IBM constrói a maior unidade de armazenamento do mundo com 120 petabytes

LuisaoCS

IBM constrói a maior unidade de armazenamento do mundo com 120 petabytes

Quebrando todos os recordes na área, a IBM desenvolveu tecnologias de hardware e software que permitirão unir 200 mil discos rígidos para criar uma grande unidade de armazenamento de 120 petabytes (120 milhões de GB), a maior criada até o momento.

Até agora, os maiores sistemas deste tipo normalmente chegam até os 15 petabytes. Só para se ter uma ideia, 120 petabytes poderiam armazenar 24 bilhões de músicas Mp3 (de 5 MB cada um).


O repositório de dados provavelmente será usado para armazenar simulações complexas de um supercomputador ou algo do estilo, já que até o momento desconhece-se quem encomendou este experimento, mas alguma coisa me diz que foram os diretores do CERN.

Os detalhes exatos com respeito ao sistema da IBM também não foram revelados, ainda que se sabe que usará uma versão atualizada do General Parallel File System (GPFS) da companhia, que é um sistema que salva arquivos individuais em múltiplos discos, de maneira que seja possível lê-los de forma paralelo ao mesmo tempo, acelerando o tempo de escrita e leitura dos dados. GPFS também suporta redundância e tolerância a falhas, de maneira que quando um disco trava, seus conteúdos são reconstruídos em um disco de substituição automaticamente.

Na parte do hardware, os 120 petabytes se dividirão em 200 mil discos rígidos comuns, que serão ordenado em racks tal como funciona hoje, desenhados assim para que coubessem mais discos.

O sistema ainda está em desenvolvimento, mas poderia representar um avanço significativo na área de armazenamento de dados, considerando que hoje em dia entre as redes sociais e experimentos como o LHC que geram mais dados do que os sistemas podem guardar.

Via | Technology Review.


Notícias relacionadas:

 

Comentários

Com 2 dessas, eu posso baixar a internet para meu hd.

Deixe um comentário sobre o artigo