Inicialização do Linux em um segundo

LuisaoCS

Inicialização Linux em 1 segundoQue os tempos de boot do Linux são dos melhores (em linhas gerais) ninguém tem dúvidas. Mas conseguir iniciar o sistema operacional em somente um segundo é algo impressionante.

O mérito é da equipe de MontaVista Software, uma empresa dedicada a comercializar Linux embutido (utilizado principalmente em PDAs, celulares, microporcesadores, etc) e Linux em Tempo Real. Mas seu enfoque não é meramente um RTOS (Sistema operacional de Tempo Real) que rode Linux como uma de suas tarefas, senão que modificaram o Kernel para prover rendimento em um verdadeiro sistema operacional do Linux.

Mas o que realmente nos interessa neste momento é um dos projetos da MontaVista centrado no desenvolvimento de SO Linux que inicia em um segundo ou menos. Um tempo assim é muito ambicioso, e não fica só nas versões embutidas ou de tempo real, senão que pode ser aplicado também em distros convencionais do Linux, já que os processos utilizados são independentes.

Chegar a esta meta foi um processo de três etapas. A primeira, otimizar as coisa mais óbvias, incluindo a inicialização ou a eliminação de controladores desnecessários. Isto por si só já eliminou um tempo de inicialização de 7 segundos.

Na segunda etapa utilizaram um profundo conhecimento do hardware utilizado. Como a inicialização do Linux é um processo seriado, a equipe decidiu aproveitar a DMA (Memória de Acesso Direto) para realizar em paralelo as tarefas do processo de início.

Finalmente otimizaram o carregamento das aplicações (parte do processo incluiu um melhor uso da memória cache para carregar só as partes das aplicações necessárias para serem iniciadas, em vez das aplicações inteiras). Com isto, já chegaram em um tempo ao redor de 1 segundo.

A boa notícia é que ainda que isto tenha sido um trabalho muito específico, a equipe da MontaVista afirma que o processo pode chegar a ser aplicar em processadores de 32 ou 64 bits, já que foi desenhado independentemente da arquitetura. O único segmento ligado ao hardware é o uso da DMA, mas ao que parece é uma tarefa fácil de adaptar a outros equipamentos.

Agora só nos resta esperar que sigam desenvolvendo este processo e implementando em diferentes equipamentos. As vantagens de utilizar um sistema operacional de código livre são muitas, mas se ademais carregar em tempos ínfimos, se converterá em uma alternativa muito desejável.



Notícias relacionadas:

 

Comentários

Já tava na hora de dar uma acelaradinha mesmo e pelo "VISTA" no correr da carruagem, todo pc que se preze já virá com tudo em cima e, mais rápido que um raio.
É esperar prá ver em menos de 3 anos.
Quem quer apostar?

Deixe um comentário sobre o artigo