Encontram a forma de parar e reverter o Parkinson e Alzheimer

LuisaoCS

Encontram a forma de parar e reverter o Parkinson e Alzheimer

O Alzheimer e o Parkinson são doenças diferentes, pois afetam a diferentes regiões do cérebro e têm fatores de risco genéticos e ambientais completamente díspares. No entanto, a nível bioquímico, ambas doenças neurodegenerativas se parecem. Desta maneira, foi como uma equipe de cientistas da Universidade Emory, em Atlanta, nos Estados Unidos, conseguiu identificar um objetivo potencial para fármacos contra estas doenças: trata-se de uma enzima que impulsiona a neurotoxicidade tanto na doença de Alzheimer como na doença de Parkinson. Bloquear esta enzima conduziria à paralisação do desenvolvimento de ambas condições médicas.

Esta enzima recém descoberta e seu potencial para tratar ambas as doenças foram recolhidas em um estudo publicado na revista Nature Structural and Molecular Biology. Ambas doenças neurodegenerativas se caracterizam por uma proteína capaz de matar as células cerebrais. Esta proteína chama-se alfa-sinucleína na doença de Parkinson (que forma os corpos de Lewy), e tau na doença de Alzheimer (que forma os novelos neurofibrilares).


Os pesquisadores descobriram que a enzima asparagina endopeptidasa ou AEP recorta a proteína tau de uma maneira que a torna mais pegajosa e tóxica; de modo que, inibindo a AEP com um fármaco, resultou ter o efeito de parar e reverter o desenvolvimento da doença em modelos animais de Alzheimer. No novo estudo, comprovaram que a AEP atua da mesma maneira para a alfa-sinucleína, isto é, no Parkinson.

Como era de esperar, os cientistas observaram que a AEP conduzia à agregação de alfa-sinucleína e aumentava sua neurotoxicidade, conduzindo a uma perda de neurônios e déficit motor. Por conseguinte, os ensaios com animais já demonstraram que um fármaco inibidor de AEP conserva a memória e pode ter um efeito preventivo contra a doença de Alzheimer.


Notícias relacionadas:

 

Comentários

Nenhum comentário ainda!

Deixe um comentário sobre o artigo