Acesse a imortalidade digital programando seu próprio bot de inteligência artificial

LuisaoCS

Acesse a imortalidade digital programando seu próprio bot de inteligência artificial

As redes sociais podem nos dar a aparência de ubiquidade, mas seguimos sendo tão mortais como na era prévia a Internet. Ou não?

Como se tivesse sido retirada de um filme distópica, ETER9 assegura a imortalidade digital: seu "ser on-line" poderá seguir interagindo com seus amigos, comentando e atualizando status ainda quando você já não esteja.

A ideia é do programador português Henrique Jorge e encontra-se atualmente na fase Beta. No entanto, mais de 5 mil pessoas já se registraram. A magia vem da inteligência artificial focada à vida social on-line. A aplicação cria uma "counterpart", um ser virtual que aprende com suas interações reais e as aplicará assim que você já não exista neste plano de realidade.

A ideia inicial é que os usuários de ETER9 formem uma comunidade entre "conexões" -contatos por convite sujeitos a aprovação dos administradores-, que pouco a pouco irão ganhando autonomia quando o usuário esteja off-line. A interação será mais efetiva com o tempo, ou ao menos isso prometem seus criadores, à medida que a inteligência artificial vá aprendendo com seus usuários.

A imortalidade é uma fantasia próxima à tecnologia desde o princípio do tempo -ou ao menos desde que o primeiro engenheiro/xamã construiu a roda e o altar-; ainda que não haja transferência de consciência, o simulacro que oferece ETER9 pode mitigar a angústia da morte dos mais neuróticos, e talvez se dê melhor que seu predecessor, Virtual Eternity.



 

Comentários

Nenhum comentário ainda!

Deixe um comentário sobre o artigo