«Prev || 1 | 2 | 3 |...| 14 | 15 | 16 | 17 || Next»

Hollywood entra na guerra entre Apple e Adobe

LuisaoCS

Apple versusFlash

Hollywood tem entrou de cheio na guerra entre Apple e Adobe pelo Flash. Duas grandes companhias como a Universal e Time Warner se posicionaram a favor da Adobe e comunicaram que não têm intenção de converter suas coleções para o H.264 porque não é economicamente viável com Flash dominando a rede, ainda que parece que estão omitindo a grande extensão que está tendo H.264 durante os últimos meses.


Defraggler, para colocar seu HD em ordem

LuisaoCS

Defraggler

Quem não conhece hoje em dia o utilíssimo CCleaner não sabe o que está perdendo. Sem exageros, sou até capaz de arriscar a dizer que este ótimo programinha, cujo tutorial você pode ler aqui, foi um divisor de águas na manutenção de computadores. Pois bem, se você gosta do CCleaner, possivelmente gostará de experimentar o Defraggler, também do grupo Piriform, um desfragmentador de disco muito leve e portável que colocará em ordem todos os bits de nossos discos rígidos brindando um pequeno aumento de velocidade depois da desfragmentação.


Rekonq, um navegador que dará suporte a extensões de Chrome e Firefox

LuisaoCS

Rekonq

Há alguns dias descobri este navegador multiplataforma leve e ideal para PCs com poucos recursos. O Rekonq, que utiliza o motor WebKit -assim como o Chrome e Safari- é bastante conhecido nos meios open source. Você pode baixá-lo aqui.

O interessante deste navegador é que, além de ser muito leve, rápido e relativamente estável, seus programadores anunciaram que, em uma versão futura, terá suporte para extensões do Google Chrome e do Firefox. Como é isto possível? As extensões do Chrome são baseadas em HTML, CSS e JavaScript; já o Firefox por sua vez utiliza o motor XUL, incompatível com o Rekonq. Mas com a implementação do JetPack as extensões passarão a ser baseadas nos mesmos padrões que as do Chrome.

Há muito tempo procuro uma alternativa ao Firefox que me permita usar as suas extensões, se não fossem por elas há muito já tinha abandonado o barco do FF que só faz água por causa da sua mania de comer memória e consumir recursos descontroladamente. Existe até uma piadinha geek atualmente que diz que o sujeito tem que ser macho par abrir mais de dez abas no Firefox.

Apesar da Mozilla dizer que a versão 4.0 irá resolver este problema, não confio muito pois disseram o mesmo no lançamento da versão 2.2 e 3.0.

Agora resta esperar e ver como darão sequência neste projeto do Rekonq! Quanto mais opções tenhamos os usuários, melhor!

Via | Markus Little Blog.


Steve Jobs responde sobre o VP8 de Google

LuisaoCS

Steve Jobs

AppleInsider enviou um e-mail a Steve Jobs fazendo-lhe a seguinte pergunta: "O que você achou do anuncio do VP8?" Ele se limitou a responder com a URL do artigo de Jason Garrett-Glaser, um programador do x264, que analisou o estado no qual se encontra o codec e chegou a conclusão de que o VP8 WebM é um desastre, resumindo seu veredicto: "O VP8 da Google é mau especificado, lento e vulnerável".


Como usar o diretório de fontes do Google

LuisaoCS

Cansado da mesmice das mesmas fontes de sempre para o seu site? Pois o Diretório de Fontes do Google hospedam 18 tipos de letras; disponíveis de forma gratuita e sob uma licença aberta.

Assim o Google torna especialmente simples o uso deste tipo de fontes mediante a inclusão de uma linha no código HTML de seu blog. Por exemplo, se quiser utilizar a Droid Sans, é só adicionar este código dentro do elemento HEAD.

<link href='http://fonts.googleapis.com/css?family=Droid+Sans' rel='stylesheet' type='text/css' />

Então é possível utilizar Droid Sans em qualquer regra CSS com esta que faz com que todo cabeçalho H1 seja mostrado com esta fonte:

h1 {font-family: 'Droid Sans', arial, sans-serif;}

O código do Google trabalha em quase todos os navegadores atuais, inclusive para o Internet Explorer quando o Google converte as fontes para EOT (Embedded OpenType), um formato do qual a Microsoft é proprietária.


YouPorn também migra para o HTML5 para entrar no iPad

LuisaoCS

Ads YouPorn

Renovar-se ou morrer. YouPorn, um dos sites de vídeos pornô mais emblemáticos, decidiu também mudar para o HTML5 para entrar ao iPad. Não é pela qualidade, melhorias técnicas, nem nada no estilo. Não, é porque o divórcio entre Apple e Adobe afeta diretamente à indústria do entretenimento para adultos, e há que se fazer algo para não perder a freguesia. Em seu portal, YouPorn colocou uma lacônica mas contundente mensagem:


Apple Gianduia, substituto do Flash?

