A simbiótica relação entre desordem e criatividade

LuisaoCS

A simbiótica relação entre desordem e criatividade

Em anos recentes, pesquisadores identificaram muitas maneiras de avivar a criatividade, desde o exercício aeróbico até o barulho de uma cafeteria. Mas um estudo recém publicado no jornal Psychological Science revela outro método a mais, um que muitos de nós temos implementado sem nos dar conta dos benefícios. O caso é que as pessoas tem ideias mais criativas se estão sentadas em um ambiente bagunçado.

- "Os ambientes desordenados parecem incitar a romper com a tradição, o que pode produzir percepções mais leves", escreve a pesquisadora Kathleen Vohs, da Universidade de Minnesota. - "Os ambientes limpos, em contraste, fomentam a convenção levando-nos ao permanecimento na zona de conforto e segurança".


Em um dos experimentos que realizaram, pediram a quarenta e oito estudantes de universidade que pensassem em dez usos não convencionais para bolinhas de ping-pong. Metade dos participantes foram colocados em uma sala muito bem organizada e limpa e a outra metade foi para uma sala onde imperava a bagunça com papéis espalhados por todos os cantos.

Dois assistentes qualificaram cada criação em uma escala de um até o três (de "nada criativo" a "muito criativo"). Após somar os resultados, os pesquisadores descobriram que os voluntários que trabalharam na sala desordenada foram em geral bem mais criativos do que os que fizeram a tarefa na sala limpa. Em média, aqueles que trabalharam no ambiente organizado tiveram o mesmo número de ideias, só que não foram nem um pouco inovadoras.

- "Ser criativo tem a ver com romper com a tradição, com a ordem e a convenção, e um ambiente bagunçado parece ajudar as pessoas a fazer justo isso", conclui Vohs.

Por mais que o estudo seja interessante e o fato de que esbodegar ideias em um espaço desordenado possa ser mais dinâmico, a desordem tem seus bemóis à hora do trabalho. Se não está em um espaço organizado -ainda que organizado signifique um caos cuidadoso- não poderá estruturar claramente nenhum projeto. Todo espaço é forma e clima do que contém. Talvez seja bom fazer o exercício da ocorrência em uma sala bagunçada e desenvolver o projeto em uma organizada e limpa.

Via | Psmag.


Notícias relacionadas:

 

Comentários

Nenhum comentário ainda!

Deixe um comentário sobre o artigo