Três maneiras de posicionar um site com base no Panda e Penguin

LuisaoCS

Três maneiras de posicionar um site com base no Panda e Penguin

Todos já sabemos que o posicionamento em buscadores, também conhecido como SEO por suas siglas em inglês, consistem nas táticas, ferramentas e diretrizes que devem ser realizadas para conseguir que uma página apareça nos primeiros resultados de um buscador. Mas, as grandes perguntas são "Quais são esses passos que devemos levar em conta?" ou "O que devo fazer se quiser posicionar meu site". Poderíamos dizer que no mercado há muitos buscadores, mas sejamos sinceros, só nos interessa posicionarmos no Google, já que o gigante buscador é quem realiza 95% das buscas no mundo.

Precisamente é o próprio Google quem dirá o que deves fazer para que seu site apareça primeiro nos resultados de busca, as táticas e diretrizes são reveladas através de suas atualizações de algoritmo.


Neste ano o Google apresentou duas atualizações de seu algoritmo: Panda e Penguin. Com base nestas atualizações, as 3 melhores maneiras de posicionar seu site são:

Conteúdo de qualidade
Para Panda o conteúdo é o rei, deve criar conteúdo de valor se quiser que Google tenha em conta, evite copiar e colar. Por suposto séria ideal criar conteúdos que perdurem no tempo, como por exemplo os tutoriais :-).

Um conteúdo de qualidade determina-se segundo a extensão, redação e profundidade do mesmo. Ninguém ganha nada divagando entre palavras sem sentido, vá à síntese do conteúdo. Por exemplo com este artigo, antes de lê-lo já sábia sobre o que tratava. Tente criar títulos que chamem a atenção do usuário e sejam virais.

Atualize o conteúdo
Pronto, já temos claro o primeiro ponto que é criar conteúdo de qualidade, mas com que frequência deve ser atualizado. O algoritmo Google Panda demonstrou como neste novo ecossistema, bem mais social graças às redes sociais, o conteúdo fresco é o que mais interessa aos usuários. Escrever um post e largar o post às moscas durante a semana inteira não é boa prática, a não ser que tenha um nicho específico e leitores fieis que sabem o que buscam.

Por isso o conteúdo novo também interessa ao Google. O gigante buscador trabalha arduamente para melhorar os resultados sociais, com seu algoritmo mais recente espera poder dar um passo a mais para a busca semântica.

Evite muito SEO
Parece paradoxal, mas o algoritmo Penguin deixa isso bem claro e em verdade nem é tão difícil de entender. O Google não gosta dos sites que se otimizam muito para o SEO, sobretudo se usam táticas conhecidas como Black SEO. Penguin detesta o uso abusivo das tags para os títulos e descrições. Tente que seu conteúdo e suas palavras-chave tenham afinidade entre si. Por exemplo: não utilize em um artigo de animais tags como download, grátis, dinheiro, só porque estas são as mais buscadas da rede. E por outro lado, quanto o site é muito otimizado, acaba deixando de ser atrativo para o leitor e isso é um tiro no pé. Há que agradar o robô do Google, mas entre ele e o leitor, o segundo sempre é o rei

Ambos algoritmos, Panda e Penguin, afetaram o ecossistema web e muitos sites viram como suas visitas despencaram. Em percentagens estaríamos falando em torno de 12% afetados pelo Panda e 3,1% por Penguin, mas é este último o de maior importância para o Google. Lembre-se, não abuse do SEO.


Notícias relacionadas:

 

Comentários

Nenhum comentário ainda!

Deixe um comentário sobre o artigo