Será que a evolução nos encaminha a ter um cérebro cada vez menor?

LuisaoCS

Como associamos maior inteligência a um cérebro de tamanho maior, muitos escritores de ficção científica imaginam os seres humanos do futuro (ou aos extraterrestres superiores) com cabeçorras. Mas esta ideia colide com outras duas. A primeira é que muitos biólogos consideram que os seres humanos já conseguimos deter a evolução de nossa espécie: adaptamos nosso meio a nós e os menos preparados já não morrem e são capazes de propagar seu DNA.

No entanto, ainda há o caso dos seres humanos que não vivem no acomodado mundo ocidental e lutam uma batalha contínua, que talvez perpetuem as ações da evolução darwiniana.

A segunda é que talvez existam matizes epigenéticas ainda não descobertas que melhorarim a "fiação" de nosso cérebro devido a um mundo cada vez mais complexo, ainda que nesse caso, o cérebro não tenha por que ser maior.


De fato, poderia estar encaminhado evolutivamente a ser cada vez menor. Por exemplo, os cro-magnons, nossos antepassados europeus, tinham corpos e cérebros entre uns 5 e 10% maiores do que os nossos. Os animais domésticos também costumam ter cérebros menores que seus parentes selvagens.

A configuração do cérebro parece ser mais importante do que seu tamanho, ao menos se fizermos um teste de QI nas pessoas com cérebros de diferente tamanho (por exemplo, homens e mulheres) ou atendemos à história fóssil da humanidade.

Tal e qual abunda no assunto Marcus Chown em seu livro "The Universe Next Door":

Contrariamente às expectativas já mencionadas, os humanos do futuro provavelmente terão cérebros que não serão maiores que os nossos, senão significativamente menores. E nem é necessário dizer que o fato de que tenhamos realmente um futuro depende de que saibamos solucionar um monte de problemas globais, muitos dos quais são responsabilidade direta nossa.

Notícias relacionadas:

 

Comentários

Com certeza a evolução nos levaria a isto, pois o cérebro, pois ele é quem mais consome energia(alimentos) e oxigênio no corpo(se precisar menos oxigênio todos os outros órgãos poderão ser menores (exemplo pulmão).

Ia discordar de alguns pontos da matéria.
Acabei de mudar de ideia.
Tá certo. Item a item.

Sim, cada vez menor, até chegar ao tamanho de um micro chip. E os médicos, quando forem operar, precisarão usar o telescópio hubble para poderem enxergar.

Deixe um comentário sobre o artigo