LuisaoCS

Moisés Jobs

Ao que parece, depois de muitas suposições, começam a surgir os reais motivos sobre a declarada guerra de Steve Jobs contra a Adobe. Segundo o Apple Insider, a empresa de Cupertino estaria trabalhando no desenvolvimento de seu próprio framework para aplicações web, o Gianduia.

A Apple já estaria fazendo testes da nova tecnologia em seu serviço de suporte e nos programas de pós-venda de suas lojas de varejo Apple Store. E, acreditem ou não, depois das muitas críticas de Jobs em relação ao Flash por ser uma ferramenta 100% proprietária, o Gianduia será um programa de código aberto. Esta eu pago para ver.

Via | Apple Insider.


Google também vai dar suporte a padrão de fontes na rede

LuisaoCS

Fontes TTF

Ao que parece a equipe de desenvolvimento do Chromium vai implementar o Formato de Fontes Abertas para a Rede, o padrão WOFF por suas siglas em inglês (Web Open Font Format), já nas próximas versões do seu código-fonte. Isso significa que o Google também se junta-se a Opera Software, Mozilla Foundation e Microsoft no suporte ao novo padrão.

Com o futuro acréscimo do WOFF aos navegadores, os webdesigners terão muito mais liberdade para trabalhar com fontes na grande rede, já que assim qualquer família tipográfica passará a ser exibida pelos navegadores.

Atualmente a customização de fontes na Web é limitada a alguns poucos tipos de letras mais comuns que sabemos que vamos encontrar em todo computador, como Arial, Verdana, Times New Roman, ou seja, hoje em dia não adianta nada desenvolver um site cheio de fontes legais se elas não existirem em todos os computadores. O padrão WOFF, que deve inchar um pouquinho os navegadores, tentará acabar com esta limitação.

Via | ZDNet.


Anatomia de um tweet

LuisaoCS

Anatomia de um Tweet

Para o pouco que se pode escrever em um tweet, 140 caracteres, é surpreendente a quantidade de informação oculta que viaja com cada um deles, como se pode ver na ilustração Map of a Twitter status object de Raffi Krikorian, no qual o texto em si vai dentro do bloco de cor rosa ou salmão (maldito daltonismo) do início do código.

E a coisa tende a crescer ainda mais, agora que o Twitter anunciou que pretendem acrescentar metadados aos tweets mediante Anotações.


Vimium, navegador web para geeks

LuisaoCS

Vimium LogoVimium é uma extensão para o Google Chrome que converte o navegador em um "browser para hackers", de acordo com seu site oficial. Como o próprio nome indica a extensão é uma mistura de Chromium e vi, editor de texto avançado muito popular entre programadores. Para quem ainda não conhece, o vi é conhecido por trabalhar com base em atalhos de teclado, já que não utiliza o mouse. Esta é ideia implementada pelo Vimium, a de permitir navegar na web sem a necessidade de usar o mouse.

Alguns dos atalhos mais úteis são:

  • O scroll é substituído pela tecla j, para deslocar-nos para baixo e k para cima (e h e l para esquerda e direita, respectivamente).
  • Ao pressionar J e K movemos-nos uma aba a esquerda e uma a direita.
  • Com t criamos uma nova aba, com d apagamos uma e com u restauramos uma aba fechada.
  • Ao pressionar a combinação zi aumentamos o zoom e com zo diminuímos.
  • Ao digitar yy (duas vezes seguidas y), copiaremos a URL da aba na qual estejamos para a área de transferência.

Uma das funcionalidades que mais gostei é que ao pressionar a tecla f são ressaltados automaticamente todos os links do site e aparecem em cada um duas letras particulares. Ao digitá-las, abrirá automaticamente o link selecionado. E se a princípio escolhemos o f minúsculo o link será aberto na mesma aba, mas se o fazemos com F maiúsculo, abrirá em uma nova aba.

A princípio a extensão pareceu-me uma completa besteira, mas decidi testá-la afinal com dois cliques você a instala. Depois de 15 minutos navegando desta forma já me tinha acostumado aos atalhos (afinal nem são combinações complexas, no máximo há que apertar duas teclas diferentes) e me dei conta que é realmente útil, sobretudo se estamos trabalhando em um notebook ou não temos o mouse instalado por um motivo qualquer. Vale a pena experimentar.

Via | Hacker News.


«Prev || 1 | 2 | 3 |...| 14 | 15 | 16 | 17 || Next»

Links: