Por que os crentes não escutam os argumentos que criticam sua crença?

LuisaoCS

Por que os crentes não escutam os argumentos que criticam sua crença?

Algumas pessoas esclarecidas creem em coisas raras porque estão treinadas para defender crenças às quais chegaram por razões pouco inteligentes. Mas o seguinte experimento que vou referir trata mais de pessoas normais que professam algum tipo de fé e que não estão especialmente prontas para defendê-la. Então preferem não escutar. Simplesmente não escutam para impedir a entrada em sua mente de pontos de vista que lhes seriam inconvenientes. Algo parecido à reação infantil:

- "Nãnãninãnãná, não estou escutando nada... nãnãninãnãná..."

A experiência foi realizada na década de 60 pelos cientistas cognitivos Timothy Brock e Joe Balloun. A metade dos participantes no experimento eram religiosos, e a outra metade, ateus. Ambos os grupos ouviram uma mensagem gravada que atacava o cristianismo.


Mas tinha algo mais. Na gravação acrescentaram um pouco da chata eletricidade estática, uma espécie de ruído branco de fundo que impedia entender bem todas as palavras. Não obstante, quem escutava a mensagem tinha a possibilidade de reduzir estas interferências apertando um botão: então a mensagem podia ser entendida sem dificuldade.

Os resultados foram totalmente previsíveis e bastante deprimentes: os não crentes sempre tentavam eliminar as interferências, enquanto os religiosos preferiam que a mensagem permanecesse difícil de ouvir. Em posteriores experiências de Brock e Balloun em que fumantes escutavam um discurso sobre a relação entre o fumo e o câncer, revelou-se um efeito parecido. Todos calamos a dissonância cognitiva mediante a ignorância auto-imposta.

Naturalmente, isto ocorre em todo tipo de pessoas: também entre cientistas ateus em frente a argumentos de crentes. Ainda que, neste caso, o fato não é tão flagrante porque os cientistas costumam alegar provas (ou se limitam a negar que não creem, e o ônus da prova está em quem afirma, não em quem nega). E raramente veremos que um cientista se sinta ofendido em suas crenças se por acaso um crente criticar suas ideias científicas: só é bom cientista precisamente aquele que almeja encontrar erros em suas ideias a fim de evidenciar ideia melhores. No caso do crente, inclusive aplaudem a imobilidade das ideias ainda que tudo aponte a que estão equivocados.

Por isso, muitos crentes se negam a escutar os argumentos esgrimidos por ateus, ou pela própria ciência, se estes entram em conflito com suas crenças. E se escutam-nos, é como se só ouvissem o som das palavras, mas a mensagem não lhes frutifica à mente.

Algo parecido acontece em um artigo de ciência onde se critique ou questione a fé: em seguida teremos uma profusão de leitores que tratarão de defender com unhas e dentes suas crenças (no melhor dos casos) ou censurar o conteúdo de qualquer forma, por exemplo, alegando que o conteúdo lhes ofende profundamente (no pior). Nesse sentido, resulta curioso essa coisa de ter que respeitar as crenças alheias: se todas se respeitassem, também deveriam respeitar o "não respeitar" determinadas crenças. Ou inclusive deveríamos respeitar ideias como o nazismo, a escravidão ou a pederastia. As ideias nunca merecem respeito, senão as pessoas; e as pessoas não deveriam ser suas ideias, senão dificilmente progrediriam e aprenderiam com seus próprios erros.

Dito dessa forma, talvez devêssemos respeitar um único mandamento, o undécimo: aprenderás, duvidarás de tudo, sobretudo de quem se diz dono da verdade, e também duvidarás de ti mesmo e do resto dos 10 Mandamentos. E se alguém disser que aquilo que crês é falso ou é perigoso, desejarás com toda tua força e alma que expliquem a razão, para não desperdiçar nem um minuto mais naquilo.


Notícias relacionadas:

 

Comentários

Pessoas inteligentes e que têm as mentes abertas consideram e respeitam todas as possibilidades, e não simplesmente condena todo o resto que questiona ou é contra aquilo que acredita.

Porque são radicais burros. Só aceitam aquilo que lhe convém, aquilo que julgam ser o correto. No entanto, nem mesmo eles detêm de todo o poder e de toda sabedoria pra afirmar algo como a verdade absoluta.

