A OMS cataloga as carnes processadas como geradoras de câncer

LuisaoCS

A OMS cataloga as carnes processadas como geradoras de câncer

Cientistas da Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgaram na Agência Internacional para a Pesquisa do Câncer (IARC) na França uma pesquisa que determina que as carnes processadas agora são catalogadas como elementos geradores de câncer do Grupo 1.

Os carcinógenos do Grupo 1 são substâncias ou exposições geradoras de câncer que se encontram na máxima categoria de risco da OMS. Bacon, salsichas, embutidos e carnes maturadas agora compartilham classificação junto ao plutônio, consumo de fumo e inclusive o vírus do papiloma humano.

Ademais, concluiu-se que as carnes vermelhas se encontram agora no Grupo 2A como "possíveis geradores de câncer".

As carnes processadas diferenciam-se principalmente por serem alimentos que são modificados em sua estrutura molecular com processos de salgamento, cura, fermentação ou defumação com o fim de aumentar sua vida útil ou potencializar seu sabor.

A IARC chegou a dita conclusão após avaliar 800 estudos multicontinentais onde se estabeleceu que o consumo de carnes processadas incrementa o risco de padecer câncer de cólon e outros tipos de tumores devido aos nitratos e hidrocarbonetos aromáticos policíclicos que chegam a compô-las em diversas etapas de sua elaboração.

O achado mais dramático do estudo concluiu que o consumo diário de 50 gramas. de carne processada aumenta o risco de câncer colorretal em até 18%.

Segundo algumas agências de notícias, representantes da indústria da carne se mostraram em desacordo com estas classificações alegando que o câncer é uma doença multifatorial que ademais envolve o estilo de vida e fatores ambientais.

Via | Big History.



Notícias relacionadas:

 

Comentários

Eu como mortadela desde os meus dois anos de idade e estou linda, firme e forte.

Não se atrevam a tirar meu sanduiche de mortadela!!!

Grrrrrr!

Contrate um bom advogado e manda ver um processo numa bisteca.

Ah, não era isso? Desculpa.

Falando sério; com tanto conservante que vai nisso na pratica embalsamam o presunto. É literal.

Eu evito ao máximo esse tipo de comida por motivos de digestão. Foi-se o tempo que tinha um estomago de hiena e comia de tudo. Hoje penso duas vezes quando vejo aquelas salsichas em conserva no buteco.

É como mulher feia, só em ultimo caso e quando ninguém estiver olhando.

(Eu disse em algum momento que ia falar sério?)

Eu li isso ontem... É de longe uma das piores notícias do ano para a minha saúde, porque eu sou muito chegado numa carne processada.

Deixe um comentário sobre o artigo