O que aconteceria se misturássemos todos os elementos da tabela periódica?

LuisaoCS

O que aconteceria se misturarmos todos os elementos da tabela periódica?

Imaginem que por alguma estranha razão, colocamos em um acelerador de partículas átomos de todos os elementos da tabela periódica e fizéssemos com que impactassem simultaneamente entre si. O que aconteceria? Formariam um elemento Frankenstein? No Popular Science, Bjorn Carey encarregou-se de dar uma resposta ao assunto.

Fazer com que choquem entre si todos os átomos a uma 99.999% da velocidade da luz -a máxima velocidade atingida pelas partículas no LHC- poderia fazer com que alguns núcleos se fusionassem, mas não formariam nenhum elemento "monstruoso". Mais provavelmente se uniriam em um plasma de quark-glúons, a matéria teórica que existiu exatamente antes de que se formasse o universo. Supondo que contássemos com 118 LHCs para acelerar cada um dos elementos, o plasma resultante só duraria uma fração de segundo, depois do qual se degradaria.


E agora façamos a prova desde outro enfoque. Imaginem que tomamos um pedaço pulverizado de cada elemento (incluindo nuvenzinhas dos gasosos) e introduzimos todos em um contêiner selado para ver o que acontece. A resposta é dada por John Stanton, diretor do Instituto de Química Teórica da Universidade do Texas.

- "O oxigênio reagiria com o lítio ou com o sódio e arderia, elevando a temperatura do contêiner desencadeando um inferno. O grafite de carbono em pó também arderia, Existem aproximadamente 25 elementos radioativos, que fariam do ensopado no fogo algo um pouquinho perigoso. Não é nada bom que o plutônio arda. Inalar material radioativo pode provocar a morte de forma rápida".

- "Quando as coisas se acalmassem o resultado seria bastante aborrecido. O carbono e o oxigênio se misturariam formando monóxido e dióxido de carbono. O nitrogênio é muito estável e permaneceria inalterado. Os gases nobres não reagiriam, e o mesmo sucederia com uns tantos metais como o ouro e a platina, que se encontram principalmente em suas formas puras. Os elementos que reagissem formariam sais e óxidos. A termodinâmica ganharia de novo já que as coisas sempre terminam atingindo o equilíbrio, e neste caso isso seria uma mistura de elementos comuns e estáveis"
, complementa Stanton.

Talvez nunca tivesse proposto uma coisa tão rara, mas sempre há alguém aí ocioso com questões curiosas nas quais ninguém mais parece pensar.

Via | Neatorama .


Notícias relacionadas:

 

Comentários

Nenhum comentário ainda!

Deixe um comentário sobre o artigo