Internet organiza-se para protestar em 11 de fevereiro contra os programas de espionagem

LuisaoCS

Internet organiza-se para protestar em 11 de fevereiro contra os programas de espionagem

No marco do primeiro aniversário do suicídio de Aaron Swartz em 11 de janeiro de 2013, e o segundo aniversário do apagão em massa da Internet em protesto contra a lei SOPA, diversas organizações de ativistas, companhias e plataformas da Internet se organizaram para realizar um grande protesto contra os programas de vigilância da NSA.

A iniciativa é chamada "No dia que contraatacamos" (The Day We Fight Back), e busca também comemorar a trágica morte de Swartz e a vitória sobre a lei SOPA (Stop On-line Piracy Act).

Entre as organizações participantes encontram-se a Electronic Frontier Foundation (EFF), Reddit, Mozilla, Demand Progress, Free Press, BoingBoing, entre outras.

Segundo David Segal, diretor executivo da Demand Progress, organização que fundou em conjunto com Swartz:

- "Hoje em dia a maior ameaça para uma Internet livre e uma sociedade mais aberta é o grande regime de espionagem da Agência de Segurança Nacional dos EUA. Se Aaron estivesse vivo certamente estaria à frente dos protestos, lutando contra estas práticas que causam dano a nossa capacidade de nos relacionarmos uns com os outros como genuínos homens livres."

Via | The Day We Fight Back.



 

Comentários

Nenhum comentário ainda!

Deixe um comentário sobre o artigo