Eles não podem dar ouvidos por causa da fé, Deus sabe os pensamentos das pessoas então eles não podem nem pensar em duvidar nem por um segundo, senão estariam demonstrando para Deus que são fracos na fé, por esse motivo se eles escutarem algo que os façam duvidar da crença eles irão reprimir essa dúvida mentalmente para Deus não ver dúvida na mente deles.
A combinação da idéia de fé com a idéia de que Deus lê a mente das pessoas torna os cristão incapazes de questionar suas crenças, se tornar incapaz de pensar diferente é a verdadeira Lavagem cerebral, eu sei porque eu já fui cristão e isso aconteceu comigo.

"Quando a verdade é inconveniente todos fecham os olhos e ouvidos" - Adaptado de Schopenhauer.
Tanto faz o assunto, o importante é a verdade.

Crendice é infantilidade intelectual. Por isso que os crentes agem dessa forma tão infantil.
Se fossem crescidos intelectualmente, perceberiam que algo contrario a fé deles não a desmerece, e nem é desrespeito, tambem perceberiam que fé não precisa de motivo porque não é racional. Parariam de tentar inventar argumentos racionais para explicar sua fé, ou distorcer a realidade para se ajustar a fé, podiam simplesmente ignorar a realidade e a razão. Porque tentar mudar a realidade ou inventar razões estapafurdias é mentir, no minimo.

A FÉ CRISTÃ NÃO ANULA A CIÊNCIA EM SUA TOTAL POTENCIALIDADE, MUITO PELO CONTRÁRIO, LOUVA A DEUS PELOS SEUS CUIDADOS E PELOS HOMENS DEDICADOS A BUSCAR RESPSOTAS PARA OS MALES E DIFICULDADES DA HUMANIDADE. VIVA A CIÊNCIA, E VIVA OS CIENTISTAS DE TODAS AS ÁREAS, "GRAÇAS DEUS !!! "; PORÉM, NÃO PODEREMOS NUNCA PELA CIÊNCIA EXPLICAR A FÉ SOBRENATURAL QUE OPERA OS MILAGRES QUE ESTÃO ESPALHADOS POR AI EM TODOS OS LUGARES. VIVA A CIÊNCIA , CIENTISTAS E VIVA A FÉ EM DEUS QUE CONSEGUE DESPERTAR PARA ESTA CONCIENCIA, CERTAMENTE VIVERÁ MUITO MELHOR. SOU EVANGÉLICO, AMO A DEUS E ACREDITO QUE O SEU AMOR POR NÓS É TÃO GRANDE QUE NOS CAPACITA PARA AS DESCOBERTAS DIÁRIAS.

È exatamente o que acontece com os evolucionista.
Apesar de todas as evidências contrárias , não largom o osso.

Parcial, e não imparcial, perdão.

Não gosto de nenhum fanatismo.
Ele sendo banda, time de futebol ou qualquer coisa banal, incluindo religião lógico. Se alguém acha importante seguir o ideal de uma crença, ótimo. Siga suas convicções.
Agora usar como definição de comportamento uma pesquisa que define carater de pessoas partindo do princípio: Vamos falar algo que o grupo A não gosta e que o grupo B se interessa pelo tema, foi uma baita falha na minha opnião.
Quem crítica algo sem justificar suas razões tem menos razão que o crente chato lá que fica chingando todo mundo em caps lock.
Fiquei enojado desta teoria IMPARCIAL que foi postada aqui.

Amplexos
Fagner Alvares.

Na verdade todo e qualquer fanático, gravemente enfermo de um fanatismo doentío e prejudicial para ele e os que estão à sua volta, seja lá do que seja do que uma figura professe, tanto cega os seus olhos para a razão e realidade das coisas, como torna seus ouvidos surdos para o entendimento e um pensamento crítico e coerente, pois é mais bastante comodo para ele, escutar e ver o que deseja ver e escutar, pois esta é sua verdade e fora dela nada tem o mínimo valor.

