Arquivo do mês de julho 2016

«Prev || 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 || Next»

Isto é voar baixo com um helicóptero

LuisaoCS

Não sei muito bem se o piloto é um louco como diz o título do vídeo; na verdade me parece um tipo que sabe muito bem o que faz, já que de fato é um vídeo publicitário do helicóptero. Mas mesmo assim é impressionante o domínio que tem do Bo 105 que pilota. Em algumas tomadas vai penteando a erva com a parte traseira dos esquis.


Futurama com atores reais

LuisaoCS

Simpático e inquietante ao mesmo tempo este falso trailer criado por fãs com as bênçãos de Matt Groening e a 20th Century Fox. Falar a verdade nunca gostei muito do esquisito seriado, mas essas maquiagens e cosplays do Professor Farnsworth e da Leela ficaram bem convincentes.


Achar que você sabe muito sobre um tema é uma forma de autoengano

LuisaoCS

Achar que você sabe muito sobre um tema é uma forma de autoengano

Não importa que tão a fundo conheçamos um tema: nosso cérebro pode enganar-nos para fazer-nos achar que sabemos mais do que sabemos realmente. Uma equipe de psicólogos da Universidade de Cornell realizou um experimento a respeito de um fenômeno chamado "overclaiming", que poderíamos traduzir como superestimativa dos próprios conhecimentos, com frequência com o objetivo de demonstrar que somos mais prontos do que somos em realidade...

Os participantes do estudo deviam qualificar a si mesmos em uma série de temas, e depois deviam qualificar quão bem manejavam 15 termos especializados dos temas que supostamente conheciam melhor. O que não sabiam é que três destes termos eram falsos. A pesquisa deixou evidente que se um participante dizia que conhecia muito bem certo tema, tinha mais probabilidades de afirmar que conhecia algum dos três termos falsos, isto é, de soperestimar seu próprio conhecimento.


Esculturas ferrofluido

LuisaoCS

Os ferrofluidos, fluídos com filamentos de metal suspensos, quando ficam sob a influência de um campo magnético, se tornam fortemente magnetizados e tendem a criar estruturas sólidas complexas. Veja esta experiência em vídeo que usa ferrofluido, um forte ímã de neodímio e parafusos de metal.


Porque todos deveríamos agradecer as correções, ou o problema dos especialistas

LuisaoCS

Porque todos deveríamos agradecer as correções, ou o problema dos especialistas

Não a correção política, obviamente. Mas ainda que possa parecer que isso compromete nossa reputação, devemos permitir que nossos parceiros nos corrijam. Que as esposas retifiquem o GPS interno de seus maridos, que os namorados afiram a bússola desreguladas de suas namoradas. Isso evitará que cometamos tantos erros. Também é bom que deixemos que colegas, pais, parentes e inclusive desconhecidos nos corrijam.

A melhor forma de detectar erros em um texto que você acaba de escrever, por exemplo, é submetê-lo ao escrutínio de outros olhos, ou então lê-los novamente mais tarde ou no outro dia. Por isso a Lei de Linus é tão poderosa. Inclusive se o leitor for leigo, vai acabar descobrindo erros que passarão despercebidos pelos especialistas (precisamente porque os especialistas corrigem pouco).

O hábito é um grande amigo, pois nos poupa tempo e muito esforço mental. Mas também pode matar nossa capacidade de perceber situações novas. Após um tempo só vemos o que esperamos ver. Passamos roçando as coisas e não vemos os detalhes, senão os padrões gerais. É como se fosse uma espécie de leitura dinâmica presente no nosso cotidiano.


Este acabamento no piso de concreto imitando madeira é totalmente impressionante

LuisaoCS

Nada como um belo piso de madeira genuína para dar um toque de classe para uma casa . Mas, como a maioria das coisas elegantes, pisos de madeira não são baratos, mesmo que você escolha uma imitação, que com o tempo acaba resultando ainda mais caro. É por isso que o pessoal de uma empresa chamada Decorative Concrete Kingdom surgiu com uma alternativa. Eles inventaram uma forma engenhosa para emular pisos de madeira no piso de concreto, e à primeira vista você jamais diria que não são realmente de madeira.

A aplicação não é muito simples e requer um monte de tempo e trabalho, mas parece que é muito mais barato do que o material real. E além disso é mais difícil de riscar do que a madeira autêntica! Portanto, você não apenas economiza financeiramente senão que também aplica um material de grande durabilidade.


Como os preservativos são feitos

LuisaoCS

Um segmento curioso e já clássico de "Como faz", que mostra o processo de transformação da borracha de látex em preservativos. Não temos certeza de que cenário do mundo real eles estão tentando simular com esse teste de dilatação, mas eu quase tenho certeza que eles só fazem isso por pura diversão.


«Prev || 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 || Next»