Um cardeal ginandromorfo: metade macho, metade fêmea

LuisaoCS

Um cardeal ginandromorfo: metade macho, metade fêmea

O mundo é composto de um princípio feminino e um princípio masculino que outorgam um gênero a todos os seres vivos -isto é a norma-, no entanto existem casos nos quais estes princípios se fundem e coexistem de maneira conspícua em um organismo -já que em realidade todas as coisas contêm ambos gêneros-. Tal é o caso dos animais ginandromorfos, que exibem características de ambos os sexos.

O cardeal desta imagem mostra o diformismo sexual de sua espécie conjugado de maneira evidente em um único esboço. É quase perfeitamente vermelho e branco, macho e fêmea à metade. As imagens do pássaro em questão foram enviadas por Brian Peer ao blog Why Evolution is True, do professor de ecologia Jerry Coyne da Universidade de Chicago, como um caso de ginandromorfismo bilateral encontrado em Rock Island, Illinois.


Um cardeal ginandromorfo: metade macho, metade fêmea

Para além do interesse biológico, este cardeal é um símbolo vivente da natureza dual da vida, a qual é reconciliada na conjunção dos opostos. Todas as coisas afinal de contas são ginandromorfas, recarregadas por um momento a um aspecto da existência, mas sempre partícipes da totalidade.


Notícias relacionadas:

 

Comentários

Sim Jean, ele é hermafrodita.

Ah, mas que coisa mais fofa!

Mas a matéria não deixa claro... afinal, este pássaro é hermafrodita mesmo, ou simplesmente apresenta na sua coloração o diformismo sexual de sua espécie?

Deixe um comentário sobre o artigo