«Prev || 1 | 2 | 3 | 4 |...| 71 | 72 | 73 || Next»

Vídeo zen mostra como fazer macarrão de espinafre

LuisaoCS

A massa do macarrão já não tem muito segredo: é composta de trigo, ovo, óleo de soja, água e, lógico, espinafre batido. Mas daí mostrar as habilidades deste chefe de comida de rua de Xian, na China, já são outros 500. Para começar não é coisa simples abrir a maça em uma folha fina do tamanho de um lençol de casado, dobrar habilmente e cortar "couve" com um cutelo afiado (ai meu dedo!) para formar o famoso macarrão chinês de espinafre. Pule para 8:05 se você quiser ver apenas as habilidades de chefe.


Como construir um cadeado gigante de papelão e de passagem aprender como funcionam

LuisaoCS

Este instrutivo vídeo mostra como construir passo a passo um cadeado gigante de papelão com ferramentas comuns. É um cadeado completamente funcional exceto porque devido a seu tamanho não seria muito seguro. Para abrí-lo é necessário uma chave especial que há que desenhar sob medida.

Assim como as fechaduras metálicas este modelo utiliza cinco tambores com pinos que se ajustam a diferentes alturas e são empurrados mediante berços. A forma da chave correta desloca cada pino ao lugar exato no tambor; quando todos estão alinhados é quando pode ser girado e aberto. Ainda que o modelo seja muito rudimentar, também é divertido e muito instrutivo. Comporta-se como um cadeado normal e a parte mecânica é basicamente idêntica.


800 belugas à vista de drone

LuisaoCS

Não faz muito tempo e cenas como essas eram raríssimas e necessitavam de toda uma equipe de apoio para que fossem registradas. Agora com um simples drone é possível avistar ao norte da ilha de Baffin, na região do Ártico canadense este cardume sem igual. O espetáculo é maravilhoso e não há palavras que possa descrever a cena.


É duro ser boneco de teste, mas é bem mais duro ser boneco de teste da NASA

LuisaoCS

Tenho aqui algumas tomadas bastante interessantes da dura vida dos bonecos de provas em seu dia a dia nos laboratórios do Centro de Pesquisa Langley da NASA. Principalmente são utilizados para comprovar as medidas de resistência e segurança de aviões e veículos espaciais. O que inclui impactos contra paredes, solo e água.

Tal e qual explicam os engenheiros, estes simpáticos e sofridos ajudantes mecânicos são repletos de sensores em diversas partes do corpo para calcular a potência dos impactos e os possíveis danos que causariam as diversas forças às pessoas.

Dizem que normalmente todos os danos acontecem entre 1 e 4 décimos de segundo depois do instante do impacto. Por esta razão os instrumentos têm que ser muito rápidos gravando os dados com uma alta frequência de amostragem, para acumular todos os possíveis nesse tempo.

Que tudo seja tão rápido também é a razão pela qual os diversos sistemas de segurança como os airbags dos carros tenham que agir em poucos milésimos de segundo. Mais tarde todo o dano já aconteceu. Em algumas regiões dos corpos dos bonecos colocam mais sensores do que o normal (por exemplo o pescoço) para analisar diferentes tipos de danos.

Entre as provas que realizam em Langley estão colisões de cabines de avião, helicópteros e inclusive testes da cápsula Orion da NASA quando desce sobre a água. Isto permite saber que velocidades e ângulos são mais e menos seguros para os astronautas e se seus trajes e capacetes serão suficientes ou seria necessário outra camada de reforço.


Propagação do som com insetos

LuisaoCS

Este breve e simples vídeo me pareceu uma maravilha. Dois amigos sentados na margem de um lago ao entardecer comprovam como baratas-d'água, sobre a água, reagem ao som. Cada vez que um deles grita, os insetos reagem em cadeia e podemos ver a onda propagar sobre a superfície. Genial! Estes corixídeos são bem conhecidos por pescadores experientes: se acaso você notar muitos deles em um açude ou lago, pode ir embora para casa porque a pescaria não vai render nada.


Acham uma serpente com duas cabeças e dois corações

LuisaoCS

Acham uma serpente com duas cabeças e dois corações

Um criador de serpentes na Flórida teve uma grande surpresa ao descobrir que uma das crias de sua mascote, uma jiboia-constritora, nasceu com duas cabeças. O dono levou o reptil de duas semanas a uma clínica veterinária especializada no cuidado de animais exóticos. Depois de uma radiografia, os especialistas descobriram que, diferente de outros casos de animais bicéfalos que compartilham órgãos internos, este espécime tem dois corações.

Posteriormente com ajuda de um ultrassom escutaram a batida dos corações e confirmaram que ambos bombeavam sangue. Inclusive, conseguiram rastrear o fluxo sanguíneo.


Espetaculares imagens de uma das criaturas marinhas mais antigas do mundo

LuisaoCS

O mergulhador e estudante de biologia espanhol Jorge Moreno Mendoza registrou espetaculares imagens de um predador marinho chamado ctenóforo em uma reserva marinha das Ilhas Canárias.

O ctenóforo é um dos animais marinhos mais antigos do mundo e seu corpo é composto de 97% por água. São animais invertebrados que vivem em águas marinhas e se caracterizam por suas pequenas dimensões. Seu corpo é transparente. Têm forma ovalada, com quatro rabos de pentes que se estendem ao longo de seu corpo e brilham de cor azul esverdeado quando são molestados.

Ainda que guarde uma grande semelhança com as medusas, não picam. Esta espécie compartilha tantas características com o resto dos seres vivos que chegaram a propor a possibilidade de que fossem os ancestrais mais antigos de todas as espécies.


Sofia, a robô, cantando

LuisaoCS

Se você achava que Sofia, a robô, já era muito assustadora antes para ser verdade, dê só uma olhada nisso. A humanoide japonesa dotada de Inteligência Artificial aprendeu a cantar "All Is Full of Love" de Bjork, que, por coincidência, apresentou um robô cantando em seu videoclipe. Salte para 3:48 para ver o cover horroroso, que suspeitamos que foi auxiliado pelo Vocaloid.


Cientista usa estatísticas para predizer quando começará a próxima grande guerra

LuisaoCS

Cientista usa estatísticas para predizer quando começará a próxima grande guerra

Desde o final da Segunda Guerra Mundial, a humanidade viu poucas guerras a grande escala em comparação com os últimos dois séculos. Pesquisadores dos conflitos bélicos referem-se à etapa atual como uma "longa paz" que começou a uma nova era livre de conflitos. Mas uma nova análise sugere que nossa relativa paz é só uma aberração estatística e outra grande guerra poderia estar à volta da esquina.

Antropólogos e politólogos argumentaram que vários desenvolvimentos do século XX reduziram o risco de conflitos de grande escala, incluída a expansão da democracia, o fim do comunismo e uma maior interdependência econômica e a ameaça da aniquilação nuclear mútua.


Um drone permite gravar como baleias jubarte capturam krill com bolhas

LuisaoCS

Um drone permite gravar como baleias jubarte capturam krill com bolhas

O vídeo foi feito a uns 200 quilômetros da Península Antártica ocidental por um drone, como parte de um projeto dirigido por David Johnston da Universidade de Duke em Durham. As baleias alimentam-se ali todo o verão, acumulando provisões de gordura. Precisam fazê-lo, porque depois emigram a sua zona de reprodução no Golfo do Panamá e não voltarão a comer até que regressem à Antártida, seis meses depois. O que capturou o drone uma complexa técnica de caça.


«Prev || 1 | 2 | 3 | 4 |...| 71 | 72 | 73 || Next»

Links: