Hospedagem Web

PubNDig

Um dos maiores problemas de ser blogueiro no Brasil são os serviços de hospedagem WEB: lentos, deficitários e sobretudo caros. Se seu Blog já fez um relativo sucesso vai entender do que falo sobre o martírio que é identificar uma boa empresa com preços compatíveis a nossa relaidade. Qual o melhor? Quais as características? Qual o mais barato? Qual a melhor relação custo/benefício. Este tópico busca ajudar àqueles que por venturas estejam com algumas destas dúvidas.

Tudo começa quando a gente desiste das limitações das centenas de provedores e ferramentas de hospedagem gratuitas ou pelas inerentes limitações ou simplesmente porque queremos alçar novos voos de forma autônoma. Aí começam as dúvidas: que provedor de hospedagem escolher entre as dezenas de milhares de ofertas? Qual plano melhor se adequa as minhas necessidades? Bem, foi pensando nisso que fiz a seguinte tabela comparativa com quatro grupos de configurações recomendáveis para as diferentes classes de editores on-line. As três primeiras referem-se a soluções para hospedagem compartilhada, enquanto a quarta serve para os editores profissionais que precisam de um servidor dedicado.

Para identificar a qual grupo você pertence é só saber o tráfego mensal de seu site ou ver o tamanho do conteúdo a ser armazenado em disco (espaço em disco) ou ainda o número de bancos de dados. Por exemplo: você pode ter somente um banco de dados, mas se seu conteúdo já chegou aos 12GB, terá que escolher o grupo de Blogueiro Profissional, portanto. Da mesma forma, se você tem 3GB de conteúdo, mas o tráfego mensal estiver ultrapassando os 600GB, é hora de procurar um servidor dedicado.

Blogueiro iniciante:

Contratar o tipo equivocado de hospedagem para seu site pode ser um erro do qual se arrependerá no futuro. Se contratar um serviço além de suas necessidades, vai acabar pagando mais do que precisa. Ao contrário, se a capacidade do provedor for inferior, poderá ficar frustrado pela quantidade de downtimes.

Tenha cuidado na escolha do seu provedor de hospedagens, se você decidiu sair dos serviços grátis não vá logo escolher o pior dos serviços pagos só pelo menor preço. Consulte os critérios de escolha abaixo para não errar.

Blogueiro:

Bem, se você chegou até aqui é porque seu blog ou site está fazendo sucesso. O problema, as vezes, reside em como você veio fazer parte deste grupo. Quase sempre as mudanças de plano vem acompanhada da mudança de provedor. Por isso é muito importante a boa escolha da hospedagem ainda como Blogueiro iniciante para que quando for fazer parte deste novo grupo, mude somente de plano; evitando as chatas recuperações de backup, configurações, instalações de scripts, etc.

Blogueiro profissional:

Sucesso pleno. Neste estágio é muito importante que esteja seguro do valor de limite do server load do seu servidor. O seu sucesso vai começar a ser um problema para a empresa de hospedagem, pode ter certeza disso.

Aqui começa a sua via sacra, estresse total: ataques dDos, spam, referers russos e chineses apontando para o nada em seu site, etc.

Não demora e a hospedagem, uma vez e outra, começa a tirar seu site do ar com a justificativa de que alguma coisa está errada em seu script. Mentira! Não perca tempo procurando erros. Você chegou a seu limite na hospedagem compartilhada. Agora é "vai ou racha". Você decide!

O que acontece é que somente interessa as empresas de hospedagem ter clientes com pouco tráfego web, assim ela pode "encaixotar" centenas deles em um só servidor. Mas quando um de seus clientes começa a gerar muito tráfego, a primeira coisa que fazem é expulsá-lo dali com ditas justificativas.

Propaganda enganosa: Os provedores de hospedagem que divulgam planos sem limite de armazenamento e de banda (tráfego) estão fazendo propaganda enganosa. Nenhuma delas tem capacidade para fazer isso. A crítica não é a imposição das limitações, mas sim á hipocrisia de oferecerem um serviço que não podem atender.

Profissional:

Parabéns, poucos tem a coragem de chegar até aqui, a maioria desiste no meio do caminho.

O primeiro fator a levar em conta em um servidor dedicado é que você vai gastar ou trabalhar muito mais. Se você tem conhecimento em informática de forma a poder gerenciar seu servidor, economizará uns bons dólares ao mês; do contrário terá que contratar um técnico ou amigo para fazer isso, nem que seja pelo menos as configurações iniciais necessárias ao bom funcionamento do servidor.

A maioria dos provedores de servidores dedicados tem planos desassistidos, ou seja, o suporte cobre somente reboots. Se escolher os planos com suporte total os valores podem até triplicar.

Os planos de servidores dedicados são divididos por tipos de equipamentos, quanto mais potente mais caro. Tudo aqui é cobrado: vamos supor um exemplo de um servidor "basicão" com um processador Celeron 2.0 com 80GB de HD e 512MB de RAM, com limite de transferência de 750GB, custe 50 reais ao mês. Se você quiser turbiná-lo, acrescentando outro HD, memória e banda, terá que pagar mais.

Utilizando programas clientes para protocolos de rede SSH como o Putty ou o WinSCP, você terá total controle remoto sobre o servidor. Em alguns provedores, inclusive, é possível dar um boot na alimentação da fonte do mesmo sem a necessidade da intervenção de um técnico no local.

Critérios básicos para selecionar um provedor de hospedagem WEB

Abaixo uma lista com os critérios fundamentais para ajudar na seleção do provedor de hospedagem WEB ideal. Estas são todas funcionalidades imprescindíveis que identificam o que deve esperar e exigir de para poupar tempo e estresse.

  1. - Empresa registrada: primeiro de tudo, verifique o CNPJ da empresa de hospedagem junto a Receita Federal, a maioria delas publica o número do cadastro em suas páginas. Não tem CNPJ? Esquece, busque outro provedor.
  2. - Serviço ao cliente: Procure saber como é o suporte. Se tem atendimento via telefone, um Sistema de Tickets ou atendimento via Chat. Desconfie de suportes via MSN e email. Isso só demonstrará a falta de profissionalismo do provedor.
  3. - Peça para ler o contrato e verifique:
    1. se existe alguma cláusula com a percentagem de Uptime (tempo de atividade do servidor);
    2. se existe uma cláusula constando limite de server load (carga do servidor). Se o valor for menor que 0,3 para Grupo 2 ou menor que 0,6 para Grupo 3; não feche contrato;
  4. Reputação on-line: é preferível que a empresa tenha uma boa reputação que pode ser medida com somente uma olhada em detalhes simples como comentários em fóruns, pagerank do Google e tempo de serviço.
  5. - Garantia de devolução do dinheiro: prefira provedores que não cobrem o primeiro mês ou que devolvam o valor pago caso você não goste do serviço;
  6. - Pagamentos mês a mês: prefira hospedagens que tenham planos com pagamento mensal. Pagando mensalmente, poderá mudar para outro provedor sempre que quiser, sem sentir-se obrigado a permanecer na empresa por um tempo fixo. Se depois de alguns meses se sentir seguro com o serviço da empresa e o pagamento anual contemplar um bom desconto, aí sim é hora de considerar o contrato anual.
  7. - Qualidade do painel de controle do usuário: Para gerenciar seus arquivos do site, é necessário um painel de controle amigável e fácil de usar. Ter uma interface que seja clara e compreensível para qualquer um, não somente para geeks, resulta muito importante para evitar o estresse e erros. Peça um demo do painel de controle do serviço e veja se é adequado a seus conhecimentos e necessidades.
  8. - Gerenciamento e suporte para e-mails: Todos os provedores suportam o gerenciamento de e-mails, mas nem todos trazem funcionalidades avançadas como proteção antivirus ou filtros para spam. Averigue também o número de emails que poderá criar dentro de seu domínio.
  9. - Backups: ter backups automáticos de seus dados é altamente recomendável. Se alguma cois ader errado, poderá recuperar seus dados e começar de novo sem perder horas ou até meses de trabalho. Assegura-se de perguntar ao provedor que tipo de dados serão armazenado nom backup (arquivos, base de dados, configurações de servidor, etc.), com que freqüência (diária, mensal) e onde serão aramzenados. Muitos sites tem costume de cobrar pequenas fortunas após saber que o cliente perdeu seus dados.
  10. - Suporte a PHP, Perl, MySQL: Certifique-se que seu provedor de hospedagem suporte de forma completa e explícita às bases de dados PHP, Perl e MySQL. Na maioria dos caso precisará de todos estes elementos para gerenciar um website profissional que requeira customização e scripts avançados.
  11. - Desconfie se a única forma de contato no site da hospedagem for um email.

