Quais conteúdos pagariam os Internautas?

LuisaoCS

Muitos CEOs, sobretudo Rupert Murdoch, consideram que a saída para a grande incógnita que gira em torno da monetização dos serviços na rede passa obrigatoriamente pelos serviços pagos.


Pensando nisso, o pessoal da Nielsen fez uma pesquisa em 52 países diferentes -Brasil no meio- com mais de 27 mil pessoas que revela quantas delas pagariam por diferentes conteúdos na rede (filmes, música, videogames, jornais, blogs e mais).

Conquanto saiba que há muitas pessoas que pagariam por conteúdos realmente novos, inovadores, exclusivos ou que simplesmente não poderiam encontrar em outros cantos, sou um dos que não acredita que os conteúdos pagos sejam a saída porque simplesmente penso que este modelo é exatamente o que existe no "mundo real" e a rede, ao menos como a conhecemos, não se parece em absolutamente nada com este mundo. A rede é sinônimo de liberdade e nela a informação circula com uma rapidez imensurável.

Pesquisa Nielsen

Conquanto os resultados em alguns casos sejam realmente positivos, a realidade é reflexão do que eu disse. A Nielsen revelou que quase 8 de 10 pessoas (79%) deixaria de utilizar um site que cobrasse presumindo que poderia encontrar essa mesma informação sem ter que pagar por ela.


 

Comentários

JOGOS JOGOS JOGOS @_@

Deixe um comentário sobre o artigo