Respeito é o principal. Mas o que está acontecendo é que crentes estão atacando ateus porque dizem que ateus atacam os crentes. E o ateus atacam os crentes porque dizem que eles é que atacam os ateus.
No campo da religião realmente não há certo ou errado. Mas a ciência não é uma religião. Os cientistas estão sempre estudando e descobrindo coisas novas certo? Sempre em busca de melhorar. Pois sabem que suas idéias não são perfeitas, apesar de acreditarem nelas até o momento de descobrirem algo novo.
Isso não acontece na religião. E não falo só dos crentes, de qualquer outra também. Muitos já vieram me dizer que não questionam porque Deus que disse ou ordenou então está certo. Mas não há garantia de que Ele tenha dito realmente. Seres-humanos são falhos. E a mesma mensagem tem sido retransmitida há séculos, milênios até. Já experimentaram telefone sem fio? Se não conseguimos muitas vezes chegar do outro lado com a mesma mensagem, que dirá depois disso tudo que o mundo já passou.
Para deixar bem claro: NÃO ESTOU CRITICANDO, ESTOU QUESTIONANDO é diferente.
Acredito em Deus e acredito na Bíblia, mas não cegamente. Não é Deus ou a Bíblia ou Jesus que eu questiono. O que eu não acredito são nos homens, deles terem passado uma mensagem totalmente inalterada. Ás vezes as pessoas erram na mensagem sem intenção de fazer mal, como no telefone sem fio. Sugiro QUESTIONAR(gente, é questionar e não criticar, sem ser duvidar também) o que que quero dizer é que devemos sempre buscar a verdade verdadeira, e não se contentar com o que alguem nos disse pq ouviu a mesma coisa de várias pessoas confiáveis, por mais confiáveis que elas sejam, elas não tiveram contato com o divino em sua maioria, ou até mesmo que tenha tido (o que é raro) como poderia ter certeza? Deus pode mandar sinais, mas cabe a vc interpretá-los, e não acho que eles sejam óbvios.
Todos sabem que muitas igrejas/insituições já enganaram seus fiéis. Algumas até por dinheiro, como já vimos nas notícias do jornal. É muito fácil fazer isso quando se trata somente da fé.

Como já disseram antes, é bem tendenciosa (essa experiência), acredito em Deus, e a fé, que não é aceita pela ciência, me prova sua existência constantemente. Sei que não sou um ignorante, acredito na Bíblia e difeente do que muitos Ateus andam afirmando, o que mais vejo são ataques ao cristianismo. Os crentes de hoje, em sua maioria esmagadora, me refiro aos crentes de verdade, não aqueles que nem igreja frequentam, nunca pararam para ler a Bíblia e nem oram, não saem criando blogs e postando que Ateus "queimaram eternamente no fogo do inferno". Então está na hora de parar, não é!? Respeito mútuo é o que deve existir. Afinal, Jesus mesmo ordenou que amássemos uns aos outros.
Falou pessoal!

alguem aqui ja vi cego ve surdo ouvir mudo falar eu vejo quase tds os dias

servidores de satan deixa os fieis cuidarem de suas vidas e vao cuidar das suas !!!!!!!!!!
quem cre e nao e pq tem testemunhos

Só se for cultura de gente ignorante que crê em qualquer coisa, conforme confessado.

Tem certeza que realmente recebemos uma crítica?Geralmente as pessoas desrespeitam a nossa religião,menosprezando e ridicularizando.Falar sobre algo que não sabe é preconceito e geralmente as pessoas que criticam os "crentes" mal foram numa igreja.Religião é como cultura,e assim como a cultura deve ser respeitada e tolerada,o mesmo cabe a religião.
Só para constar: "Credo quia absurdum"

Porque é impossível a crítica respeitosa.
Se alguém conhecer a fé da outra pessoa, se respeitar essa mesma fé, se respeitar a inteligência do crente e se não quiser impor suas idéias (veja que são condicionais demais). Logo, uma terceira pessoa se aproveitará e irá usará a conversa para ofender ou tripudiar sobre o crente.
TODAS as pessoas têm uma ideia de Universo. Um ateu também jamais aceitaria ser derrotado na argumentação por um crente.

Interessante que sou do meio cristão e concordo que os cristãos antigos são cabeça dura mesmo.. mas o mesmo acontece com os jovens "mentes abertas" de hoje que não gostam de ouvir falar em cristianismo..
Enfim, esse teste chapa branca só confirma uma coisa: o ser humano não gosta de ser contrariado.

Eu discordo totalmente desse teste totalmente unilateral, acredito que muitos cristões antigos e desprovidos de estudos possam ter uma postura mais agressiva ao se tratar de sua fé, mas a nova geração de cristão é muito mais questionadora e inteligente, eu sou professor de EBD e em todas as vezes que ministro as aulas, realizamos debates, nunca ignorando nenhuma opinião. Apenas para ratificar, me considero muito questionador, onde inclusive já discordei (na paz) de meus superiores na igreja e nem por isso me tornei um ateu, e se você que está lendo esse comentário e tiver algo a falar sobre minha fé, fique a vontade, mas também esteja pronto para ouvir o que tenho a dizer, não o que me disseram, mas por que tiro minhas proprias conclusões.

