Executivo do JP Morgan parece ter se suicidado para entrar em um universo paralelo

LuisaoCS

Executivo do JP Morgan parece ter se suicidado para entrar em um universo paralelo

Obcecado pela teoria física do multiverso (aquela que postula a existência de múltiplos universos), Gabriel Magee, um executivo da JP Morgan, de 39 anos, poderia ser se suicidado buscando entrar em um universo paralelo.

Segundo sua noiva, Lucy Pinches, Gabriel, que saltou do teto do afamado banco em Londres para o Canary Wharf, tinha seguido previamente o caso de dois estudantes estadunidenses que haviam realizado um pacto ao se suicidar:

- "Tinha algo a ver com a física quântica e o suicídio; os dois estudantes estavam vinculados com injeções letais operadas por um sistema de loteria numérica, para que o universo em que acordassem fosse aquele em o que ambos teriam ganhado na loteria". Lucy acrescentou que não entendia bem este tipo de coisas, mas Gabriel sim era uma pessoa com capacidade mental suficiente para fazê-lo.


Segundo o Dr. Robert Lanza, autor da teoria do biocentrismo, é possível que a vida continue em um universo paralelo após ter morrido neste. Por sua vez, Hans Moravec, que desenvolveu a hipótese da imortalidade quântica a partir da teoria dos muitos mundos de Hugh Everett -físico que achava que sua consciência seguiria a bifurcação do universo em cada caminho que não levasse à morte-, postulou que qualquer pessoa sobreviveria sempre ao suicídio, pois poderia ter se suicidado uma e outra vez neste universo e sobreviveria em outro.

Simultaneamente pela estranhas circunstâncias em que ocorreu, a morte de Gabriel se soma a uma série de suicídios de banqueiros que vem acontecendo nos últimos meses, padrão que alguns interpretam como significativo das condições atuais do mercado.

Talvez Gabriel tenha tirado a vida simplesmente porque estava farto e deprimido. Talvez sabia de muita coisa e "suicidaram" ele -a versão conspiratória que não pode faltar no mundo financeiro-. Ou talvez, gostaríamos de crer, conseguiu encontrar a chave para calibrar as coordenadas de outro universo no qual poderia viver o que aqui lhe era negado e entender as variáveis do suicídio quântico. Talvez tenha aprendeu a arte de saltar para o jardim onde os caminhos se bifurcam.

Via | Telegraph.


Notícias relacionadas:

 

Comentários

Nenhum comentário ainda!

Deixe um comentário sobre o artigo