Digg versão 4, melhoria para webmasters

LuisaoCS

Logo Digg

Creio que a maioria dos internautas devem estar familiarizados com o Digg, com certeza o mais popular agregador social de notícias. Desde seu início, o site teve várias mudanças importantes no desenho e funcionalidade, para adaptar à evolução da rede, e neste caso estamos em frente a uma nova versão, Digg v4, que promete incorporar mais funcionalidades sociais á página, com uma forte base no modelo do Twitter.


Atualmente, as histórias são enviadas ao Digg através de um formulário comum, para logo depois serem votadas pelos membros da comunidade e leitores da fonte de notícias. As que obtêm mais votos, passam à página principal onde recebem toda a atenção possível acompanhada de milhares de cliques. Este modelo funciona até hoje, mas a nova versão do Digg trará mudanças substanciais no sistema:

  • As histórias poderão ser importadas diretamente desde suas fontes, o que significa que o dono de um blog, por exemplo, não precisará se preocupar em enviar as notícias, senão que só deverá acrescentar seu feed uma só vez, e depois será o autor de cada história nova que apareça no Digg. Este movimento fomentará a sindicação de conteúdos, dando mais importância aos verdadeiros autores do mesmo.
  • Incorpora-se um sistema de seguidores, exatamente como em Twitter, mas em lugar de seguir mensagens de estado, seguiremos as notícias que os mesmos publiquem. Desta forma, o sistema se descentraliza e permite que recebamos artigos de fontes que nos interessam, construindo uma página pessoal.
  • As histórias que nossos amigos votem aparecerão nesta página própria, e ademais veremos mais proeminentemente seus comentários em todas as notícias.

Com estas mudanças, os editores de conteúdo vão ter mais controle sobre seus artigos, e muitas histórias vão conseguir relevância sem necessidade de um aluvião de votos iniciais. E ainda que Digg esteja copiando uma funcionalidade do Twitter, nunca será uma plataforma de comunicação, nem competirão nisto, já que se trata unicamente de links a conteúdos sindicados automaticamente, e o Twitter permite compartilhar qualquer coisa.

Veremos como estas mudanças influirão em agregadores like-digg como Dihitt e Gostei, e quanto tempo demorarão para adotá-lo.

A seguir o vídeo (inglês) de Kevin Rose, fundador de Digg, apresentando a nova versão:


Notícias relacionadas:

 

Comentários

Nenhum comentário ainda!

Deixe um comentário sobre o artigo