferentes e as vezes dispensamos qualquer interação com pessoas que falam muito de si, essas, estão tão preocupadas em se mostrar; sentem tanta necessidade de serem ouvidas que não deixam ninguem falar. Nessa ocasião, preferimos epertar a tecla mult .

Qual a diferença de timideź para introspecção?

Entrei em um relacionamento com um menino timido e introvertido. Nao extramamente como o texto disse, em alguns aspectos vejo que ele é diferente. Por exemplo gosta de sair para festa com os amigos, musica alta, e bastante gente, gosta de zoar, festejar mas não com qualquer um.
Ele se solta com seus amigos mais intimidated e antigos, ele se diverte com eles. Porem nao se abre para os mesmo, nem pro seu melhor amigo, que faz 9 anos de amizade. Eles conversam mas nunca se abre totalmente. Alias eu souto muito Amiga do melhor amigo dele, e o mesmo disse que nao conversaram sobre mim, poucas palavras no maximo.
Eu sou extrovertida, e quando nos conhecemos ele nem gostava de mim, juro ele odiava ver eu com meu jeito falando sempre, alto e muito alegre e com muita emoção. Após um ano na mesma "roda de amigos" se aproximamos e foi tudo muito rapido ate que ficamos. Descobri que sou a primeira menina que ele se relaciona de verdade. O que eu acho incrível, no começo ele parecia ate animado, tinha entusiamos em me ouvir, e mostrava interesse e carinho! Hoje isso diminuiu as vezes converso com ele e me sinto uma idiota pelas expressões dele, e comentarios curtos, as vezes so um balancar de cabeça. E eu como Mega extrovertida nao aguento isso. Vejo ele se soltando e rindo com os amigos, eu so and queria me divertir com ele.
E eu Sei vocês devem estar pensando " Ele nao quer mais" , eu Tambem achava isso e pensei como é timido vou me afastar aos poucos entao. Porem ele sempre vem e pega em minha mao se beijamos como se estivesse tudo bem. Ate que um dia comprimeitei Ele como amigo ele viro as costas e nao falou cmg o dia todo, brigamos " quer dizer eu falei sozinha) e ele disse quer nao falou comigo pq achou que eu nao queria falar com ele so pq so inves de um beijo, dei bom dia e um sorriso. Se resolvemos e estamos juntos, mas aquilo continua. PF ME FALEM COMO DEVO AGIR, nao quero see chata. So quero fazer Ele se sentir bem comigo.

Puxa, esses comentários me ajudaram a compreender um pouco melhor minha filha... Não que eu me conforme ou me acomode, sou muito inquieta para desistir... Somos de famílias fechadas, meu marido e sogro, inteligentíssimos porém lacónicos, fechados, introspectivos. Com muito poucos se abriram. E minha filha parece ser o Xerox. Mas eu não vejo alegria nela, só uma preocupação excessiva com a perfeição em tudo que faz, quase como uma fuga... E eu, esses anos todos tenho tentado puxa-la para fora desse mundo tentando mostrar a ela que ela poderia continuar a ser a garota (tem 16) caprichosa, estudiosa e perfeccionista porém mais afetiva e cercada de amigos e programas... Ela é uma garota lindíssima (não é só visão de mãe) possui todos os atributos que definem beleza física, (talvez isso até atrapalhe) e passa fechada em casa vendo seriados como laser ou estudando. No ano passado pediu para fazer terapia, achei ótimo! Mas não mudou muita coisa. Sei réu mudá-la não será o caminho, mas preciso senti-la feliz e não é isso que acontece.
Não me julguem mal, é só a visão de quem está do outro lado. Quem puder me dizer algo por favor sou ouvidos.

Felippa: Ela não se abre pra voce porque vc é muito diferente dela,por mais que ela lhe considere como amiga,mas pelo seu jeito de ser, ela nao consegue se sentir a vontade. Essa amiga dela com quem ela se abre,com certeza é parecida com ela no jeito de ser. Nós nos abrimos para pessoas fechadas que guardam segredos (não lhe chamando de fofoqueira) mas as pessoas como nós,nos passam mais confiança. Quanto as reclamações dela,é que pessoas como nós,não mostramos como nos sentimos,muitas vezes ela estava sangrando por dentro,mas por fora tava normal, e vc de bla bla bla sem reparar isso (desculpa a expressão) por isso ela em outras palavras falou que vc nao ta nem ai pra ela. Olha, vc nunca deve falar ESTOU AQUI PRA LHE OUVIR,DESABAFE COMIGO''Isso não funciona, porque nao queremos alguem pra nos ouvir,queremos alguém que perceba como nos sentimos só no olhar,ai sim a pessoa tenta saber o que se passa conosco. Desculpa falar isso,mas as pessoas que falam muito,reparam pouco,enquanto mais vc fala,mais ela se fecha,esse é o problema. Não mude seu jeito,mas também repare mais no olhar dela,faça ela desabafar sem demonstrar que vc quer isso,entendeu?

