Arquivo do mês de agosto 2016

«Prev || 1 | 2 | 3 | 4 | 5 || Next»

Um jetpack de 1962

LuisaoCS

Este ano e o interior foi farto em novas tecnologias que apresentaram objetos voadores pessoais, como o Jetpack Aviation e o Flyboard Air, mas engana-se quem pensa que são tecnologias atuais. Na verdade o primeiro funcional como conhecemos foi divulgado em 1962, quando era chamado de cinto voador, que fez à humanidade sonhar com mochilas voadoras menores, mais duradouras e mais eficazes nas décadas seguintes. Pois 50 anos depois avançamos um pouco em autonomia, mas não muito.


Este pássaro biônico parece e voa como um pássaro real

LuisaoCS

Sabe o que torna a tecnologia muito divertida e emocionante? Você nunca sabe o que vai surgir de novo. O caso em questão é este novo robô em forma de pássaro apropriadamente chamado de "pássaro biônico". Como você vai ver no vídeo abaixo, este pássaro voa exatamente como sua contraparte real. O site oficial diz que o pássaro biônico foi desenvolvido com micro-tecnologia i que permitiu que seu peso seja de apenas 10 gramas e que imita a subida de uma águia, bem como o adejo rápido de uma andorinha.


As células do corpo emitem luz antes de morrer, assim como supernovas no espaço

LuisaoCS

As células do corpo emitem luz antes de morrer, assim como supernovas no espaço

O cientista alemão Fritz Albert Popp, continuando o trabalho de Alexander Gurwitsch, conseguiu comprovar faz mais de três décadas que os seres humanos (e todo os seres) vivos emitem luz. Popp teorizou que estas emissões de luz débeis, as quais designou "biofótons", tem um papel importante na comunicação celular, articulando literalmente uma linguagem de luz que intervém na organização de diferentes funções. Suas descobertas sugerem que o nível de coerência destas emissões biofotônicas correlaciona com o nível de saúde de um organismo.

Certas doenças podem ser identificadas por padrões de emissão caótica, segundo explicou Popp em uma entrevista à jornalista Lynn Mctaggart, que publicou esta informação em seu livro "The Field". Recentemente, segundo publicou a revista de tecnologia do M.I.T., o cientista Sergey Mayburov, confirmou que as emissões biofotônicas intervêm em algum tipo de comunicação celular.


Como faz: um bumerangue fosforecente para você jogar a noite

LuisaoCS

O canal La Fabrique criou um guia de DIY para a construção de um bumerangue fosforescente brilhante. Ainda que não seja necessário ser um grande marceneiro para fazer o brinquedo, é preciso uma certa manualidade para moldar o bumeranque com três réguas de madeira e depois anexar pequenas pastilhas brilhantes. Muito simpático o vídeo!


Sinta-se insignificante com esta comparação de planetas e estrelas

LuisaoCS

Por muito que tratemos do imaginar, conceber as dimensões do universo é uma tarefa estéril: simplesmente os feitios cósmicos são tão gigantescas que resultam impossíveis de imaginar. Nem sequer podemos nos aproximar. No entanto, para começar a assimilar quão incomensurável é o universo existem vídeos tão ilustrativos como o que encabeça esta entrada. Realizado pelo youtuber morn1415, o vídeo mostra comparações de tamanho entre a Lua e outros corpos celestes, para transladar pelo tamanho a escala de outros planetas e estrelas.


Tubarão da Groenlândia poderia ter 400 anos, o animal mais longevo do mundo

LuisaoCS

Tubarão da Groenlândia poderia ter 500 anos, o animal mais longevo do mundo

Cientistas dinamarqueses dirigidos por Julius Nielsen descobriram que uma espécie de tubarão tem uma longevidade que os coloca como a espécie mais idosa do mundo. Segundo seus estudos os tubarões da Groenlândia ou tubarões boreais (Somniosus microcephalus) poderiam atingir até os 500 anos de idade, o que desloca a outra espécie nórdica, de baleias neste caso.

A equipe dinamarquesa conseguiu datar a idade dos tubarões, ainda que com uma certa margem de erro; anteriormente achavam que era impossível determinar sua idade como necessitam de anéis calcificados de crescimento como outros vertebrados, sendo seu esqueleto pura cartilagem. A medida foi alcançada através da radiação nos olhos dos animais, uma medida que tomou como base as partículas radioativas que foram bombardeadas durante provas nucleares na década dos 50 e 60. As partículas entraram à corrente alimentar e são mostradas como formas de carbono radioativo nos organismos.

Um dos tubarões que foram capturados revelou ter pelo menos 270 anos, mas a equipe calcula que a margem de erro indica que poderia chegar a ter até 400 anos.

O que é ainda mais interessante e preocupante é que este tubarão, que vive em águas profundas e geladas, não é sexualmente maduro até alcançar 150 anos de idade, o que implica em um grande risco de extinção. E esses tubarões devem enfrentar uma grande lista de espera até que possam "ser reproduzidos".

Via | Guardian.


Nat Geo apresenta uma série sobre a primeira missão tripulada a Marte

LuisaoCS

Como se fosse um "mockumentary" (não há como traduzir isso, algo como um falso documentário, ou gênero que imita os códigos e convenções desenvolvidos pelo cinema documentário em uma obra de ficção), "Mars" é uma mini-série de seis capítulos que estreará em novembro de 2016 e que abordará como poderia ser nossa primeira missão tripulada ao planeta vermelho.

O melhor é que na série aparecem entrevistas de personagens reais, como Elon Musk (que assegura que morrerá em Marte), Neil deGrasse Tyson (nosso novo divulgador científica, com licença de Carl Sagan) ou Peter H. Diamandis (co-fundador da Universidade da Exclusividade). O mais inquietante é que talvez tudo isto se torne realidade muito antes do que cremos.


«Prev || 1 | 2 | 3 | 4 | 5 || Next»