As 10 missões que mais geraram lixo espacial

LuisaoCS

Lixo Orbital

Você sabia que mais de 600 mil objetos descritos como lixo espacial orbitam o planeta Terra hoje em dia? Agora que, por meio da Política Espacial Estadunidense emitida pelo governo de Barack Obama, a NASA e o Departamento de Defesa têm maiores responsabilidades (e sobretudo pressão) para fazer uma limpeza orbital, decidiram começar a fazer pressão e conscientização explicando de onde apareceu tanta porcaria.


Das 4.700 missões espaciais (conhecidas) que aconteceram desde o início do programa espacial, um terço do total do lixo espacial que orbita o planeta Terra é produto de tão somente 10 missões espaciais. Destes, seis foram realizadas nos últimos 10 anos. Estados Unidos, China e a antiga União Soviética são os principais responsáveis.

De acordo à NASA, estas são as 10 missões espaciais que mais lixo produziram:

  1. Fengyun-1C: 2.841 peças. Colisão intencional (2007)
  2. Cosmos 2251: 1.267 peças. Colisão acidental (2009)
  3. Corpo do foguete STEP 2: 713 peças. Colisão acidental (1996)
  4. Iridium 33: 521 peças. Colisão acidental (2009)
  5. Cosmos 2421: 509 peças. Motivo desconhecido (2008)
  6. Corpo do foguete SPOT 1: 492 peças. Explosão acidental (1986)
  7. OV2-1/LCS 2 Rocket Body: 473 peças. Explosão acidental (1965)
  8. Corpo do foguete Nimbus 4: 374 peças. Explosão acidental (1970)
  9. Corpo do foguete TES: 370 peças. Explosão acidental (2001)
  10. Corpo do foguete CBERS 1: 343 peças. Explosão acidental (2000)

Mas como explica Peter B. de Selding em Space News, proximamente teremos um novo "jogador": a Agência Espacial Europeia e Envisat que é, basicamente, o maior satélite não militar orbitando nosso planeta. Custou 2,9 bilhões de dólares, sua missão estendeu-se por 11 anos (dos 5 originais), mas especialistas consideram que será um problema que, literalmente, estará sobre nós durante os próximos 150 anos.

Hugh Lewis da Universidade de Southampton previu que os perigos do lixo espacial devem incrementar-se em pelo menos 50% durante os seguintes dez anos e vão se quadruplicar nos seguintes cinquenta anos.

A imagem que acompanha este post é uma representação de grupos de lixo espacial que orbitam a Terra.

Via | NASA.


Notícias relacionadas:

 

Comentários

essas informações me ajudaram muito para o meu trabalho de escola

vlw gente

acho que deviam contar por volume e não por números de peças...

Deixe um comentário sobre o artigo