Sera que algum introvertido poderia me dar dicas para resolver o meu problema??
Sou extrovertida e a minha melhor amiga, introvertida. Nos 20 anos de amizade q temos (nos conhecemos desde os 12 anos) foi dificil pra mim entender que o fato de ela nao compartilhar muito a sua vida pessoal comigo pudesse ser um reflexo do seu modo de ser. Por varias vezes me senti incomodada, pois me sentia obrigada a falar por nós duas ou a conversa acabaria em meia hora. Tb me sentia frustrada por ela nao compartilhar mais a vida dela comigo, mesmo em situações que para mim qq pessoa sentiria a necessidade de desabafar ou demonstrar entusiasmo. A verdade eh que em toda minha vida nunca conheci alguem tao sem entusiasmo pela vida ou pelas pessoas. Ela e uma amiga boa e generosa, tem uma familia super estruturada e com grana, eh medica, porem vive em crise consigo mesma, mas raramente compartilha as suas inquietações. Sinceramente, a meu ver ela tem tudo para ser feliz, mas nao consegue pq procura problema onde nao existe.
Qq situação ou decisao de sua vida ela resume em poucas palavras, do tipo depois do termino de um relacionamento de 5 anos com um "eh, a gente resolveu terminar e eu vou aproveitar para viajar" ou depois de uma viagem para a Nova Zelandia com um "ah, foi bem legal".
Pois bem. se estabeleceu esse padrao no qual eu falava muito mais do que de costume para suprir o silencio dela. Agora ela vem me acusar de nao saber ouvi-la, reagindo de forma extremamente agressiva e indelicada sob o argumento que o faz pq se sente frustrada pq tentou estabelecer um novo padrao e eu nao me dei conta, que se sente muito menos ouvida por mim do que por outros dos seus pouquissimos amigos (cujo tempo de amizade e bem menor). Alega que nao compartilha mais pq estou sempre a interrompe-la, desviando o curso da conversa para algo que me diga respeito pq sou extremamente egocêntrica. Depois da 1a discussao, Passei a me policiar, a me calar mais e a me mostrar mais receptiva as necessidades dela. Pelo visto nao serviu de nada pois ela segue presa no mundo dela, porem me imputa toda a responsabilidade pela situação. O devo fazer para resolver esse impasse? Pois prezo muito a amizade dela, mas ja nao estou disposta a continuar passiva diante de tanto autoritarismo e grosserias. Ao mesmo tempo eu me sinto magoada tb pq segundo ela conversa sobre tudo com uma amiga dela, sendo que eu sempre esperei que ela agisse assim comigo, sem tanta reserva ou instinto de defesa. Para mim, ouvir isso dela foi o mesmo que atestar que em mim ela nao confia.
Alguem pode me ajudar?

Me entendi melhor depois de ler esse artigo, não me considero tão tímida, mas sou muito introvertida, quando converso com pessoas que falam demais me sinto cansada e me estresso com facilidade também.

Nossa, isso tudo é 99% eu!!!

Todos me chamam de velha, fala que sou sem paciencia com as coisas. Esse texto me ajudou a me entender. Fica a dica de um ótimo livro. "O poder dos quietos"

HEHE afinal não sou o único. Apenas o 8 é discutível para mim. Se estiverem a olharem para mim é de morrer, se estiverem a olhar para portáteis ou telemóveis é mais fácil.

Existe um livro chamado "Silêncio: O Poder dos Introvertidos num Mundo Que Não Para de Falar" de SUSAN CAIN, recomendo vivamente.

Para o introvertido, ahermeneutica nas impermanencias é abstinencia de alma. A WEB É O FIM DA VIAGEM DE MARCO POLO. E CARMA É SENTEÇA SEM JUSTIÇA.

O "ser" introvertido vai muito além de tudo isso. É uma condição. Eu posso ser extrovertido, mas, por alguma razão da vida, começar a agir dessa maneira. Eu não seria introvertido no caso, são somente as circunstâncias que me obrigaram a agir assim. Desculpe-me mas esses "sinais inconfundíveis" não passam, em minha humilde opinião, de uma mera rotulação.

Sou uma "introvertida nata", o pior é quando confundem isso com "antipatia". O fato de eu não ficar rindo de tudo e todos o tempo todo não significa que não goste de ninguém...

Me identifiquei muito com o texto e também com alguns comentários hahahah Muito bom saber que tem mais gente como eu, do que eu pensava.

decididamente sou introvertido

Triste e deprimente é quem faz esse tipo de comentário. Isso tem um nome, ignorância!

