Coração é reanimado depois de dez dias morto

LuisaoCS

Uma equipe de especialistas em biomedicina da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, conseguiu reativar as funções celulares íntegras de um coração de porco mais de uma semana após sua morte. O grupo liderado pelo doutor Hemant S. Thatte, desenvolveu uma solução líquida capaz de preservar órgãos em condições adequadas para seu posterior uso.

Desta maneira, os órgãos destinados aos transplantes poderiam incrementar suas possibilidades de manipulação médica e diminuir consideravelmente seu índice de perda acarretado pelo curto tempo post-mortem.


A substância, denominada Somah, provou ser várias vezes mais eficiente para conservar os órgãos a ser transplantados que a solução conhecida por Celsior que é utilizada atualmente na maioria dos centros médicos de transplantes.

No vídeo seguinte é possível observar como um coração de porco é "reanimado" e bate normalmente depois de 24 horas de hibernação mergulhado em Somah. Um órgão preservado em Celsior só pode ser utilizado dentro do período de 4 horas.

Via | popsci.com.


Notícias relacionadas:

 

Comentários

Nenhum comentário ainda!

Deixe um comentário sobre o artigo