Não, não. Alguns estão muito dispostos. john polkinghorne, Craig... Inclusive existem debates intensos entre Craig, crente em Deus, e o Atkins e Dawkins, expoentes do neo-ateísmo. As vezes, quem não quer ouvir são os ateus.

"Toda verdade é verdade de Deus"
(Agostinho de Hipona)

Apesar de eu crer em Deus, não deixo de respeitar a ciência e os cientistas, e inclusive acho que para ser um bom cientista é necessário ter o dom ( que vem de Deus ), por isso eu respeito muito um Albert Sabin, que desenvolveu a vacina contra a poliomielite, permitindo à humanidade se livrar do mal da paralisia infantil. Respeito muito Santos Dumont, que não deixou de ser um cientista fascinante. Respeito todos os cientistas que descobriram a cura de infinitas doenças e tantos outros mais que contribuíram e contribuem para o bem e desenvolvimento da humanidade.
E mesmo assim continuo acreditando em Deus.

(¬L¬) No ultimo paragrafo creio que o correto seria duodécimo mandamento. o undécimo foi o que Jesus deixou "Amarás ao teu irmão como a ti mesmo!"

Qualquer coisa que atinja o ego, realmente é bloqueado, filtrado. Não precisa ser, necessariamente, religião. Basta fazer o teste com torcedores de futebol - Especificamente os torcedores do São Paulo - e me diz se o resultado é diferente!?

[ ]´s

A experiencia só seria completa se os ateus também ouvissem mensagens gravados por cientistas cristãos atacando o ateísmo, ai sim poderíamos tirar alguma conclusão válida, da forma como foi feita foi tendenciosa e parcial

Acontece que esse povo age assim dentro de suas próprias congregações. É por isso que no meio cristão existe fofocas, até traições conjugais. Por debaixo dos panos, fazem exatamente as mesmas coisas que fazem os não crentes. Querem que as pessoas se comportam de acordo com seus dogmas, mas vivem os contradizendo. Elas podem ouvir tudo que o pregador fala, até se emocionar e gritar GLÓRIA A DEUS, mas so assimilam o que é conveniente. Só agem como lhes convém.

O que acontece é QUE SENTEM uma DOR NO EGO. É DOR NO EGO, NA VAIDADE. Se vc fala algo contra a fé deles. Eles logo tem uma crise de ego, e querem defender o que nem eles honram.

Ha quem abre a bocarra pra dizer que o mundo precisa de amor e tolerância, mas é capaz de MANDAR UM ATEU PARA O INFERNO em 3 2 1... Eles são bons dentro da redoma de vidro deles. Defendem a religião que eles acreditam. A deles não pode findar, as outras, que se danem. Têm certeza que vão pro ceu, por isso não dão a mínima para as dores do mundo, e desejam até que um tal fogo desça e acabe com tudo, tamanha é a certeza de que irão para um bom lugar, e seus egoísmos.
Eles são bons em defender suas crenças, e espernear quando seus calos são pisados, mas na pratica, não fazem absolutamente nada de significativo para os desconhecidos. E SUA DESCULPA MAIOR É QUE NÃO FAZEM O MAL, assim podem descansar a consciência nos seus comodismos e conveniências.

Muito mais valos tem os que estão na ativa, em frentes de humanização, os cuidadores da natureza e dos bichos, do que esse povo que se acha digno de receber um céu, que fica vomitando suas crenças a torto e a direito, que enriquece as custas do nome Deus.

SE EU FOSSE ELE, ESTARIA TOTALMENTE envergonhado e enojado dos seus crentes.

É simples, se você tem certeza de uma coisa, para que precisa ouvir coisas que vão contra aquilo que voce sabe...
A fé garante a certeza, porém não é válida como argumento científico.

Ótimo post!
Sempre que me pergunto, por que motivo pessoas crentes nao aceitam, ou fogem de dialogos em que suas crenças sao colocadas em duvida, acabo achando este um fato curioso e ao mesmo tempo triste. Pois este tipo de pessoa tem medo de descobrir a verdade, seja ela a favor ou contra suas crenças, muitas vezes acreditando cegamente em algo, sem ao menos questionar-se sobre sua validade.

Deixe um comentário sobre o artigo