Arquivo do mês de fevereiro 2012

«Prev || 1 | 2 | 3 |...| 8 | 9 | 10 | 11 || Next»

Computador de 35 dólares estará disponível a partir de 20 de fevereiro

LuisaoCS

Computador de 35 dólares estará disponível a partir de 20 de fevereiro

Lá por maio do ano passado comentávamos sobre a possível fabricação dos mini computadores Raspberry Pi PC, que finalmente devem ter suas primeiras 10 mil unidades nas prateleiras no próximo dia 20 de fevereiro.

O processo de fabricação não resultou muito simples, devido as múltiplas patentes, restrições e impostos para a fabricação de tecnologia no Reino Unido, que provocaram demoras, bem como também alguns componentes que devem ser importados por não serem fabricados nas ilhas britânicas.

Ao contrário do proposto, 25 dólares, o modelo disponível a partir de 20 de fevereiro terá um preço de US$35 (60 reais), que estará equipado com um processador ARM11 de 700MHZ e 256Mb de RAM.

Além do anúncio de lançamento dos primeiros Raspberry Pi PC, difundiram detalhes da estrutura técnica do BCM 2835, modelo de SoC (System on a Chip) fornecido pela Broadcom para estes computadores, através de um PDF.

Via | ArsTechnica.


Clippy, o curta

LuisaoCS

Lembram de Clippy, o assistente do Microsoft Office que passou de uma figurinha animada engraçada a um dos maiores tormentos odiados dos programas para escritório da Microsoft? Pois Guy Collins decidiu fazer um curta-metragem da vida e morte do querido/odiado personagem. (Se necessário clique em CC para exibir o seu idioma)


Três em cada 4 pessoas usam celulares no banheiro

LuisaoCS

Segundo uma nova pesquisa de opinião realizada pela empresa estadunidense 11mark, 3 em cada 4 usuários de celulares costuma levar seus aparelhinhos para o banheiro, assim que não é muito boa ideia comprar um celular de segunda mão.

Muitos (67%) leram ao menos uma vez uma mensagem de texto enquanto faziam força no "boca larga", e 38% inclusive navega pela Internet, dando um novo sentido à expressão "cagando e navegando". 30% dos homens asseguram "não ir ao banheiro sem o celular", em frente a 20% das mulheres.

Quanto ao modelo de telefone, também influi muito em sua funcionalidade e uso. Os usuários de Android são os que mais habitualmente utilizam seus telefones inteligentes sentados no trono (87%) para "descarregar o buffer". São seguidos pelos usuários de Blackberry, e o terceiro posto é para os que usam um iPhone.

Por outro lado, se tem um Blackberry, possivelmente está mais predisposto a atender uma chamada no banheiro (75%) que de um usuário do iPhone (60%). Quanto a outros usos, os proprietários do iPhone, como não podia ser diferente, situam-se no topo entre aqueles que compram merdas aplicativos enquanto "rompem com o tratado de Kyoto" (22%).

De forma que, segundo Nicole Burdette, coautora do relatório, "O último reduto 'privado' que restava, está deixando de sê-lo".

Via | BGR.


Formação de nano quadricópteros

LuisaoCS

Se alguns outros vídeos de quadricópteros já causavam arrepio e admiração, o último experimento do laboratório Grasp, da Universidade da Pensilvânia, é para agarrar a cadeira. Como é possível ver no vídeo (a partir de 0:45), desenharam uma nova versão reduzida dos protótipos, chamados "nano-quadricópteros", que realizam formações ainda mais numerosas e precisas. As cenas resultantes são uma mistura da Guerra das Galáxias e Space Invaders. Que serão capazes de fazer estes enxames de robôs quando aprendermos a programá-los ou ensinarmos a agir de forma independente? Medo!


O instante exato em que uma tribo faz seu primeiro contato com o homem branco

LuisaoCS

Este é certamente um dos mais sensíveis e bacanas documentários já realizados a respeito. Filmado pelo jornalista de vida selvagem Jean Pierre Dutilleux em 1976, mostra o primeiro encontro do homem branco com a tribo dos Toulambis, em Papua-Nova Guiné. A curiosidade e o receio de ambos os protagonistas é simplesmente incrível e latente. Ainda que Jean Pierre se mostre receptivo e não faça nenhum movimento brusco, a qualquer momento existe a possibilidade de que se armem e ataquem a expedição.


Menina de dez anos descobre uma molécula acidentalmente

LuisaoCS

Bem sabemos que na história da ciência as descobertas às vezes não são o fruto de árduas pesquisas senão de golpes de sorte ao acaso que de maneira súbita veem surgir inventos que depois serão celebrados. No entanto, este pode ser o primeiro caso em que dita casualidade aconteceu não com um grande especialista conhecedor de sua disciplina senão de uma menina de dez anos em uma aula de ciência do primeiro grau.

Kenneth Boehr dá aulas em uma escola do Kansas (EUA) e em um belo dia em especial dedicou-se a que seus pequenos alunos brincassem com bolinhas de isopor que simulavam moléculas com as quais formavam estruturas; uma deles, Clara Lazen, tomou então quatro destas esferas e juntou-as para formar um modelo singular, complexo, que chamou suficientemente a atenção de Boehr, que decidiu fazer uma fotografia e depois mostrou a um amigo seu, Robert Zoellner, químico na Universidade Estatal Humboldt. O cientista catalogou a estrutura como inédita, mas ao mesmo tempo viável, e escreveu um artigo a respeito onde batizou à molécula como tetranitratoxicarbono (oxigênio, nitrogênio e carbono). No artigo, por suposto, Clara Lazen figura como coautora.

A molécula não existe na natureza, motivo pelo qual Zoellner teve que sintetizá-la com sucesso em seu laboratório.

Via | PopSci.


Golfinhos e baleias brincam nas águas hawaianas

LuisaoCS

Apesar de que, geralmente, a interação entre diferentes espécies acontece quase sempre ao redor da dinâmica predador-presa, e em outros casos a famosa relação simbiótica, na qual um se beneficiam diretamente do outro, poucas vezes podemos admirar uma comunhão lúdica entre animais selvagens de espécies diferentes. E este foi o caso registrado no Hawaii, quando um golfinho e uma baleia, se uniram para realizar lúdicas acrobacias.

Em águas hawaianas é comum ver uma verdadeira interação entre estas duas espécies, no entanto, especialistas do American Museum of Natural History, ficaram assombrados pela brincadeira das baleias-jubarte (Megaptera novaeangliae) e golfinhos (Tursiops truncatus), durante o qual um golfinho-nariz-de-garrafa é levado de um lado para o outro do nariz da baleia, demonstrando um intercâmbio, ao que parece, puramente lúdico.


«Prev || 1 | 2 | 3 |...| 8 | 9 | 10 | 11 || Next»