«Prev || 1 | 2 | 3 |...| 123 | 124 | 125 || Next»

Por que as impressões digitais são únicas?

LuisaoCS

O canal Minute Earth explica a ciência por trás das impressões digitais: como elas são formadas, por que elas desenvolvem seus padrões individuais e a matemática sobre por que não se reproduzem na natureza. É bem detalhado e faz você se perguntar como eles descobriram tudo isso?


As experiências reais que inspiraram Frankenstein

LuisaoCS

O romance de Mary Shelley, Frankenstein, foi escrito em 1818 e publicado em 1820. O livro era ficção, mas trazia ao público questões de ciência, filosofia e ética de uma maneira que as explicações da ciência dura não alcançavam. No entanto, as discussões sobre a natureza da vida e da morte e o que o homem e seu conhecimento poderiam fazer a respeito estavam na primeira linha da ciência na época, devido a alguns experimentos muito reais, semelhantes aos do Dr. Frankenstein. Vox aborda neste vídeo como os cientistas da época estavam empurrando os limites da própria vida.


A Carne faz bem para o ser humano? É realmente saudável?

LuisaoCS

Os humanos são onívoros e comer carne sempre foi uma forma rápida de adicionar nutrientes às nossas dietas. Pelo menos esse foi o caso durante a maior parte da história. No mundo moderno, a carne é mais fácil e amplamente disponível do que nunca, e também eliminamos muitas outras preocupações com a saúde que reduziam o tempo de vida. Então, agora precisamos considerar o que é melhor comer para uma vida longa e saudável quando temos uma escolha quase ilimitada de alimentos. O coletivo Kurzgesagt expõe o estado da pesquisa sobre a quantidade e os tipos de carne que são bons para a saúde humana. A aula de carne termina às 8:45 e depois se torna um anúncio.


O pé humano é um desastre de design

LuisaoCS

Os pés humanos não funcionam muito bem em comparação com os de outros animais. Isso aconteceu porque decidimos andar dois pés que já eram perfeitamente bons para escalar árvores. Nós tivemos que viver com as consequências desde então.
Com base nas leis da seleção natural, com tempo suficiente nossos pés teriam evoluído e se adaptado para melhor apoiar a nova maneira de locomoção. Talvez tenhamos interferido nesse processo de evolução depois que inventamos os sapatos.


Como funciona a hanseníase

LuisaoCS

A lepra, a mais antiga das doenças, é agora conhecida como doença de Hanson. Não está extinta, mas agora é tratável. Esse não foi o caso daqueles que contraíram a lepra há milhares de anos, ou até mesmo cem anos atrás. Mas mesmo que possamos curá-la, ainda há muito que não sabemos sobre a doença, como você vai descobrir neste vídeo de Seeker. Aviso: Algumas imagens podem ser perturbadoras.


Comer este alimento antes de dormir é bom para a saúde (e não engorda)

LuisaoCS

Comer este alimento antes de dormir é bom para a saúde (e não engorda)

O consumo de alimentos ricos em proteínas antes de dormir pode produzir um efeito benéfico sobre a qualidade dos tecidos musculares e o metabolismo, bem como melhorar o estado de saúde em geral, sugere uma pesquisa realizada por especialistas da Universidade Estatal de Flórida.

No estudo, cujos resultados foram publicados em setembro passado na revista British Journal of Nutrition, participaram mulheres jovens maiores de 20 anos que levavam um estilo de vida ativo. As voluntárias consumiram porções de queijo cottage entre 30 e 60 minutos antes de ir dormir para que os pesquisadores pudessem analisar o impacto que este hábito alimentício tinha sobre a saúde.


Estudo indica que pessoas que falam sozinhas não são loucas, somos gênios

LuisaoCS

Quando eu era adolescente minha mãe dizia que eu parecia louco sempre que falava comigo mesmo. Olha só quem reclamava: a mulher que dava "Boa Noite" para o Cid Moreira.

Eu gostava de conversar comigo mesmo, em certas situações, porque vocalizar meus pensamentos me ajudava a concentrar e a organizar minhas idéias um pouco melhor. Eu também gosto de andar, resmungando para mim mesmo, quando estou com o cérebro ebulindo.

De acordo com uma pesquisa de 2016, no entanto, falar sozinho não é sinal de loucura, e, na verdade, proporciona vários benefícios. Como afirmei acima, falar consigo mesmo pode realmente ajudar a organizar os pensamentos:


Epigenética: como nossa saúde e nossos traumas são herdados a nossos filhos

LuisaoCS

Epigenética: como nossa saúde e nossos traumas são herdados a nossos filhos

Nos últimos anos a epigenética demonstrou que nossa concepção da herança como somente limitada ao DNA é errônea, já que é possível transmitir experiências a nossos filhos, as quais não se inscrevem no DNA. O vídeo no final deste post mostra como funciona um singelo exemplo na epigenética.

No caso de uma série de ratos de laboratório que receberam eletrochoques quando eram expostos a acetofenona, as seguintes gerações também desenvolveram neurônios sensíveis a este cheiro de frutas, transmitindo assim sua experiência do temor a este sinal, algo que evolutivamente poderia ser muito útil.


Este vídeo nos permite ver como seria voar sobre o Monte Sharp de Marte

LuisaoCS

Cada região representa um período diferente na história do Monte Sharp, que se eleva a uns 5 quilômetros da base da Cratera Gale, no seguinte vídeo: uma animação que é um percurso aéreo por esta região que os cientistas da Curiosity desejam visitar para aprender mais sobre a história da água na montanha, que foi secando lentamente à medida que mudava o clima.

O Monte Sharp de Marte é o local que o rover Curiosity da NASA está escalando desde 2014. Compreender como ocorreram estas mudanças no local pode proporcionar novas perspectivas sobre por que a água desapareceu de Marte faz milhões de anos.

A cratera Gale formou-se pelo impacto de um meteorito no princípio da história de Marte, e posteriormente ficou cheia de sedimentos transportados pela água. Este material precedeu a mudança climática em massa no planeta, que introduziu as condições áridas que prevaleceram em os últimos 3,5 bilhões de anos. Esta cronologia indica que o vento deve ter desempenhado um papel em esculpir a montanha.


Sugestão da neurociência: se quiser escrever bem, não deixe de escrever

LuisaoCS

Sugestão da neurociência: se quiser escrever bem, não deixe de escrever

Para a realização de um estudo publicado pela revista NeuroImage, há um par de anos, sobre a relação entre o cérebro e a criatividade, fizeram ressonâncias magnéticas que comparam o cérebro de escritores experimentados com o de escritores novatos. Os resultados são surpreendentes.

Em primeiro lugar selecionaram 20 escritores com ao menos 1 década de experiência -pessoas que escrevem em média 21 horas à semana- e 28 escritores principiantes -que escrevem ao redor de 1 hora à semana-. Os 48 voluntários da pesquisa receberam o princípio de uma história para que primeiro fizessem um brainstorm de ideias para um possível final, e posteriormente pediram que escrevessem a história em um lapso de 2 minutos, enquanto todos eles se encontravam conectados a um escaner cerebral.

Os resultados assinalaram que o córtex frontal do cérebro dos escritores mais experimentados mostrava maior atividade, particularmente na área relacionada com a linguagem e a seleção de metas. Esta área do cérebro humano está associada com o processamento da linguagem emocional, por exemplo, a interpretação dos gestos. Isto poderia significar que os especialistas têm uma maior capacidade de entrar em contato com a parte emocional da escrita e da linguagem.


«Prev || 1 | 2 | 3 |...| 123 | 124 | 125 || Next»

Links: