Vespa-do-mar: capaz de proporcionar a dor mais profunda e intensa que possa imaginar

LuisaoCS

Vespa-do-mar: capaz de proporcionar a dor mais profunda e intensa que possa imaginar

Queensland, Austrália, é um bom lugar para viver. Sol, praias, surf... no entanto, Queensland também acolhe outra coisa em suas águas. Talvez a criatura mais mortífera que possamos imaginar: nas praias do trópico há mais coisas que podem matar que em toda Austrália.

Na temporada em que vespas-do-mar (Chinorex fleckeri) se aproximam da costa a procriar, de outubro a maio, ninguém entra na água da praia. A não ser que busque uma morte instantânea. As vespas-do-mar, conhecidas em Queenland como "ferrões marinhos", são capazes de proporcionar uma agonia cosmicamente inimaginável. A dor mais profunda e intensa que seja capaz de conceber, a anos luz de qualquer intervenção odontológica, bem longe de uma pedra no rim, muito além de uma punhalada na perna.


Não em vão, a vespa-do-mar é o animal mais letal de sua espécie. Em 1992, um jovem de Cairns, ignorando todas as advertências, foi nadar em águas do Pacífico em um lugar chamado Holloway Beach. Se banhou e mergulhou, rindo de seus amigos da praia por sua prudente covardia, e de repente começou a gritar com um som desumano. Dizem que não há dor comparável.

O jovem conseguiu arrastar-se para fora da água, coberto de vergões como chicotadas onde os tentáculos da vespa tinham tocado seu corpo e sofreu um ataque de tremores. Pouco depois chegou a ambulância, encheram-no de morfina e levaram-no para o hospital. E isto é o pior: inclusive inconsciente e sedado não parava de gritar.

Contrariamente à crença popular a respeito de seu movimento e a diferença das medusas comuns, que em sua maioria são cegas, esta espécie possui quatro grupos de vinte olhos. Mas não está claro se podem seguir objetivos com a vista nem também se processam as imagens, já que não possuem sistema nervoso central. Nada em impulsos de 1,5 m por segundo, o que lhe proporciona velocidade suficiente para pegar algumas espécies de peixes.

Habita geralmente em águas tropicais da Austrália e outras áreas do oceano Índico ocidental e do Pacífico. Mas já avistaram espécimenes em águas de Papua Nova Guiné, Filipinas e Vietnã, conquanto desconhece-se sua distribuição exata.

Em conclusão, é a vespa da morte, a caixa de Pandora com cerca de 20.000 nematocistos (células repletas de veneno) espalhadas por seus longos e delicados tentáculos. Apenas um animal tem veneno suficiente para matar até 60 humanos. No entanto, alguns animais são imunes a sua toxina, como as tartarugas de mar, que se alimentam delas sem sofrer dano algum. São minhas heroínas.

Via | Think Quest.


Notícias relacionadas:

 

Comentários

Mas eu já li que a pior dor é a do veneno do ornitirrino, cujo inoculado por suas esporas fazem com que o indivíduo sofra de uma dor extremamente violenta por dias, e o que é pior, não tem cura nem tratamento, apenas esperar passar. A unica "vantagem" é que não mata, mas te faz sofrer por dias.

nossa uma queimadura da vespa do amar pode mata

Uau.

Bom post!
Não sabia que uma só dessas era capaz de matar uma pessoa.

Deixe um comentário sobre o artigo