MAO-A: o gene que faz as mulheres felizes

LuisaoCS

MAO-A: o gene que faz as mulheres felizes

Cientistas da Universidade da Flórida, da Universidade de Columbia e do Instituto de Psiquiatria de Nova Iorque descobriram que os baixos níveis do gene MAO-A (Monoamina oxidase A) está vinculado a um estado altivo de felicidade em mulheres adultas, sem apresentar o mesmo efeito em homens.

- "Este é o primeiro gene da felicidade nas mulheres. Fiquei surpresa pelo resultado. Os baixos níveis de MAO-A estão relacionados com o alcoolismo, agressividade e outros comportamentos anti-sociais; inclusive é chamado o gene 'guerreiro' por alguns cientistas, mas ao menos nas mulheres este gene tem o efeito contrário", disse Henian Chen, autora do estudo.


Apesar de que as mulheres tenham mais incidência em transtornos de estado de ânimo e ansiedade, tendem a reportar maior felicidade em comparação aos homens.

A ciência ainda não sabe o porquê do fenômeno, mas Chen assegura que a descoberta é o princípio de um entendimento mais profundo sobre como os genes afetam nossa felicidade.

Como ocorre? O gene MAO-A aponta à enzima que decompõe os mesmos neurotransmissores que muitos antidepressivos, promovendo a serotonina e dopamina e outros hormônios. Os níveis baixos de MAO-A eleva os níveis de monoamina, o que se reflete em uma elevação de neurotransmissores que melhoram o humor.

Chen e sua equipe de pesquisadores estudaram 193 mulheres e 152 homens, monitorando seus níveis de MAO-A. Aquelas que resultaram com níveis mais baixos, reportaram maior felicidade. Uma proporção similar de homens tinha o mesmo nível de MAO-A, no entanto, não apresentaram nenhuma variação em seu estado de ânimo.

Por que este gene só afeta às mulheres? Elas têm níveis bem mais baixos de testosterona em comparação aos homens. Possivelmente, os altos níveis do homem neutralizem os efeitos da monoamina.

- "Não sabemos se a monoamina tem efeito nas crianças. Eles têm um baixo nível de testosterona que, com a passagem dos anos, aumenta. Talvez isto seja um elemento chave para entender a felicidade infantil", conclui Chen.

Via | Medical News Today.


Notícias relacionadas:

 

Comentários

Nenhum comentário ainda!

Deixe um comentário sobre o artigo