Melhores provedores de hospedagem WEB

Esta escolha é muito subjetiva e pessoal, por isso vou indicar as que sei que apresentam serviços de extrema qualidade. Por enquanto não vale a pena contratar servidores dedicados no Brasil, os preços são impraticáveis e o serviço é limitado.

  • Modelos de sites: uma das melhores empresas de hospedagem compatilhada no Brasil: barata, simples e funcional.
  • Insite: Particularmente não gosto muito desta empresa. Certa oportunidade tinha que arrumar uma hospedagem o mais rápido possível e tentei um cadastro com eles. Nem responderam, mas me enviaram boletos nos três meses subsequentes. Ainda assim é uma das melhores empresas de hospedagem web do nosso país, apesar da falsa afirmação de que a transferência mensal é ilimitada.
  • UOL Host: Serviço de primeira, ótimo suporte e uptime de 99,5%. O problema é a descarada mentira de transferência mensal ilimitada e bancos de dados MySQL também ilimitados.

Muitos blogueiros brasileiros utilizam os serviços da Blue Host outra empresa que oferece tudo ilimitado por apenas $6,95 dólares. Ela só não promete fazer chover... já o resto. Pois bem, estes mesmos blogueiros não gostam quando dizem que o serviço prestado pela Blue Host só é estavel porque eles não tem grande tráfego WEB, pois a partir do momento que têm, a empresa foge deles como o diabo foge da cruz. Tá pensando em construir um blog de sucesso? Fuja desta empresa.


Já entre as hospedagens com servidores dedicados podemos falar da Media Temple, da ótima ou da Tailor Made Servers, mas vou falar somente de duas que cobrirão a necessidade da maioria dos profissionais da WEB:

  • The Planet: é de longe a melhor empresa de hospedagem WEB do mundo. Profissionais gabaritados para atender as suas necessidades 24 horas por dia. Se você for um profissional WEB dedicado o uptime pode chegar aos 99,9% e o melhor de tudo: os preços dos servidores desassistidos são bastante em conta.
  • Server Pronto: é a empresa de hospedagem WEB com servidores dedicados mais barata que você vai encontrar. O Uptime deixa a desejar, por isso é bom se cercar de scripts monitores do sistema. Também é bom que, ao contratar um serviço com esta empresa, você faça um cartão de crédito limitado ao valor da mensalidade já que eles tem costume de cobrar valores adiantados.

Notícias relacionadas:

 

Comentários

Eu uso um dedicado básico da Hostgator Brasil e gosto muito do suporte deles. O plano inclui suporte (muito bom), em português, e atualizações do sistema operacional.

Já usei o compartilhado deles contratando direto nos EUA. Funciona bem mas experimentava lentidão quando usando bancos de dados MySQL maiores.

Na época que contratei tinha um preço competitivo. Hoje já vi outros mais baratos mas prefiro ficar neles.

Control + D nesse post! Blz!
Tudo que um 'Tyr' queria saber e não tinha pra quem perguntar!

to aprendendo hoje 8D

Deixe um comentário sobre o artigo