Ron Wayne - Histórias de co-fundadores esquecidos II

LuisaoCS

Ron Wayne - Histórias de co-fundadores esquecidos II

No número anterior das histórias de fundadores esquecidos falamos de Larry Sanger e a Wikipédia, que inclusive retuitou o artigo e enviou um simpático e-mail agradecendo a menção e falando dos novos projetos. Mas o mesmo não deve se repetir com o protagonista de hoje: Ronald Wayne.

Ron foi o terceiro fundador da Apple. Junto a Steve Jobs e Steve Wozniak, era o "adulto" do trio com 42 anos quando os outros dois tinham 21 e 25 anos. Wayne foi quem desenhou o logotipo original da companhia, no qual aparecia Isaac Newton sob uma macieira. Escreveu o primeiro acordo de sociedade dos três e escreveu também o manual de uso do Apple I.


Ron Wayne - Histórias de co-fundadores esquecidos II

Wayne recebeu 10% das ações da empresa, mas em lugar de ficar com elas, decidiu vendê-las por apenas US$800 em abril de 1976, dois meses após a fundação da companhia, ele não confiava muito no sucesso da empresa. Segundo a lei, todos os membros da sociedade eram responsáveis pelas dívidas incorridas por qualquer dos sócios, e sendo o mais velho da companhia, tinha medo do que poderia acontecer. Wayne havia passado por uma má experiência anteriormente com uma empresa de máquinas de caça-níqueis, o que também contribuiu a sua decisão.

- "Não podia me arriscar. Já havia tido uma experiência de negócios bem mal sucedida antes. Estava ficando meio velho e esses dois eram como redemoinhos... não conseguia acompanhar o ritmo deles", explicou Wayne certa vez.

A saída de Wayne da Apple é considerada pelos especialistas em tecnologia como uma das piores decisões -ou o maior azar- do mundo do empreendimento. Se tivesse ficado com as ações, Wayne seria hoje um multimilionário.

- "Todo mundo gostaria de ser rico, mas eu não podia seguir o ritmo daqueles dois. Teria sido milionário, mas me converteria no homem mais rico do cemitério", disse Wayne, que assegura que está contente com como as coisa se resolveram.

É interessante descobrir que Jobs repetiu Ron anos mais tarde ao criticar Bill Gates dizendo que da forma como ele se comportava com seus rivais comerciais, logo seria o homem mais rico do cemitério. Mais irônico ainda é pensar que quem pode inaugurar sua sepultura por excesso de trabalho e "fome" desmedida de se impor no mercado de tecnologia é o próprio Jobs, enquanto Gates se converteu no maior filantropo do mundo... que dá voltas!.

Pouco depois da saída de Wayne, chegaram dois investidores de risco, Arthur Rock e Mike Markkula, que ajudaram a Apple a desenvolver seu plano de negócios e converter à sociedade em uma companhia. Wayne trabalhou depois na Atari e na Salinas, uma empresa eletrônica da Califórnia até que se aposentou e se dedicou à filatelia e a colecionar moedas.


Notícias relacionadas:

 

Comentários

É,a vida é injusta

Deixe um comentário sobre o artigo