Arquivo do mês de fevereiro 2013

«Prev || 1 | 2 | 3 |...| 9 | 10 | 11 || Next»

Lernstift, uma caneta que vibra quando você escreve errado

LuisaoCS

Lernstift, uma caneta que vibra quando você escreve errado

Muitos poderão declarar morta a escrita manuscrita, no entanto, enquanto nossos dispositivos seguirem requerendo eletricidade através de uma tomada para funcionar, sempre haverá espaço para o lápis e o papel. Neste sentido, para ajudar as crianças a escrever melhor, Falk e Mandy Wolsky inventaram o Lernstift, uma caneta -que atualmente está em etapa de protótipo- para polir suas deficiências, que tem a propriedade de identificar os erros na escrita em tempo real, advertindo o usuário mediante uma pequena vibração que está cometendo um erro e que deve corrigir sua ortografia.


Ver muito a televisão reduz a fertilidade masculina

LuisaoCS

Ver muito a televisão reduz a fertilidade masculina

Passar mais de 20 horas à semana diante da tela do televisor está relacionado a uma baixa contagem de espermatozóides em homens, segundo uma pesquisa da Universidade de Harvard (EUA) que acaba de ser publicada na revista British Journal of Sports Medicine.

O estudo, realizado com jovens entre 18 e 22, mostra que a concentração de células reprodutoras é menor no sêmen dos que tendem a levar uma vida sedentária. Ao contrário, os sujeitos fisicamente ativos, que praticam 15 ou mais horas de exercício intenso à semana, por exemplo jogando o futebol ou basquete, têm uma quantidade de espermatozóides 73% maior.

Os motivos pelos quais ver televisão reduz a produção de esperma ainda não estão claros, mas Audrey Jane Gaskins e seus colegas sugerem que poderia ser devido a que depois de muitas horas no sofá aumenta a temperatura no escroto, e os espermatozóides precisam de temperaturas mais baixas para se formar adequadamente. Em qualquer caso, os autores do estudo concluem que para melhorar a fertilidade masculina seria conveniente praticar alguma atividade física.

Via | Veja.


Normalmente acordamos de bom humor?

LuisaoCS

Normalmente acordamos de bom humor?

Segundo um estudo recente da Universidade de Cornell (EUA) baseado no acompanhamento da atitude e do estado de ânimo de 2,4 milhões de usuários do Twitter de 84 países, a maioria das pessoas acordam de bom humor, mas o sorriso esvaece dos lábios à medida que o dia avança. Este efeito, dizem os autores, é independente do contexto cultural.

Até agora os autores eram conscientes de que existem emoções cíclicas como o entusiasmo, alerta, medo ou enfado. Mas os ritmos afetivos foram estudados em grupos pequenos e bastante homogêneos, e sem possibilidade de observar em longo prazo as mudanças horárias. O uso combinado do Twitter junto com um software que monitora a linguagem permitiu dar um passo a mais neste tipo de pesquisa, e revelou que as atitudes mais positivas são detectadas à primeira hora da manhã e ao se aproximar da meia noite.

Por outro lado, a ciência também demonstrou que para melhorar o bom humor matutino há várias estratégias úteis. Assim por exemplo, vários estudos recentes sugerem que praticar sexo pela manhã faz com que as pessoas se sintam mais felizes, além de fortalecer o sistema imunológico, evitar resfriados e melhorar a qualidade do cabelo, da pele e das unhas.

Via | mnn.


Em que países usam mais o cinto de segurança?

LuisaoCS

Em que países usam mais o cinto de segurança?

França, com 97% de uso do cinto de segurança por parte dos ocupantes dos assentos dianteiros dos carros que circulam por suas estradas, é o lugar do mundo onde regularmente mais aplicam esta medida de segurança ao volante. Em segundo e terceiro vem a Noruega e Canadá, com uma taxa de 91%.

O cinto de segurança reduz em mais de 45% o risco de morte no banco da frente e de 25 a 75% o risco de morte no banco traseiro. Não existe um estudo que aponte o percentual de uso do cinto no Brasil, mas diante das consequências é possível afirmar que este número é bem baixo. Já na Europa, o Conselho de Segurança no Transporte diz que a média de uso do cinto nos assentos dianteiros dos veículos supera os 76% dos viajantes. Veja o top 10:

  1. França (97%);
  2. Noruega (91%);
  3. Canadá (91%);
  4. Suíça (89%);
  5. Finlândia (89%);
  6. Portugal (88%);
  7. Holanda (86%);
  8. Espanha (86%);
  9. Dinamarca (84%);
  10. EUA (81%);

Como lavar as mãos no espaço?

LuisaoCS

Do departamento de conhecimentos que a gente nunca sabe e que é sempre curioso aprender como é feito, por cortesia de Chris Hadfield, que nos mostra como fazem para lavar as mãos no espaço, neste caso respondendo a perguntas de estudantes. Spoiler: com água e sabonete, por surpreendente que pareça.


As curiosas esculturas de papel de Li Hongbo

LuisaoCS

Recebi do amigo Julio Cesar, via e-mail, o link com este vídeo no qual falam do trabalho de Li Hongbo. Nunca havia visto nada parecido, suas obras são compostas de milhares de folhas de papel sobrepostas entre as quais cola em lugares calculados estrategicamente. Depois, para criar as esculturas, usa uma serra elétrica e o resultado é realmente incrível.


A que idade somos mais empáticos?

LuisaoCS

A que idade somos mais empáticos?

Um novo estudo realizado com 75.000 adultos chegou à conclusão de que as pessoas de meia idade são capazes de sentir mais empatia que os jovens e os idosos. Isso significa que são mais propensas a responder emocionalmente ante as experiências alheias e de colocar no lugar dos demais para tratar de compreendê-los.

O estudo, publicado no Journals of Gerontology: Psychological and Social Sciences, assegura que a evolução da empatia humana ao longo da vida adulta tem forma de "Ou" invertido, atingindo seu máximo em torno dos cinquenta anos de idade. Segundo Ed O'Brien, pesquisador da Universidade de Michigan e coautor do trabalho, esta evolução deve-se a que as habilidades cognitivas e as experiências acumuladas durante a primeira etapa da vida adulta melhoram a função emocional; no entanto, quando a capacidade cognitiva começa a se deteriorar pelo envelhecimento, a habilidade para empatizar também é afetada.


«Prev || 1 | 2 | 3 |...| 9 | 10 | 11 || Next»