As pessoas que se preocupam são mais perceptivas e inteligentes

LuisaoCS

As pessoas que se preocupam são mais perceptivas e inteligentes

É verdade que a vida pode ser mais pesada para as pessoas que em geral se preocupam, mas não obstante as dificuldades, a ciência diz que esta propensão é um sinal inequívoco de inteligência. Os apoquentados têm uma forte habilidade para considerar o passado e o futuro em detalhe preciso, e por isso são melhores que outras pessoas para aprender com seus erros passados e para se preparar para ameaças futuras.

Recentemente, alguns pesquisadores detectaram que os cismados são melhores para inferir quando uma pessoa está mentindo e mais rápidos para detectar ameaças como fumaça no quarto à hora de um incêndio. Isso é que são mais sensíveis a seu meio que aqueles que não se preocupam com nada. Agora, um estudo na Universidade McEwan, que envolveu centenas de estudantes, mostrou que se preocupar está relacionado a uma inteligência mais alta.

As pessoas que se autoidentifican como pessimistas ou tendem a pensar em sua própria tristeza também marcaram mais alto em testes de inteligência verbal. Ao que parece, a tendência de levar em conta tudo o que temos ao nosso redor, aliada a nossa própria miséria (sem ser condescendentes) tem efeitos potencialmente brilhantes. Mas há que levar em conta que existem muitas inteligências diferentes, e que o fato de não se preocupar a mais pelo que acontece é também uma de suas formas, e uma das formas da tão cotada leveza existencial. Mas se você for uma dessas pessoas que geralmente se preocupam, pode ter certeza que tem um lado luminoso, também.



Notícias relacionadas:

 

Comentários

Nenhum comentário ainda!

Deixe um comentário sobre o artigo