Governo dos Estados Unidos obriga secretamente a Verizon a entregar registros telefônicos de todos seus clientes

LuisaoCS

Governo dos Estados Unidos obriga secretamente a Verizon a entregar registros telefônicos de todos seus clientes

A Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos coleta informação telefônica de milhões de clientes da Verizon, uma das maiores telecoms desse país, sob uma ordem secreta emitida pela justiça em abril. A ordem que permite ao governo dos Estados Unidos espiar todos os dias todas as horas a milhões de seus cidadãos em chamadas dentro e fora dos Estados Unidos foi obtida pelo diário britânico The Guardian e constitui a maior prova de vigilância estatal em tempos recentes, em uma aliança que dissolve a fronteira entre corporações e governo.

A informação que é registrada não está restrita a suspeitar de ação ilícita e outorga autoridade ilimitada ao governo para obter e analisar a metadata dos telefones por um período de três meses que conclui em 19 de julho. Em outras palavras, o estado sabe tudo o que faz de quem usa a Verizon, já que atualmente com os dados de nosso telefone é possível saber com quem falamos, aonde vamos, que coisas compramos, que lugares da Internet navegamos e muitas outras informações sensíveis.


O tamanho dos registros que estão sendo enviados à Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos e a natureza ilimitada da requisição não tem paralelos na história moderna; constitui um esforço de vigilância em massa de proporções só encontradas entre estados totalitários.

A Casa Branca até o momento declinou comentar sobre o assunto; Verizon, que também declinou réplica, tem uma ordem judicial que lhe proíbe revelar a existência do requerimento do governo ou da própria ordem.

Para além de que esta informação seja usada somente para proteger os cidadãos da sombra invisível do terrorismo ou seja usada como uma mina de dados para conhecer condutas e vigiar a todo tipo de indivíduos –não só criminosos ou terroristas–, fica claro que cada tela, cada gadget, cada nó é um olho do tão antecipado Big Brother. O rizoma tecnológico é o corpo perfeito da vigilância aparentemente descentralizada, mas que remete todos os dados para a Grande Central da Polícia do Pensamento.


Notícias relacionadas:

 

Comentários

Eles clamam ter liberdade... as vezes não sei o que eles veem como liberdade.

Deixe um comentário sobre o artigo