Tempestade solar gera rara aurora boreal rosa

LuisaoCS

Tempestade solar gera rara aurora boreal rosa
Clique na imagem para vê-la em maior resolução

No passado fim de semana o campo magnético da Terra foi penetrado por uma dupla explosão de massa coronal, desencadeando uma rajada de tormentas geomagnéticas. O astrofotógrafo Brad Goldpaint conseguiu capturar no Crater Lake, no Oregon, uma rara e espetacular aurora rosa, resultado do fenômeno.

Geralmente as auroras, produzidas pela interação do plasma solar e as moléculas da atmosfera, são de cor verde, vermelho e azul e são emitidas por elementos como O, O2 e N2.

Esta aurora parece ser uma combinação de luz azul e luz vermelha emitida por moléculas de nitrogênio na alta atmosfera da Terra; nossos olhos acabam misturando e percebem a aurora rosa, o que também ocorre na câmera.

Via | Bad Astronomy.



Notícias relacionadas:

 

Comentários

Nenhum comentário ainda!

Deixe um comentário sobre o artigo