Chimpanzés selvagens estão usando varas de pesca para recolher algas dos rios

LuisaoCS

Chimpanzés selvagens estão usando varas de pesca para recolher algas dos rios

O domínio da tecnologia pelos chimpanzés avançou para o próximo nível, depois que os pesquisadores descobriram grupos de primatas usando varas para pegar algas de um rio. Descrevendo o comportamento no American Journal of Primatology, os autores do estudo dizem que os chimpanzés engenhosos usam a técnica para acessar uma fonte de alimentos altamente nutritivos que só está disponível em certas épocas do ano.

Os cientistas da Floresta Classificada de Bakoun na Guiné ficaram curiosos quando notaram longas varas próximas as margens dos rios e riachos e decidiram instalar 11 câmeras para investigar como chegaram lá. Para sua surpresa, descobriram que os chimpanzés locais estavam usando as ferramentas para pescar algas dos leitos dos rios.


Curiosamente, as algas que eles estavam pescando pertenciam ao gênero Spirogyra, uma variação que também é consumida por pessoas no norte da Tailândia e referida como tao. Contendo 16,7% de proteína, 55,7% de carboidratos e uma alta concentração de antioxidantes, esta algas é uma excelente fonte de nutrientes, o que explica por que os chimpanzés estão tão interessados nela.

No entanto, enquanto outros chimpanzés como os da região de Bossou da Guiné foram vistos anteriormente usando pequenas varas para colher Spirogyra na superfície dos rios e lagos, em Bakoun a alga é encontrada apenas no fundo dos rios, o que significa que requer um pouco mais de engenho para apanhá-la. Os chimpanzés nesta área, portanto, usam bastões longos, alguns medindo até 4,3 metros de comprimento.

Resumindo, a equipe escreve que esse uso de ferramenta nunca antes vista permite um acesso mais eficiente a um recurso raramente disponível, mas altamente protéico, como as algas, que permite que os chimpanzés floresçam em um ambiente que se outra forma seria mais limitado em alimentos e água.

Via | EurekAlert.


Notícias relacionadas:

 

Comentários

Nenhum comentário ainda!

Deixe um comentário sobre o artigo