O item 13 contradiz o item 8.

minha descriçao completa esta ai...trite isso

tenho um pouquinho de cada item, uns mais outros menos. O texto e para reflex'ao.

Isso pode não ser simples introversão. O que você descreve tem sintomas de Síndrome de Asperger.

Acabei de ler um livro sobre o tema e a cada vez me interesso ainda mais!
Sou uma completa introvertida e sou tímida também então no meu caso apenas o item n°8 não está certo, de resto é exatamente assim.

Artigo simples e bem legal. Não sei se dá pra dividir entre introvertidos e extrovertidos apenas - há graus entre um e outro.

Sabe o que é interessante? Colocado dessa forma, pessoas introvertidas são descritas como equilibradas, razoáveis e pensativas...

...o que é bem visto. Isso faz com que um monte de gente (posers?) venha e diga que são super hiper mega introvertidos haha!

Meow, sério mesmo? Essa lista descreve o que as pessoas GOSTARIAM de ser e não o que são, de fato.

Quem tiver tempo, depois de ler o texto, leia os comentários pedantes dos "introvertidos" daqui haha.

Eu quero casar com uma menina introvertida como eu... Acho que daria certo pacas. :)

Eu,

Como já foi dito, tem alguma semelhanças com a introversão, mas tem algumas coisas que não são comuns nas pessoas introvertidas, como a 8 e 11. E a 10 não são apenas introvertidos, e sim qualquer que pense um pouco.

Tirando isso, me identifiquei bastante com o resto.

"Gostam de sentar nos lugares onde seja mais fácil descer quando chegar ao destino."
Uma pessoa com pressa faz isso. Muito comum em qualquer um.

Entao em fiz sei o que sou

Eu.

Descreve meu momento atual.

Sempre teve um parente pra me chamar de "bicho do mato".

Simplesmente eu!

Eu me encaixo perfeitamente em todos os quesitos. Já tive muitas complicações na vida por causa disso - principalmente profissionais -, mas hoje finalmente me encontrei. Trabalho em esquema home office e felizmente não preciso interagir com ninguém (só por e-mail); saio de casa pouquíssimas vezes (compro tudo pela internet); a única pessoa que frequenta minha casa é meu namorado, que compreende perfeitamente bem minha necessidade de espaço e de introspecção (tanto que não propôs casamento, pois sabia que eu não ia querer outra pessoa na casa; em vez disso, comprou um apartamento no prédio ao lado do meu).

Desde Fernando Pessoa, nada me descreveu melhor que isso.

Ser introvertido não é ser triste :)

É, gostamos de ser assim.
E não sei se com os outros introvertidos é assim, mas é mais fácil conversar com um desconhecido do que um conhecido comum...pra mim é...
Não sabia dessa da hipotensão, coincidência. Ou ciência, né.

Só não concordo com os itens 8 e 11. Eu não suporta ente extrovertida, ainda mais para namorar. E conversar com 1 pessoa ou falar com 500 dá no mesmo. São pessoas, eu não quero interagir, é cansativo sempre.
Outro ponto, pelo menos para mim e outros introvertidos, é que não falamos na internet. Nunca comentar, conversar no skype, dar sua opinião. Nada de interagir, é tipo um medo de não te responderem, desviarem do assunto, vários motivos.
Acho que outro ponto válido é que geralmente os introvertidos não gostam quando as pessoas ficam tentando puxar eles p/ a 'extroversão' ou livros de 'como deixar de ser tímido'. A maioria gosta de ser assim.

Bullshit dos Psiques (Senhores de nomenclaturas,denominações e afins)... Seria irônico se não fosse imbecil!

Não existe categorização para as particularidades de cada um. Bullshit dos Psiques (Senhores de nomenclaturas,denominações e afins)

O nome disso é Sindrome de Asperger e não é doença. Basta que nos deixem em paz e tudo fica bem.

deprimente.

Realmente, os introvertidos se '' soltam mais '' pelo mundo virtual. Eu li minha vida nesse texto. Muito bom!!!

Isso me pareceu uma postagem de uma pessoa introvertida querendo atribuir todas as suas peculiaridades à isso, e não um texto veridico...

Acho que todas pessoas precisavam ler isso, principalmente essas que pressionam demais esse tipo de pessoa a participar mais do mundo e se socializar. Também, o introvertido muitas vezes não é compreendido ou confundido com o tímido, o que são coisas completamente diferentes. Adorei, me descreveu muito

Olha, após ler esse texto, eu me descobri um pouco mais.

Por favor, não confundam timidez com introspecção. São muito diferentes. :)

Página 1 de 2 (53 comentários)
« Ant. | Primeira | 1 | 2 | | Última | Prox. »

Deixe um comentário sobre o artigo